Raio-X

Tênis: benefício desde a infância, por toda a vida

Tímida, Isabelle se solta nas aulas. Além de ajudar no desenvolvimento físico, esporte é aliado para socialização (Foto: Acervo pessoal)
Tímida, Isabelle se solta nas aulas. Além de ajudar no desenvolvimento físico, esporte é aliado para socialização (Foto: Acervo pessoal)

Na infância, os esportes mais procurados pelos pais para matricular seus filhos são a natação e o futebol. Mas o tênis é uma prática que vem crescendo cada vez mais e ganhando novos adeptos mirins no país. A pequena carioca Isabelle Ruas, de 10 anos, começou a praticar este ano, no Tijuca Tênis Clube, e está adorando.

Além de contribuir no desenvolvimento físico, a prática ajuda na socialização. “Isabelle é muito tímida, mas tem se soltado bastante e está curtindo muito as aulas. Além disso, o professor, Manoel, é bastante paciente com os alunos e sempre incentiva as crianças para a prática correta do esporte, tornando a aula sempre agradável”, conta a mãe, Rose.

Ainda considerado equivocadamente por muitos um esporte “de elite” e pouco difundido no Brasil, o tênis traz mesmo diversos benefícios para as crianças, garantem especialistas. “Primeiramente, por desenvolver habilidades sociais e a afetividade e por estimular o trabalho em equipe, mas podemos listar entre os benefícios também o  desenvolver das capacidades físicas e as estruturas psicomotoras, da inteligência lógica matemática, da autoestima, do planejamento estratégico, da forma de lidar e administrar erros, a disciplinar entre outros”, afirma a professora de tênis Bruna Assemany.

Segundo ela, o esporte auxilia muito no desenvolvimento da psicomotricidade, por exemplo, pois durante sua prática é possível estimular noção de espaço e tempo, equilíbrio, lateralidade, noção corporal e a coordenação motora, através de exercícios específicos resultando numa melhora significativa no desempenho das crianças.

 

É preciso fazer o que se gosta. Sempre

Todo mundo sabe que a prática esportiva tem uma influência muito positiva nas crianças e seus benefícios podem se estender ao longo de toda a vida.  Mas o ideal é que os pequenos tenham a liberdade para escolher a atividade que mais gosta e para qual tenha maior aptidão. Por isso, os pais devem ter cuidado antes de decidir por matricular um filho em um esporte que simplesmente eles acham lindo ou são fãs.

Especialistas alertam que a prática esportiva por obrigação, ao contrário de atrair o interesse e a dedicação da criança à atividade pode gerar rejeição. Por causa disso, quanto mais lúdico e animador for o exercício, melhor.

Isabelle começou a praticar tênis este ano e está adorando
Isabelle começou a praticar tênis este ano e está adorando

Preocupada em estimular o prazer da criança à prática do tênis, Bruna Assemany fundou a Liga Tênis 10, destinada à organização de torneios para crianças de 4 a 10. A professora, inclusive, criou personagens com as cores das bolas que cada faixa etária utiliza.  São três personagens, um representando a bolinha vermelha, 75% mais lenta que a bola tradicional dos adultos e destinada as crianças de 5 a 7 anos; outro representando a laranja, 50% mais lenta e para a faixa etária de 8 a 9 anos; e um representando a bolinha verde, 25% mais lenta e usadas por crianças de 10 anos.

“As crianças adoram os personagens. Estamos, inclusive, montando, a pedido delas, uma campanha para nomeá-los. O clima das competições é muito bom. As crianças encaram o torneio como uma forma de diversão, o que é excelente. Os treinadores têm mostrado grande animação também, porque as crianças ganharam mais motivação e, normalmente, voltam aos treinos após o torneio com maior foco”, destaca Assemany.

Liga Tênis 10 criou três personagens para estimular crianças à prática do esporte
Liga Tênis 10 criou três personagens para estimular crianças à prática do esporte

Benefícios do esporte

 

Mas qualquer um pode praticar tênis? Nem sempre. O esporte exige diversas habilidades do praticante, entre elas velocidade, resistência, disciplina, força e tática. A prática melhora a concentração, a coordenação motora, aumenta a força dos membros inferiores e superiores, a capacidade cardiovascular e respiratória entre outros benefícios.

O alongamento e o aquecimento corretos contribuem para minimizar os riscos de lesões, tanto para crianças quanto para os adultos. A escolha de um professor qualificado também é fundamental.

“É muito importante que se opte por profissionais que tenham registro no CREF (Conselho Regional de Educação Física) e que tenham se especializado no trabalho com crianças. Esses professores saberão ensinar os alunos da melhor forma possível. Saberão orientar quais os materiais adequados para cada idade, como tamanho de raquete e bola. Informações que são importantes para a formação das crianças e que minimizar o risco de lesões”, explica Bruna.

Com a colaboração Diego Neves (Mixed Comunicação)

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *