Você sabia que no mundo existem mais de 8 bilhões de pessoas e que todas elas são diferentes umas das outras? Cada uma tem seu jeito, suas peculiaridades e inclusive impressões digitais diferentes. E nesse mundo também está o Vicente. Ele também está aqui! Vicente, um menino de 8 anos, é autista e se tornou protagonista de um livro sobre o tema. Nessa história sobre inclusão e amizade, ele e seus amigos vão ensinar crianças e adultos que está tudo bem ser diferente.

A história, que nasceu da interação de uma turminha da Escola Estação do Aprender, em Santa Rosa, Niterói, conta a construção de uma amizade baseada na curiosidade e no amor, uma troca singela de aprendizados e ensinamentos entre crianças que acaba reverberando na vida de pais e outros adultos que também aprendem que ser diferente não é um problema.

Segundo a autora e ilustradora da obra, Thaís Chimenti Leão, a ideia do livro surgiu da mãe do Vicente, a advogada Geanne Froede, especialista em Direito da saúde e Direito das Pessoas com Deficiência, presidente da Comissão dos Direitos da PCDs da OAB Maricá e membro da Comissão de Direito Médico da OAB-RJ.

“Em uma conversa, ela me perguntou se eu não escreveria um livro sobre o autismo. Topei. A partir daí foram muitas conversas, mensagens e pesquisas tanto com a Geanne quanto com a Sunagele, atendente terapêutica que acompanha o Vicente na escola e que me contava como era essa amizade das crianças”, diz Thaís.

Assim surgiu o livro ‘Também Estou Aqui’, uma história que a autora garante que vai encher o coração das crianças de afeto, empatia e amor. “E dos adultos também, pois acreditamos que o conhecimento combate o preconceito. E quanto mais falamos sobre o autismo, mais conhecimento levamos às pessoas”, conta a autora.

Além do relato da amizade, o livro conta com ilustrações da autora e ainda com cartas: uma da Geanne e sua percepção e sentimentos como mãe de uma criança autista; outra de Maria Eduarda Garcia Couto de Azevedo, neurologista infantil, que é direcionada aos adultos e educadores e a última de Aída Brito, psicóloga. O irmão mais velho de Vicente completa os depoimentos com uma poesia.

Em depoimento no livro por meio de uma carta, Geane Froede desabafa que a vida de uma criança autista é repleta de obstáculos e talvez um dos maiores desafios na escola seja a interação com outras crianças.

“Para a minha grande surpresa e aprendizado, foi a sua turminha de sala de aula, seus amiguinhos de 6, 7 anos de idade que receberam o Vicente da forma mais pura, natural e generosa do mundo: com curiosidade sobre a diferença e com muito amor. Eles falam com ele. Embora ele não responda. E eles entendem que o Vicente não responde, mas eles fazem mesmo assim. Isso é inclusão. Eles querem ser amigos dele, embora ele seja diferente. Isso é aceitação. Eles entendem que o Vicente nem sempre se comunica ou brinca como eles, mas eles o aceitaram mesmo assim. Eles cuidam e ensinam muitas coisas para o Vicente e aprendem com ele também”.

Thaís Chimenti Leão é mãe de três meninas, escritora e ilustradora. Em 2020 lançou seu primeiro livro infantil “As guloseimas da vovó Glorinha” e o de crônicas sobre a maternidade “Agora a mãe sou eu, crônicas e desabafos de uma mãe como outra qualquer”. Neste mês de abril lança o “Também Estou Aqui” e em maio “O pequeno Manual para Ser Humano”, pela Editora Asinha.

O livro Também Estou Aqui tem 28 páginas e será vendido no valor R$ 30 pelo Instagram da autora e ilustradora @thaischimentileao. A publicação contou com o patrocínio do Colégio Estação do Aprender, Espaço Modulare, Dany Schutte, Reabiliarte e Vila Pindorama, que viabilizaram esse projeto. O apoio da OAB-Maricá, Autismo Rio de Janeiro, Luna ABA e salão infantil João e Maria.

‘Maternidade Azul Turquesa’ traz relatos de mães atípicas

O Abril Azul, mês de conscientização sobre o autismo, traz ainda o livro Maternidade Azul Turquesa”, escrito especialmente para mães de crianças com TEA (Transtorno de Espectro Autista). A leitura é válida também para todas as famílias que receberam ou que aguardam diagnóstico de algum tipo de transtorno, pois ele aborda questões emocionais das mães e como lidar com as questões emocionais e batalhas diárias deste cenário.

A publicação será lançada no dia 14, às 19h, na Livraria da Travessa do Leblon, onde haverá uma Haverá uma conversa com as autoras Jaqueline Gonçalves e Silmara Luz. A obra é coordenada pela CEO da Elas Editora Alice Loures e as sócias Juliane Guzzoni e Maria Cândida Torres.

A editora quer expandir sua atuação para áreas ainda mais inclusivas e diversificadas, conectando-se com um público cada vez mais amplo e heterogêneo, apresentando o seu novo selo de inclusão, o selo “TEA”.

“Nosso desejo é buscar ampliar a visibilidade e representatividade de pessoas com Transtorno do Espectro Autista, com o objetivo de oferecer conteúdo de qualidade e informação sobre o TEA, dando voz a quem está envolvido no assunto e trazendo a sociedade para conhecer os desafios e soluções para quem lida com a questão”, explica Alice Loures.

‘Autismo: um mundo singular’ ajuda pais após diagnóstico

Diagnóstico: autismo. Quando os pais recebem essa notícia, um universo totalmente desconhecido se abre. De agora em diante, o mundo singular, o universo próprio que seus filhos criaram e que eles observavam de perto passa a ter um nome. O nome de um transtorno que provoca incertezas a respeito do presente e do futuro da criança. E, claro, dos próprios adultos.

A obra “Autismo um mundo singular”, publicado pela editora Literare Books International, é um mergulho intenso no universo tão particular que cerca os autistas. E em meio a essa fase de diagnóstico e ao longo da formação da criança, é importante contar com uma rede de apoio que ajude a compreender e a superar os desafios diários.

Ao longo dos capítulos, profissionais de diversas áreas, como pedagogos, educadores físicos, entre outros, reunidos pela coordenadora editorial e renomada neuropsicóloga Andrea Lorena Stravogiannis compartilham conhecimentos e práticas para o desenvolvimento e o bem-estar dos autistas, enquanto familiares relatam suas jornadas de aprendizado e afeto trilhadas para superar os desafios.

Juntos, eles formam, neste livro, uma importante rede de apoio para levar informação e acolhimento aos leitores, ao mesmo tempo em que ajudam a desmistificar o transtorno e a combater o preconceito. “Autismo: um mundo singular”, tem o nobre objetivo de integrar conhecimento e vivências reais apresentadas por familiares de autistas para que o leitor percorra uma trilha não somente instrutiva, mas também de muita troca e acolhimento.

São coautores desta obra: Alicia Viviana Méndez de Rosales, Aline Lourenço Bittencourt, Ana Cordeiro, Ana Emília Linares Pereira, Antoniel Gonçalves, Carolina Robortella Della Volpe, Dejane Menezes, Eloane Coutinho, Fabiana Coimbra Noronha, Fernanda Neves, Gleiciene Rosário dos Reis Cruz, Kaligina Araújo Machado, Léia de Andrade Tessarini, Luciana Garcia de Lima, Maria Pereira da Rocha Martins, Mariana Rocha, Marinalva Flores Valensuela, Nathalia Belmonte, Rosane Moreira Silva de Meirelles, Samidayane Moreira Guerra, Silvia M. Kanawa, Simone Maia Guerra, Socorro Ribeiro, Sonaira Fortunato Pereira, Vanessa Borato Mafra e Yloma Rocha.

SOBRE A COORDENADORA EDITORIAL

Andrea Lorena Stravogiannis – Psicóloga, doutora e mestre pela Faculdade de Medicina da USP; neuropsicóloga pelo CEPSIC-HC-USP; neuropsicóloga no Hospital Sírio-Libanês; supervisora e professora no curso de pós-graduação em Neuropsicologia no Hospital Albert Einstein. Coordenadora dos setores de pesquisa e tratamento do Amor Patológico e Ciúme Excessivo do Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (IPq-HC-FMUSP). Especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental pelo Ambulatório de Ansiedade no IPq-HC-FMUSP; especialista em Dependência Química pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Ficha técnica


Título: ‘Autismo: um mundo singular’
Coordenação editorial: Andrea Lorena Stravogiannis
Editora: Literare Books International – 1ª edição

Páginas: 208

Preço de capa sugerido: R$ 68,90

Onde comprar: À venda nas principais livrarias físicas e plataformas digitais

Loja Literare Books: https://bit.ly/literare-autismo-singular
Amazon: https://amzn.to/3QxWwTc
e-Book: https://amzn.to/3zlJAtg

Livro desmistifica o autismo e aborda inclusão na educação

O autismo sem mistério e ao alcance de leigos e profissionais da saúde e da educação. Esse é o objetivo da psicanalista Roberta Ecleide que lança o livro “Autismo.S – olhares e questões”, lançado em 2022 pela editora Appris. A obra traz uma breve história do autismo, com definições clínico-diagnósticas, e apresenta debates e discussões de profissionais que atuam no atendimento de crianças diagnosticadas como autistas.

A autora, pós-doutora em Filosofia da Educação pela Universidade de São Paulo (USP) e doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mostra a importância do estudo da neurodiversidade: “longe de uma doença a ser curada, mas que precisa ser bem conduzida no processo educativo e respeitada com a delicadeza das diferenças”.

Roberta acredita que o principal desafio da inclusão escolar de alunos autistas é a difícil inserção no Brasil da área da saúde na educação. “Ou seja, o diagnóstico do autismo pode não propiciar ajuste, mas segregação”, explica a psicanalista, supervisora clínico-institucional no estado de Minas Gerais (Capsi).

Desafios do autismo no pós-pandemia

Ela conta que é importante entender que não há aumento dos casos de autismo. O que cresceu foi o número de diagnósticos. Por outro lado, alerta que a partir da pandemia, sem a frequência nas escolas e nos espaços coletivos, a indicação precoce pode ter sido prejudicada.

“A análise resulta de um processo de construção, estudo de várias condições que trazem a etiologia dos atrasos. O desconhecimento que até alguns profissionais têm das condições clínicas do autismo, fora desta dimensão de construção, também faz diagnósticos apressados”, informa a autora.

“No dia a dia dos autistas com diagnóstico acertado, vejo que perderam parte dessa diversidade da convivência. Alguns comportamentos já estabelecidos, como dessensibilização auditiva, sumiram e as crianças começaram a ter dificuldade com sons – tenho visto isso até em crianças que não apresentavam hiperacusia (sensibilidade auditiva aguçada)”.

Segundo a especialista, mesmo aprendizados, como alimentação variada, autocuidado, diminuíram ou sumiram. “Um dos motivos é que a situação da pandemia levou as crianças para casa e o ambiente doméstico é controlado, pouco desafiante, não permite os erros – condições fundamentais para aprender”, relata Roberta Ecleide.

Sobre a autora

Roberta Ecleide de Oliveira Gomes Kelly possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, mestrado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, doutorado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-doutorado em Filosofia da Educação pela Universidade de São Paulo. É membro fundadora do Núcleo de Estudos em Psicanálise e Educação (Nepe) e é consultora em escolas e serviços de Assistência Social. Supervisora clínico-institucional no Estado de Minas Gerais (Capsi). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Filosofia da Educação, atuando principalmente nos temas de psicanálise, gagueira, educação, infância e distúrbios da comunicação. É autora das obras Cura à mineira e Tempo e presença na educação: ensaios e reflexões.

Conheça mais 5 livros que falam sobre o autismo na infância

Para auxiliar pais e cuidadores na jornada de conhecimento de muitas famílias sobre como lidar com o TEA ou mesmo para quem quer saber mais sobre o tema, confira cinco dicas de leitura:

1) Uma Mente Diferente – Natasha Meschiatti e Thassiel Melo 

Pode parecer muito difícil acolher alguém diferente. Por isso, este livro procura explicar como funciona a mente de uma criança no espectro autista e, assim, tornar muito mais fácil para as demais crianças compreendê-la e se tornarem verdadeiros amigos. Esta é a história de um menino alegre e amoroso, que adora socializar, mas tem muita dificuldade em se comunicar e manter sua mente calma. Isso pode assustar as outras crianças, que não sabem como lidar com ele. Durante a história, o menino mostra às demais crianças como pode ser fácil ajudar e derrubar as barreiras para que ele seja incluído e querido pelos amigos. Escrito por Natasha Meschiatti, ilustrado por Thassiel Melo e publicado pela Tudo! Editora.

2) Soft Skills Kids: Como Desenvolver as Habilidades Humanas Nas Crianças Para Que Se Tornem Adultos Bem-Sucedidos – Lucedile Antunes e Beatriz Montenegro


Reúne diversos autores que falam sobre caminhos para lidar com as experiências do dia a dia. Entre os assuntos abordados na obra, estão temas que também se conectam ao dia a dia de crianças com o Transtorno do Espectro Autista. A supervisora em fonoaudiologia da clínica multidisciplinar Genial Care, Ana Luiza Morrone Gebara, trata de um tema crucial: a escuta ativa e a compaixão em ambientes sociais. “Busco compartilhar o que aprendi ao longo da minha jornada profissional e pessoal com crianças dentro do desenvolvimento típico, com crianças dentro do espectro autista e com suas respectivas famílias. É sobre respeito, educação e empatia, pois pais empáticos tendem a ter filhos empáticos também”, explica a especialista.

A fonoaudióloga Kamilly Guedes, também da Genial Care, traz um capítulo sobre trabalho em equipe e respeito em ambientes familiares. “Compartilho no livro reflexões sobre encorajar famílias a trabalharem em equipe, de modo que o respeito seja um grande pilar dessa aprendizagem. Pais de crianças autistas encontram desafios diários, e é possível lidar com todos esses desafios em conjunto, para o bem-estar de toda a família”, ressalta.

3) O Desenvolvimento do Autismo – Thomas L. Whitman 

Este livro aborda as necessidades de diferentes públicos, incluindo pais, terapeutas e profissionais da saúde, bem como estudiosos e pesquisadores do tema. Para quem está começando a estudar o autismo, o livro serve como uma introdução. Para professores que buscam informações sobre o autismo, o livro não apenas aborda os elementos básicos, mas também analisa o transtorno sob amplas perspectivas teórica e empírica.

Para profissionais que atendem crianças com autismo, este texto serve como base. Ele fornece resumos concisos e perspectivas críticas sobre a avaliação, características e teorias sobre o autismo, programas educacionais, de tratamento e de estresse e manejo pelas famílias. Para pesquisadores, o livro oferece teorias instigantes, estimula um modo diferente de pensar sobre o transtorno e sugere novos rumos para as pesquisas. O contexto social mais amplo em que o autismo surge também é explorado neste livro junto com seu impacto sobre a família do autista.

4) 101 ideias para brincar e ensinar autistas – Para crianças, jovens e adultos autistas – Dicastro 

De maneira simples e divertida, o professor Dicastro apresenta ideias que podem ser usadas em casa, na sala de aula, no consultório ou em qualquer lugar. Com mais de 100 brincadeiras e atividades, você aprenderá como transformar o ensino de uma pessoa com autismo mais divertido. Descubra através de uma linguagem prática como brincar e ensinar pessoas com autismo brincando.

5) Outra Sintonia – a história do autismo – John Donvan e Caren Zucker

No início da década de 1930, Donald Triplett chamava atenção por seu comportamento peculiar, sua tendência ao isolamento e sua incrível capacidade de memorização. Apesar das mais variadas explicações dadas aos pais, o diagnóstico certeiro só seria feito depois de anos de acompanhamento: Donald era autista.

É a partir do caso da família Triplett e de tantas outras que têm ou tiveram contato com o autismo que os premiados jornalistas John Donvan e Caren Zucker traçam um emocionante panorama de uma condição que ainda hoje instiga leigos e especialistas. Fazem parte dessa história as discordâncias médicas, os tratamentos controversos e, principalmente, a luta das famílias para que seus filhos tivessem seus direitos civis garantidos.

Amparado por uma extensa pesquisa, outra sintonia reconstitui a história do autismo de forma humana e sensível, ajudando os leitores a compreenderem a questão em seu significado mais simples: como diferença, e não como deficiência.

Com Assessorias

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *