Dia de Doar é oportunidade para ajudar crianças com câncer

Instituto Ronald McDonald e Hospital do Graacc, que atendem crianças e jovens com câncer, recebem doações. Veja outras iniciativas

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Na terça-feira, 28 de novembro, o Brasil e o mundo se unem em uma corrente de generosidade para celebrar o Dia de Doar.  A data vai estimular as doações e chamar a atenção da sociedade sobre a importância deste ato de solidariedade. Neste dia, milhões de brasileiros demonstram seu apoio, doando e compartilhando a hashtag #diadedoar nas redes sociais.

Esta iniciativa, que busca fortalecer a cultura da doação e transformar o mundo em um lugar mais justo e solidário, assume proporções significativas na luta contra o câncer infantojuvenil, a principal causa de morte entre jovens de 1 a 19 anos no Brasil, conforme estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca). 

Interessados podem apoiar organizações que atuam no combate ao câncer infantojuvenil, como o Instituto Ronald McDonald e o Hospital do Graacc – veja abaixo.

Hospital do GRAACC: doações representam 70% do orçamento

Dia de Doar é uma data importante para o Hospital do GRAACC. A instituição, que é referência no tratamento de alta complexidade do câncer infantil e alcança taxa média de cura de 72%, é também mantida através de doações. Atualmente, são milhares de doadores que, com suas contribuições, representam cerca de 70% do orçamento total do GRAACC.

“Apesar de o brasileiro ser solidário, a consolidação de uma cultura de doação ainda enfrenta desafios. Um deles é a falta de conhecimento mais aprofundado do trabalho das organizações sociais. E sem reconhecer esta importância, as pessoas não contribuem. Por isso, é tão fundamental para nós comunicar frequentemente nossa causa e convidar a sociedade a fazer parte do GRAACC “, explica Tammy Allersdorfer, superintendente de Desenvolvimento Institucional do Hospital.

Há diversas formas de se tornar um doador e contribuir com o Hospital do GRAACC. No site da instituição é possível conhecer todas as formas de doar – veja neste link.

Instituto Ronald McDonald: doações ajudam famílias de crianças com câncer

Organização sem fins lucrativos, o Instituto Ronald McDonald há mais de 24 anos atua no Brasil para promover saúde e bem-estar para crianças e adolescentes com câncer e suas famílias. O Instituto faz parte do sistema beneficente Ronald McDonald House Charities (RMHC), presente em 62 países. No mundo, 90% dos principais hospitais infantis contam com ao menos um programa da organização – veja mais nesta matéria aqui.

Hoje, o instituto se destaca como o maior investidor social privado em oncologia pediátrica no Brasil e trabalha em diversas frentes para melhorar a jornada de crianças e adolescentes com câncer e suas famílias antes, durante e depois do tratamento. As doações contribuem para a estruturação de hospitais; oferta de hospedagem para famílias que residem longe dos centros de tratamento; capacitação de profissionais de saúde e sensibilização de educadores sobre os sinais do câncer infantojuvenil.

“O Dia de Doar é uma oportunidade de unir os brasileiros em prol de uma causa nobre. A saúde e o bem-estar das crianças e adolescentes com câncer dependem disso. Toda e qualquer doação impacta diretamente nas vidas dessas crianças, promove esperança para as famílias e aumenta suas chances de cura”, destaca Bianca Provedel, CEO do Instituto Ronald McDonald.,

Para apoiar o Instituto Ronald e fazer a diferença nesse Dia de Doarbasta clicar aqui

Leia mais

Vem aí o Dia de Doar 2023: conheça e apoie algumas campanhas
Dia de Doar: movimento quer fazer da doação um hábito no Brasil
Dia de Doar: é possível ajudar ongs a partir de R$ 1
Dia de Doar e Dia das Boas Ações: oportunidades para exercitar a empatia

 

ONG Cabelegria arrecada fundos para confecção de perucas

A ONG Cabelegria lançou a campanha ‘Adote Uma Peruca’ para financiar a produção de perucas para mulheres e crianças em tratamento oncológico de todo o Brasil. Com menos de 80 centavos por dia, é possível garantir um kit de costura e contribuir para confecção de novas perucas. Atualmente, a ONG possui duas toneladas de cabelo em estoque aguardando serem transformadas em perucas. A partir de novembro, é possível contribuir com valores fixos mensais ou uma doação única pelo site da organização.

Desde 2013, a Cabelegria tem como missão resgatar a autoestima e levar sorrisos aos pacientes com câncer e trabalha com recebimento de doações de cabelo, que são transformadas em perucas de alta qualidade e distribuídas gratuitamente. Até o momento, mais de 420 mil pessoas enviaram doações de cabelo e mais de 13 mil perucas foram doadas a pacientes em tratamento quimioterápico.

Apesar do grande número de doações recebidas, a ONG enfrenta desafios para transformar os cabelos em perucas já que a sua produção e envio tem um custo estimado de R$100 por unidade. Dessa forma, foi criada a campanha “Adote Uma Peruca”, para  arrecadar doações financeiras com o objetivo de levar autoestima a ainda mais pessoas pelo Brasil.

Segundo Mariana Robrahn, fundadora e presidente da Cabelegria, o apoio financeiro  permite expandir suas operações, produzir mais perucas e beneficiar um número maior de pessoas enfrentando desafios em suas vidas. “A Cabelegria é uma organização transparente e responsável financeiramente, garantindo o uso eficaz das doações, como evidenciado em relatórios disponíveis no site”, afirma.

Venda de livro colabora com campanha para casa que assiste crianças com câncer

Outra boa forma de ajudar crianças e jovens no tratamento de câncer é adquirir o livro “Casos Reais – Uma surpreendente leitura da realidade”, de autoria da jornalista Carolina Faria, por editora própria, para colaborar com a Casa José Eduardo Cavichio – Cajec, que atua há mais de 27 anos, na cidade de Taboão da Serra (SP).

O livro traz histórias reais de superação de vários problemas que pessoas diversas enfrentam na vida. Carolina entrevistou pessoas que conseguiram aprender com seus obstáculos, que às vezes parecem intransponíveis, mas que fortalecem a fé de que serão resolvidos em algum momento.

“Conheço o trabalho da CAJEC há anos e sei como é difícil manter esse local e o atendimento aos casos que a cada ano cresce. Pensei em aproveitar o final de ano, onde as pessoas buscam comprar presentes de Natal e, que um livro como este, é o maior presente que alguém pode receber para entender que a fé é a força da vida”, comenta Carolina.

O livro custa R$ 32, mais o valor do correio, e o dinheiro vai em sua totalidade para a Cajec. Empresas que comprarem uma quantidade de livros para distribuição entre seus funcionários estarão não só ajudando a Cajec, mas aos seus colaboradores com amor e empatia. O apoio, essencial para sua impressão, foi da empresa BlackSkull de suplementos esportivos.

SERVIÇO:

Livro CASOS REAIS de Carolina Faria

Editora própria

R$ 32 mais taxa do correio

Contato para comprar o livro: WhatsApp – 11 95985 5692 ou pelo e-mail jornalistacarolinafaria7@gmail.com

Com Assessorias
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!