Obesidade é uma das principais causas da osteoartrose

Responsável pela incidência de diversas doenças secundárias, a obesidade é um dos fatores de risco para o desgaste e degeneração das articulações

Obesidade afeta mais as mulheres do que os homens no Brasil, aponta estudo do IBGE e Ministério da Saúde (Imagem: iStock)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
A obesidade, caracterizada pelo excesso de acúmulo de gordura corporal, é reconhecida como uma doença crônica multifatorial por entidades médicas internacionais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS). Fator de risco para o desenvolvimento de outras doenças como a hipertensão arterial, diabetes tipo 2 e osteoartrose, os índices da obesidade preocupam os médicos. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020, 25,7% da população brasileira estava obesa, com maior incidência entre o sexo feminino.

Entre os problemas de saúde causados pela obesidade, a osteoartrose, ou simplesmente artrose, pode ser um dos mais incapacitantes. Com o passar dos anos, o sobrepeso nas articulações, especialmente nos joelhos, gera o desgaste e a degeneração das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dores, rigidez e dificuldade nos movimentos.

Em estágio inicial da artrose, causada pela obesidade, quando começam as dores na região dos joelhos, o mais indicado é procurar ajuda profissional para auxílio na perda de peso. Por se tratar de uma doença provocada por várias condições que vão além da alimentação e sedentarismo, como hereditariedade, metabolismo, fatores sociais, psicológicos e ambientais, o tratamento requer o acompanhamento de diferentes especialidades médicas.

Outros tratamentos para a fase leve da artrose, considerados paliativos, são o uso de medicamentos que aliviam os sintomas, como anti-inflamatórios, analgésicos, pomadas e infiltrações; a realização de fisioterapia com recursos térmicos, aparelhos e exercícios; e o repouso, sempre que possível, para diminuir a pressão nas cartilagens.

Em quadros mais severos e avançados da osteoartrose, quando a doença chega a níveis incapacitantes, a única alternativa é a substituição total da articulação do joelho por próteses ortopédicas (artroplastia). A boa notícia é que, com os avanços tecnológicos da medicina robótica, esse tipo de cirurgia passou a apresentar resultados promissores aos pacientes, com rápida recuperação pós-cirúrgica, assim como o breve retorno à sua rotina de atividades diárias.

Leia mais

Obesidade é fator de risco para o desgaste e degeneração das articulações
Artrose de joelho e efeitos na rotina: como lidar com dores crônicas
Artrite ou artrose: como controlar a dor nas articulações?
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!