Especial fim de ano: como evitar risco de contaminação nos alimentos

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

legumes-frutas

Durante as festas de fim de ano o cuidado com a segurança alimentar da família deve ser redobrado. Pratos como maionese, salada de macarrão ou salpicão estragam ou azedam com mais facilidade. Por isso, o ideal é que eles sejam consumidos logo depois de serem preparados, para evitar o surgimento de bactérias.

“Micro-organismos como a salmonela costumam se proliferar rapidamente nos ovos que utilizamos para preparar a maionese, por exemplo. Esse tipo de bactéria é perigoso, porque pode causar problemas graves como intoxicação alimentar”, alerta André Siqueira Matheus, gastroenterologista do HCor – Hospital do Coração.  “No caso desses pratos, a recomendação é sempre utilizar maionese industrializada, deixar os ingredientes separados em potes bem tapados e misturá-los somente na hora em que for comer. Com esses cuidados, é possível desfrutar das ceias de maneira saudável e prazerosa”.

Milene Tiellet e Lorena Larsen, nutricionistas responsáveis pela Alimentar Consultoria, empresa de segurança alimentar, dão dicas de como diminuir os riscos de contaminação.

– Na maioria das vezes em que há intoxicação alimentar, porque ingerimos um alimento contaminado por microrganismos e, nessa situação, o alimento continua com o aspecto, cheiro e sabor inalterados, por isso comemos sem perceber a contaminação e nos intoxicamos. O alimento se contamina principalmente por ficar exposto a temperaturas inadequadas (10ºC a 60ºC), que permitem a proliferação dos microrganismos

– É comum no dia da festa colocarmos a mesa com antecedência, e cada familiar trazer  um prato, ou encomendar alguma preparação em restaurantes e padarias, e em todas essas situações há exposição do alimento a temperaturas de risco, principalmente no nosso país onde a temperatura ambiente fica em torno os 30ºC.

– O alimento após ser preparado só é seguro se ficar apenas 30 minutos fora da temperatura adequada. Por isso, é importante colocarmos à mesa próximo a hora de cear. Caso tenha que levar um prato para casa de algum parente, que o transporte em um recipiente térmico e ao chegar ao local armazene-o rapidamente na geladeira aquecendo-o novamente na hora de servir. Se comprar alguma preparação em estabelecimentos comerciais, ao chegar em casa, retire toda a embalagem de papelão e mantenha a preparação sob refrigeração aquecendo-a na hora de servir.

– Também devemos ficar atentos com a lotação das geladeiras e freezeres, que nessa época do ano tendem a ficar mais cheias, dificultando assim, a circulação do ar frio pelo interior do equipamento. Quando o ar frio não consegue circular por entre os alimentos, a temperatura aumenta e há risco de contaminação.

 

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!