Médicos x enfermeiros: o histórico conflito chega ao BBB

Enfermeiro formado, Cezar Black se sentiu ofendido com fala de Fred Nicácio no BBB 23 sobre enfermeira. Coren-SP se posiciona sobre polêmica

Cezar Black, que é enfermeiro, chorou após fala considerada ofensiva sobre profissionais de enfermagem pelo médico Fred Nicácio (Reprodução de Internet)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
O médico cuida do diagnóstico, o enfermeiro, da assistência ao paciente. Simples assim se não fossem esteótipos do tipo: “o enfermeiro é um médico frustrado” ou “a enfermagem é para quem não conseguiu passar em medicina”. O conflito entre profissionais da medicina e da enfermagem, historicamente as duas principais categorias profissionais responsáveis pelo atendimento ao paciente, chegou ao Big Brother Brasil.
Uma fala polêmica de Fred Nicácio, que é médico, sobre o sistema da enfermagem ofendeu o colega de confinamento Cezar Black, enfermeiro formado, e repercutiu negativamente dentro e fora do reality. Nicácio disse ter sofrido racismo por parte de uma enfermeira, antes de se formar em Medicina, quando atuava como fisioterapeuta, mas o desabafo do médico provocou reações na casa mais vigiada do país.
Nas redes sociais, o assunto gerou diversas discussões e levou o Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren-SP) a emitir uma nota de repúdio à fala de Fred Nicácio, saindo em defesa dos enfermeiros.
“A enfermagem não raro é vítima de comparações que a subalternizam”, pontuou. “O Coren-SP condena qualquer fala ou atitude que vincule a enfermagem a uma inferioridade frente às demais profissões”, diz a nota (veja abaixo na íntegra).

Entenda a polêmica:

O médico Fred Nicácio revelou ter sofrido racismo de enfermeira quando era fisioterapeuta (Reprodução de internet)

“Eu era fisioterapeuta e vi um médico entubando [um paciente] e falei assim: ‘eu queria fazer isso aí’. Uma enfermeira branca olhou para mim e disse: ‘Sai para lá, menino. Isso dai é só para médico‘. Sete anos depois, eu voltei lá e ela foi minha enfermeira. É, tô aqui, doutor Fred Nicácio. Agora eu vou entubar e você vai me ajudar. É assim que a gente trata racista”, relatou.

Em conversa com sua dupla Domitila, o participante Cezar Black, enfermeiro formado, revelou ter se sentido ofendido e chorou ao explicar a importância da profissão.

O enfermeiro Cezar Black chorou e se sentiu ofendido com fala do médico Fred Nicácio sobre enfermeira (Reprodução de internet)

“Isso é uma coisa que brigamos todos os dias. (…) A enfermagem vai estar do dia que você nasce, na hora da UTI, quando você tá internado, sofrendo… até quando você morreu. Quem prepara o seu corpo é a enfermagem. Nós somos a primeira passagem quando você vem ao mundo e a última. Então nossa classe é f***, trabalha mais que todas as outras classes e não tem reconhecimento”.

Durante uma conversa entre os dois no BBB, o médico se desculpou pela declaração anterior e garantiu que jamais colocaria a enfermeira em uma posição de menor importância pelo cargo que ocupava.

PRONUNCIAMENTO DO COREN-SP:

“O programa Big Brother Brasil 23 exibiu entre ontem e hoje uma discussão sobre a autonomia da enfermagem. O participante Cezar Black, que é enfermeiro, desabafou que se sentiu ofendido sob uma menção do participante Fred Nicácio, médico e fisioterapeuta, de que uma enfermeira deveria auxiliá-lo.”=

“A enfermagem é uma profissão regulamentada e autônoma e não está subordinada a nenhuma outra, uma vez que todas as categorias da saúde têm atribuições devidamente estabelecidas. A enfermagem não raro é vítima de comparações que a subalternizam, mesmo depois de toda a sua atuação ter sido amplamente divulgada nos últimos anos, devido à sua essencial atuação frente à pandemia da COVID-19.

“Portanto, o COREN-SP condena qualquer fala ou atitude que vincule a enfermagem a uma inferioridade frente às demais profissões e defende o cuidado integrado e respeitoso das equipes multidisciplinares também como uma forma de valorização da categoria.”

Mais enfermeiros que médicos no Brasil

Segundo o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), o Brasil possui mais enfermeiros do que médicos. São 473.498 enfermeiros com formação superior, contra 432.870 médicos registrados no Conselho Federal de Medicina. Cerca de 65% da força de trabalho na saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) é composta por enfermeiros, sendo auxiliares, técnicos e graduados, de acordo com o conselho.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!