Especial VacinasSaúde Pública

Dia D contra a Gripe: Rio vacina 218 mil pessoas em 640 pontos

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Com a proximidade do inverno e o aumento de casos de gripe, a vacina é uma forma de se proteger. A dose é anual: quem se vacinou no ano passado precisa tomar uma nova dose este ano. Em todo o país, a Campanha de Vacinação contra a Gripe começou em 25 de março e vai até o dia 31 de maio, tendo como meta atingir 90% de cobertura vacinal dos grupos prioritários, o que corresponde a 75 milhões de pessoas em todo o Brasil, sendo 6,7 milhões de pessoas no Estado do Rio.

Em 2022, o estado registrou uma cobertura de 55,8% contra a gripe. No ano passado, o patamar ficou em 53,44%. Para reforçar a campanha nacional, acontece neste sábado (13), em todo o Brasil, o Dia D de Vacinação contra a Gripe, das 8h às 17h. No Estado do Rio de Janeiro, mais de 2,04 milhões de doses foram disponibilizadas aos 92 municípios para serem aplicadas em 2.118 pontos de vacinação. Mais de 16.500 profissionais de saúde participaram da mobilização, que contou ainda com mais de 300 veículos.

Enquanto nacionalmente idosos com 60 anos de idade ou mais, crianças de 6 meses a 5 anos e 11 meses, gestantes e puérperas estão entre os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, na cidade do Rio de Janeiro, todas as pessoas a partir de seis meses de idade já podem tomar a vacina da gripe desde o último dia 6 de abril. 

Na cidade do Rio, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS-Rio) aplicou neste sábado 218 mil doses de vacina, superando o número do ano passado de 164 mil doses aplicadas no Dia D.  Ao todo, já são 645.511 cariocas imunizados contra a influenza.

A ação ocorreu simultaneamente durante todo o dia em mais de 640 pontos de vacinação. Além das 238 unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde), a vacinação ocorre em locais estratégicos como praças, associações de moradores, igrejas, shoppings, escolas, entre outros onde haja grande circulação de pessoas. 

   

Prevenção antes do inverno, período de pico da doença

A vacina, que foi desenvolvida pelo Instituto Butantan, é trivalente, ou seja, protege contra três tipos do vírus da gripe: as variações dos vírus A (H1N1 Victoria), A (H3N2 Tailândia) e gripe B Áustria. A imunização contra a gripe é fundamental para prevenir complicações, internações e mortes decorrentes das infecções pelos vírus da influenza. Estudos estimam que a vacinação reduza de 32% a 45% as hospitalizações por pneumonias; de 39% a 75% a mortalidade global; e cerca de 50% as doenças relacionadas à influenza.

“É muito importante que as pessoas procurem uma unidade de saúde para se vacinar, ou um ponto extra de vacinação pela cidade. Essa vacina protege contra as três cepas em circulação no momento, por isso é essencial que as pessoas se vacinem antes da chegada do inverno, época de maior incidência da gripe, para ficar protegido. O pico da doença ocorre nos meses de julho e agosto”, explica o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

É importante destacar que não há intervalo entre a vacina contra a gripe e outras vacinas de rotina. Além disso, aconselha-se que pessoas com sintomas gripais ou de dengue busquem avaliação médica antes de receber a vacina contra a gripe, adiando-a até a completa recuperação clínica. Da mesma forma, aqueles que se recuperaram recentemente da Covid-19 devem aguardar a melhora clínica antes de se vacinarem.

“O Dia D é importante para mobilizar a população, bem como a sociedade sobre a importância de ficar imune contra a doença e reduzir a transmissão dos vírus entre as pessoas, o que evita internações, complicações e óbitos. Pedimos à população que vá aos postos e busque proteção, porque a vacina é comprovadamente segura para toda a família e, além disso, é distribuída gratuitamente”, destaca a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello.

Oportunidade também para atualizar a caderneta das crianças

Durante o Dia D foi possível também atualizar a caderneta de vacinação das crianças, caso haja alguma vacina atrasada. Para isso, os pais devem levar os pequenos aos pontos fixos das unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde), onde o profissional de saúde verificará as cadernetas para a aplicação de doses faltantes.

A atualização das cadernetas de vacinação também pode ser feita no Centro Carioca de Vacinação, em Botafogo, das 8h às 22h; e no Super Centro Carioca de Vacinação unidade Campo Grande, no ParkShopping CampoGrande, no horário de funcionamento do centro comercial. Para quem for se imunizar, é necessário apresentar documento de identificação e, se possível, a caderneta de vacinação.

“Essa vacina é muito segura e, para facilitar o acesso, disponibilizamos centenas de pontos de vacinação em toda a cidade e muitas unidades também estão fazendo várias programações para tornar esse dia D uma grande festa da saúde, como o carioca gosta e merece”, disse o secretário Daniel Soranz.

Leia mais

Vacina da gripe no Rio agora é para todo mundo acima de 6 meses de idade
Campanha de vacinação nas escolas vai imunizar alunos até 15 anos
Gripe: 75 milhões de brasileiros deverão ser vacinados

Vacinação em praça da Tijuca e na Quinta da Boa Vista vira festa

Um dos pontos de vacinação na cidade do Rio de Janeiro neste sábado (13) foi montado a partir das 9h na Praça Afonso Pena, na Tijuca, para onde a SMS preparou uma programação especial, repleta de atrações para todas as idades.

A programação começou com apresentação da turma de percussão da Casa Bibi Franklin, seguida da peça teatral ‘Coletivo Sem Ribalta’ e da bateria mirim Aprendizes do Salgueiro. À tarde, a partir das 13h30, haverá roda de samba do Mané e show de Carlos Evanney, cover oficial do Rei Roberto Carlos.

“Vim passear com a minha família, trazer o cachorro na praça e vi que estava tendo posto de vacinação, achei importante colocar a vacina em dia. Vacinei contra a influenza. Estamos vendo um surto bem grave da doença no Rio de Janeiro, então, a vacinação é extremamente importante para controle visando o bem estar em saúde pública”, disse a médica e moradora da Tijuca, Laura Bochat.

Outra programação especial aconteceu na Quinta da Boa Vista, onde as secretarias de Saúde e Educação promovem a “Caminhada Bora Viver: A Vida Requer Cuidados”. A tenda de vacinação e ponto de concentração das atividades em frente ao Museu Nacional, das 9h às 12h, contou com uma série de atividades, como oficinas de arteterapia, exposições, contação de histórias, produção de histórias em quadrinhos e apresentações culturais.

Shoppings e espaços culturais e de gastronomia recebem vacinação

Em uma parceria com a SMS, o Shopping Nova América, em Del Castilho, recebe um ponto de vacinação neste sábado (13), para dar continuidade à campanha de imunização contra Influenza e Covid. O PV estará disponível no acesso C do shopping, com atendimento das 9h às 16h. O shopping fica na Av. Pastor Martin Luther King Jr., 126 – Del Castilho.

O Madureira Shopping recebe até o dia 13 de abril, equipes da SMS-Rio para imunizar a população alvo contra a influenza. A atividade é realizada na Loja Sou do Bem, localizada no 3º piso, das 10h às 16h. O Madureira Shopping fica na Estrada do Portela, nº 222. no bairro de Madureira, zona norte do Rio.

A Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, zona oeste, recebeu na última terça-feira (9/4), um ponto de vacinação (PV) contra a gripe, das 9 às 17h. O PV funciona até sábado (13). No dia 22 de abril, o PV retornará ao local, permanecendo até o dia 27. A vacinação será de segunda a sexta-feira na Sala Multiuso 3, das 9h às 17h, e aos sábados, das 8h às 13h.

O Cadeg, um dos principais polos de gastronomia e lazer da cidade, também vira um grande polo de vacinação contra a gripe neste sábado. Os clientes que quiserem poderão se vacinar dentro do Mercado Municipal do Rio de Janeiro, das 8h às 17h, ao lado das escadas rolantes do segundo piso.

Para facilitar o acesso dos cariocas e estimular a imunização, a SMS-Rio abre, na segunda-feira (15), mais um ponto de vacinação contra a gripe no Terminal Intermodal Gentileza, em São Cristóvão. O novo PV funcionará das 8h às 17h, no segundo piso do terminal, próximo ao guichê de informações e à escada rolante.

A lista completa dos locais está disponível para consulta a partir da tarde de sexta-feira, no site da SMS, no link saude.prefeitura.rio.

Quem pode tomar a vacina e grupos prioritários?

Fora do município do Rio, onde a vacina está disponível para todas as faixas etárias a partir de 6 meses, a imunização é indicada para grupos prioritários (veja abaixo).

Crianças de 6 meses a 9 anos de idade, que nunca foram vacinadas, devem tomar duas doses com intervalo de um mês, e as que já se vacinaram em anos anteriores devem tomar uma dose anualmente.

Quem for diagnosticado com dengue ou por algum outro quadro infeccioso ou febril deve aguardar de 15 a 20 dias para receber o imunizante contra a gripe. Os infectados com Covid-19 precisam esperar 28 dias.

Os grupos prioritários para vacinação contra a gripe são:

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);
– Trabalhadores da saúde;
– Gestantes e puérperas;
– Professores do ensino básico e superior;
– Povos indígenas;
– Idosos com 60 anos ou mais de idade;
– Profissionais das forças de segurança e salvamento;
– Profissionais das Forças Armadas;
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade);
– Pessoas com deficiência permanente;
– Caminhoneiros;
– Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;
– Trabalhadores portuários;
– População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade;
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativa;
– População quilombola.

Com informações da SES-RJ e SMS-Rio (atualizado em 14/4/24)

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *