10 dicas para ser uma Mulher Bem Resolvida

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quarta-feira (8), é lembrado pelas lutas e conquistas de mulheres reais que buscam seu espaço e autoridade seja no mercado de trabalho, relacionamento, família, política e na sociedade de um modo geral. Apesar de tantas conquistas, nos dias de hoje ainda é comum vermos o termo “relacionamento abusivo”. Mulheres não são tratadas como deveriam por seus parceiros e acabam se conformando e aceitando esta situação.

A especialista em relacionamentos e sexualidade do programa Mulheres Bem Resolvidas, Cátia Damasceno ensina como mulheres devem se posicionar em busca de espaço e autoridade dentro e fora do relacionamento. Segundo a especialista, a primeira lição é ser autêntica. “Primeiro, é preciso que a mulher esteja bem resolvida consigo mesma, e se ame, por completo”, diz.

Ela ressalta que isto não quer dizer que precisa buscar a perfeição, até porque isto não existe. A especialista acredita também que uma mulher valorizada depende de como anda sua autoestima. “Não acreditar em si mesma, nem se sentir bonita, não acreditar no potencial como profissional, como dona de casa, como mãe, como esposa. Achar que os defeitos são maiores que as qualidades.  Tudo isto é auto sabotador e causa um efeito devastador na vida desta mulher que de tanto pensar nesta imagem negativa acaba tomando isto como verdade”, fala.

A confiança e autoestima devem exalar nesta mulher de atitude para que o homem conheça tais pontos fortes. “Quando a própria mulher conseguir entender a fortaleza e confiança que tem, com certeza irá aplicar isto dentro do relacionamento e vai espelhar no homem, respeitando-a e valorizando-a”, completa a coach.

Outra lição é não se anular em nome do parceiro. “É preciso tomar suas próprias decisões e ter suas próprias analises de vários assuntos e aspectos da vida” diz. Ela completa que a mulher não deve nunca esperar que o homem a complete e que deve ser bem esclarecida, que pode e deve buscar sua própria felicidade e prazer.

“Mulheres, fiquem atentas a essa dica: não se anulem em nome dos seus parceiros. Apesar de que, em curto prazo, essa postura possa parecer uma verdadeira prova de amor, com o tempo, vai se transformando em perda de admiração, e, junto com ela, vão o respeito e a valorização, fundamentais para o sucesso de qualquer relacionamento”, explica Cátia Damasceno.

Para finalizar a especialista deixa um recado importante: “Dê voz à mulher bem resolvida e cheia de atitude que, com certeza, existe dentro de cada uma. E busque fazer isso não só para ganhar o respeito e a valorização do seu parceiro, mas para que você se veja merecedora desse reconhecimento. Para conseguir aplacar o sentimento de “quero ser respeitada” comece se respeitando e mostrando que você merece respeito por ser quem é.”

10 dicas para ser uma Mulher Bem Resolvida

Cátia Damasceno, listou 10 dicas para de fato ser uma mulher de fibra e que coloca seus desejos e anseios à frente de tudo todos os dias, não abrindo mão de seus valores e não se abalando por pedras que possam haver no caminho.

1- Seja natural

A mulher precisa ser quem é de verdade. Sabe aquelas pessoas que mudam totalmente quando está tentando se aproximar de alguém? Ou se torna muito expansiva? Ou tímida demais, quase sem conseguir falar? O segredo sobre como atrair pessoas e situações maravilhosas para perto de si é manter-se natural, como age em tudo o que faz em seu dia a dia. Ninguém quer estar perto de um robô, certo?

2- Tenha personalidade

Da mesma forma, existem aquelas mulheres que evitam expressar qualquer opinião, com medo de dizer algo que possa desagradar seja o chefe, colega de trabalho, o companheiro, os filhos. Nessas horas, saiba que não existe nada mais desagradável do que conversar com alguém sem personalidade.

 

3- Equilíbrio emocional

Mulheres com uma boa autoestima também mantêm um melhor equilíbrio emocional. Isso porque elas não se frustram tão facilmente com o que dá errado, com um quilo a mais na balança ou com uma roupa que não serviu. Elas sabem que são capazes de vencer essas batalhas!
4- Sem padrões

E que tal experimentar ser livre? Quebrar padrões e desapegar estereótipos. Valorize seus cabelos, seus olhos, seu corpo, sua inteligência, sua boa conversa: são eles que fazem a mulher ser quem é e são eles que podem tornar uma mulher maravilhosa!

5- Xô, passado!

Em nossa essência já somos propícias a lembrar mais de fatos negativos e traumas do que em momentos de sucesso e realizações. Focar no presente e fazer planos para o futuro! Este é o lema!

6- Diga “não” a pensamentos negativos

Inveja, insatisfação, tristeza… Sentimentos negativos não colaboram em nada para sua autoconfiança. Quer realmente saber como melhorar a autoestima? Abra espaço para os pensamentos positivos, tanto sobre si mesma quanto sobre os outros.

7- Quero meu prazer

Ter hábitos que resultam em prazer sexual como masturbação, por exemplo, é um grande passo para a mulher ser bem resolvida com sua sexualidade. O pompoarismo ou ginástica íntima também tem ajudado a recuperar a autoestima de muitas mulheres pois trabalha duas áreas primordiais: a saúde íntima e a parte sexual. Entre os muitos benefícios do pompoarismo estão: redução da cólica menstrual, diminuição dos efeitos da menopausa, atenuação da flacidez vaginal, aumento da lubrificação e da libido da mulher e orgasmos mais intensos.

 

8- Mais prazer, por favor

Ainda na área sexual uma Mulher Bem Resolvida sabe exatamente o que fazer na cama. Não se prende a posições sexuais convencionais e se abre a novas experiências como jogos eróticos, fantasias, preliminares prolongadas e sabe que tudo isso faz parte para um sexo maravilhoso. Sem culpas, neuras nem cobranças.

 

9- Se reinventar

Uma mulher confiante se refaz todos os dias. Ela não se abala com pequenas decepções e frustrações. Busca novas alternativas e formas bem humoradas de encarar a vida. A tristeza vai para o banco de reserva, e a felicidade de um novo começo veste a camisa e entra em campo.

10- Aceitar suas limitações

Parte fundamental do autoconhecimento está em reconhecer e identificar suas qualidades e limitações. A mulher pode e deve se cercar de amigos e pessoas boas nesta ou naquela atividade. São estas pessoas que ajudam a se desenvolver. Não ter vergonha de pedir ajuda ou de dizer que não sabe, não entende ou não consegue alguma coisa é um gesto de reconhecer os próprios limites e administrá-los.

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!