Por que é importante falar sobre saúde mental durante todo o ano?

” Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física. É um trabalho de longo prazo e que deve ser feito permanentemente”, diz psicóloga

Estudos do campo da saúde mental revelam que cerca de 70% da população mundial tenham a síndrome do pensamento acelerado (Imagem: Pixabay)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Todo início de ano é uma oportunidade para um novo começo. Adotar hábitos mais saudáveis e olhar para si próprio são metas que costumam estar na lista de muita gente. O primeiro mês do calendário também é marcado pela campanha Janeiro Branco, dedicada a promover a saúde mental e emocional. Em 2023, o tema é ‘A Vida pede Equilíbrio’, visando promover a reflexão e a renovação de ações e pensamentos para o ano que se inicia.

A campanha faz um alerta para os cuidados com a saúde mental da população, com ênfase na prevenção de doenças decorrentes do estresse, incluindo transtornos mentais comuns, como depressão, ansiedade e síndrome do pânico. Além disso, a síndrome de burnout, também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, passou a ser enquadrada como doença ocupacional, e trouxe um alerta para a importância de se promover boas condições mentais no ambiente de trabalho.

Segundo dados de setembro de 2022 da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com mais casos de depressão na América Latina, além de ser o segundo no continente americano. A doença é a principal causa de incapacidade no mundo. Estima-se que mais de 300 milhões de pessoas sofram com esse transtorno, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde.

“A saúde mental é um estado de bem-estar no qual estamos cientes de nossas próprias habilidades para lidarmos com o estresse normal da vida. Ela implica em um estado de espírito estável, com certo grau de controle sobre si próprio e sobre as próprias emoções e ações, respondendo com comportamentos proporcionados às diversas situações que possam surgir. Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física. É um trabalho de longo prazo e que deve ser feito permanentemente”, frisa Milene Rosenthal, psicóloga e co-fundadora da Telavita, clínica digital de saúde mental.

A escolha do mês para a campanha está conectada ao período em que as pessoas estão mais inclinadas a repensarem suas vidas e emoções, mas não é somente nele que o tema deve vir à tona.

“Se a pessoa sentir que durante 2022 não prestou a devida atenção à saúde mental ou que os esforços não foram suficientes, é importante tentar implementar novas atitudes este ano para alcançar o bem-estar. Um sinal de alarme é quando há emoções que ocorrem com muita frequência e intensidade, difíceis de regular. Se preciso, procure ajuda profissional”, acrescenta.

Segundo a psicóloga, a conscientização está cada vez maior e as pessoas, mais abertas a falarem sobre si e seus transtornos. Prova disso é o aumento constante da procura por terapia. A Telavita, por exemplo, teve um aumento de 100% na procura por terapia em 2022 com relação ao ano anterior, segundo Milene.

“Vejo como muito positivo o fato de cada vez mais as pessoas procurarem acompanhamento e demonstrarem preocupação com a saúde mental. É sinal de que estão compreendendo como é importante a jornada do autoconhecimento para uma evolução constante em todas as áreas da vida”, encerra.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!