Outubro RosaSAÚDE PÚBLICA

Clássico Vasco x Flamengo promove alerta ao câncer de mama

Dez pacientes de câncer de mama entraram no gramado do Maracanã neste domingo (22) segurando uma faixa com os dizeres “O Ano Todo Rosa”, no intervalo do clássico entre Vasco e Flamengo. A faixa faz referência à campanha da Oncologia D’Or que busca conscientizar que o cuidado com a prevenção deve ser o ano inteiro.

Também no intervalo da partida, foram distribuídos balões cor de rosa, ventarolas, além de folhetos informativos sobre a doença aos torcedores. Na torcida, 40 mulheres que estão em tratamento contra o câncer de mama e integrantes de movimentos de apoio à causa, como a Amigas do Peito, participam da ação, que contou ainda com o reforço das mulheres das torcidas organizadas dos dois times.

As ações no Maracanã foram realizadas pelas Secretarias de Estado de Saúde e da Mulher, além da Superintendência de Desportos do Estado do Rio (Suderj), dentro da campanha “Outubro Rosa: prevenção é sempre o melhor remédio”, de conscientização sobre o câncer de mama.

“O público do Maracanã é mais masculino, mas é importante alertar que a conscientização é para todos. É importante levar informação não só para as mulheres, mas para toda a família”, alertou a primeira-dama Analine Castro, que acompanhava o governador Claudio Castro. Ela preside a RioSolidario, instituição parceira do GovRJ, que também apoiou a iniciativa e marcou presença no Maracanã.

Veja mais no Especial Outubro Rosa

Outubro Rosa: prevenção é sempre o melhor remédio

A secretária de Estado da Mulher do Rio de Janeiro, Heloisa Aguiar, falou do comprometimento e a força feminina contra a violência de gênero, destacando a importância da campanha #ELAPODE no esporte e a sinergia com o movimento Outubro Rosa para promover o autocuidado entre as mulheres e a importância dos exames preventivos.

“O grande jogo que nós não podemos perder é o jogo pela vida, o jogo pela saúde. Neste Outubro Rosa, lembramos a todas as mulheres sobre a importância de fazer a mamografia. Se você tem entre 50 e 69 anos de idade, procure a unidade básica de saúde mais próxima e agende sua mamografia”, disse o coordenador da área técnica da Saúde das Mulheres, Antônio Braga.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar participou da campanha com o Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (BEPE) e a Patrulha Maria da Penha, que escalaram o efetivo feminino para atuar no policiamento de campo e promover ações de conscientização no entorno do estádio.

A Polícia Civil disponibilizou uma policial da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) para atendimento exclusivo de mulheres vítimas de violência no juizado do torcedor.

Em parceria com o Flamengo, o Oncologia D’Or promoveu na sexta-feira (20) uma palestra na sede rubro-negra e um quizz educativo, com brindes especiais para os participantes e uma visita no Museu Flamengo. Entre os brindes, camisas da Braziline, que destinam 3% do valor de venda para apoiar as atividades do INCAvoluntário.

Mude 1 hábito em apoio ao Outubro Rosa

Uma revisão de 73 estudos publicada na National Library of Medicine, nos Estados Unidos, revelou que as mulheres que são fisicamente ativas têm 25% menos chances de desenvolver câncer de mama em comparação com as sedentárias. Além disso, as pessoas que incorporam a atividade física em suas vidas após o tratamento do câncer de mama têm uma redução de até 40% no risco de mortalidade.

Pensando em criar ações que incentivem a prática de atividades físicas, o Projeto Mude 1 Hábito, da Unimed-Rio, disponibiliza o ano todo, gratuitamente, aulas, de diversas modalidades, para lembrar a todos, mulheres e homens, sobre a importância da prática de exercícios.

Esta semana, de 23 a 28 de outubro, os alunos que participarem das aulas previstas no período da campanha ‘Outubro Rosa’, do Mude 1 Hábito, receberão cartões postais e terão a oportunidade de escrever mensagens de apoio.

As mensagens serão enviadas aos destinatários escolhidos pelos alunos, via Correios, ou entregues em mãos a pacientes em tratamento no Grupo Oncoclínicas e no Hospital Marcos Moraes. A ação foi inspirada no movimento desenvolvido pela ONG Girls Love Mail. Confira a grade das aulas – programação sujeita a alterações – aqui.

Com informações do Oncologia D´Or, SES-RJ e Unimed Rio

 

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *