Cuidados com a pele: o abre-alas do carnaval saudável

Reunimos as principais dicas de dermatologistas e cirurgiões plásticos para manter a pele saudável durante o Carnaval e brilhar muito

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

A criatividade permite tudo no Carnaval: customizar a camiseta, personalizar o abadá, usar lantejoulas para um brilho a mais no cropped. Só não vale descuidar da pele. Em meio à euforia típica dessa época do ano, dermatologistas advertem sobre a importância de não deixar de lado os cuidados essenciais para manter a saúde da pele durante a folia. Hidratação, filtros solares, atenção com a maquiagem, glitter no prazo de validade e um bom skincare depois ajudam a manter a pele bonita e saudável.

“A verdade é que muitos se empolgam para curtir e comemorar e acabam se esquecendo dos cuidados básicos para não ter nenhum problema futuro. Cuidar da pele durante o carnaval é essencial, especialmente considerando a exposição prolongada ao sol, maquiagem intensa e ambientes agitados”, diz a dermatologista Fátima Tubini.

Nos efervescentes dias de folia, é crucial ter em mente que a saúde da nossa pele reflete diretamente em nosso bem-estar. Portanto, em meio ao clima quente e à agitação dos blocos de carnaval, esses fatores demandam uma atenção especial para garantir uma experiência carnavalesca sem complicações dermatológicas.

“O Carnaval, uma explosão de alegria e expressão livre, convida todos a uma imersão em cores, texturas e brilhos. No entanto, essa liberdade criativa muitas vezes vem acompanhada de riscos para a pele, como reações alérgicas, obstrução dos poros e, especialmente, o perigo de manchas duradouras. A seleção cuidadosa de produtos e práticas pode ser a diferença entre uma lembrança feliz e problemas de pele persistentes”, afirma Kelly Pico, médica com especialização em dermatologia.

 

Confira alguns cuidados essenciais de vários especialistas que selecionamos aqui no Portal ViDA & Ação para que você possa curtir esse feriadão garantindo que sua pele fique tão saudável quanto vibrante, mesmo sob camadas de maquiagem e lantejoulas, e aproveitando tudo que tem direito sem se preocupar com problemas futuros de pele. 

Atenção à validade das makes e do glitter

Antes de combinar a maquiagem com a fantasia, a recomendação é para que se observe a data de validade de batom, rímel, blush, glitter e outros produtos.

“Esteja atento ao prazo de validade dos produtos e à maneira como eles devem ser armazenados”, diz Fátima lembrando que, ao invés de realçar a beleza, cosméticos vencidos podem provocar alergias, irritações e até conjuntivite.

“Cosméticos com data de validade vencida, especialmente o glitter, usado com menos frequência, devem ser descartados. Colas e cílios postiços podem causar irritação nos olhos”, completa a dermatologista Anelise Dutra.

A dermatologista Ana Paula Fucci , titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da Academia Européia de Dermatologia (EADV), reforça o recado e dá uma dica:

“Vale checar a validade nas embalagens e testar antes alguma nova makeup ou produto que não tenha usado – na região interna dos braços, por exemplo, uns 3 a 4 dias antes da data principal, para verificar se não percebe algum sintoma de intolerância ou alergia. Produtos fora da validade nem pensar – isso vale para higiene facial, cremes, maquiagem”, alerta.

Hidratação em primeiro lugar

A saúde da pele é algo que se promove de dentro para fora. Por isso, a ingestão de água é essencial. A hidratação adequada revitaliza as células e as mucosas, livrando a pele da aparência de ressecamento e descamação. A quantidade diária de líquido depende do peso corporal e das atividades de cada pessoa. “Precisamos beber, em média, 2 litros de água por dia”, indica Anelise Dutra.

Para a dermatologista Letícia Dexheimer,  membro da Doctoralia, beber muita água é fundamental para manter a pele íntegra e saudável. “Ande sempre com uma garrafa de água e evite o excesso de bebidas alcoólicas, que podem levar à desidratação e prejudicar outros aspectos da saúde. Essa é uma grande dica que muitas vezes os foliões deixam passar despercebidos”.

Além de se manter hidratado bebendo água regularmente, Fátima Tubini dá outra dica: “Evite o excesso de álcool, que pode desidratar a pele. Então, consuma com moderação e intercale com a ingestão de água. Use um hidratante facial leve para evitar o ressecamento da pele causado pelo sol e pelo ambiente festivo”.

A dermatologista Kelly Pico também reforça a importância da hidratação intensiva. “Uma pele bem hidratada é mais resiliente. Beber bastante água e aplicar hidratantes de qualidade ajuda a manter a pele saudável, facilitando a remoção da maquiagem e reduzindo o risco de danos”.

Protetor solar antes ou depois da maquiagem?

Os foliões podem se deparar com calor intenso durante o Carnaval. Atrás do trio elétrico, ou simplesmente vendo os blocos passarem, é fundamental proteger a pele contra os nocivos raios UVA e UVB, prevenindo manchas e câncer de pele. Mas muitas pessoas ficam na dúvida: antes ou depois da maquiagem?

“É importante aplicar filtro solar de textura não oleosa, com fator mínimo de FPS 30 na face e no corpo. A maquiagem pode ser aplicada por cima do filtro solar. Agora, se a folia se estender pela tarde, é fundamental reaplicar o protetor. Para isso, existem filtros em spray no mercado, que podem ser borrifados inclusive sobre a maquiagem, facilitando esse processo”, indica Letícia Dexheimer.

“Antes da maquiagem, é recomendável aplicar filtro solar com FPS 30 ou mais em todo o corpo, pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol, repassando a cada três horas”, afirma o dermatologista Dário Rosa. Já a dica de Fátima Tubini é utilizar o protetor solar com amplo fator de proteção e reaplicar a cada duas horas, principalmente se estiver suando.

Todos os protetores solares, sejam eles químicos ou físicos, atuam impedindo que a radiação UVB e UVA atinjam as camadas superficiais e profundas da pele, evitando que danifiquem o DNA das células. “Utilize sempre uma camada espessa de filtro solar com fps maior do que 50 e repasse ao longo do dia”, afirma Dra. Ana Paula Fucci.

“A proteção solar não pode ser negligenciada. Para áreas da pele expostas ao sol, sem decoração, a aplicação de um protetor solar de amplo espectro é indispensável. Escolha fórmulas resistentes à água e ao suor, garantindo reforço na proteção ao longo do dia”, indica a Dra Kelly Pico.

Como evitar o risco de queimaduras na pele

Outra dica importante é uso de base com filtro solar, isso vai ajudar a prevenir manchas, fotoenvelhecimento e câncer de pele. Mas se atente à marca adquirida e ao fator de proteção solar, pois ele deve ter acima de 50. Como nessa época de calor forte as pessoas ficam muito expostas ao sol seja na praia ou nos blocos de carnaval, estar sem a proteção adequada pode gerar muito desconforto.

“Podem ocorrer queimaduras leves e moderadas que podem se apresentar não só como vermelhidão e dor, mas também com bolhas na superfície da pele”, detalha o médico Franklin Veríssimo, pós-graduado em Laser, Cosmiatria e Procedimentos pelo Hospital Albert Einstein-SP. 

A possibilidade de queimaduras solares não se restringe ao rosto. Por isso, o especialista indica a aplicação de uma camada generosa de filtro solar nas orelhas, mãos e pés. “Muito importante é não esquecer o protetor labial, item de primeira necessidade nos cuidados com a pele.”

Segundo ele, uma boa pedida é, além do filtro solar indicado por dermatologista, usar bonés, chapéus, roupas com proteção UV para sair em blocos durante o dia para auxiliar na proteção do sol.

“Agora, caso ocorra alguma reação alérgica, é fundamental lavar o local com água e sabonete neutro para remover o excesso da maquiagem com água micelar, passar hidratante com loção hipoalergênica e, em último caso, é importante consultar o médico especialista”, adverte Letícia.

“Proteção solar é fundamental, ainda mais que estamos no verão. Para quem gosta de pular carnaval nos blocos de rua a dica é: já saia de casa protegido com filtro no rosto e no corpo.  Associe com chapéus e óculos escuros. Não esqueça da garrafa d’água!”, alerta Dra. Ana Paula.

Lantejoulas, plumas, paetês e glitter

Fantasias, alguns tipos de tecidos e o tão adorado glitter podem gerar alergias. É importante observar o efeito, na pele, do atrito com alguns tecidos sintéticos, principalmente se tiverem pinturas ou adereços, como lantejoulas, plumas e paetês.  Kelly Pico também adverte sobre o uso de lantejoulas e glitter, especialmente próximos ou na pele. Ela aconselha aplicar uma camada base de proteção primeiro.

“Embora protetor solar diretamente sob estas decorações deva ser evitado para prevenir reações químicas que possam manchar a pele, uma base hidratante ou um primer específico para barreira física é recomendado. Isso ajuda a evitar que aditivos e corantes penetrem diretamente na pele, reduzindo o risco de irritação e manchas”, ressalta.

Na hora de escolher o glitter, é importante observar antes a composição do produto e priorize composições à base de água. A aplicação deve ser feita depois do protetor solar e com o auxílio de um creme hidratante.  A dermatologista Ana Paula Fucci explica que maquiagem, brilho e glitter devem ser usados sempre após o filtro solar e retirados completamente antes de dormir, preferencialmente com removedores bifásicos.

De acordo com a médica, alergias ao glitter são minimizadas quando a aplicação é feita com um creme hidratante, evitando as colas. “Para evitar reações alérgicas na pele, procure aplicar primeiro um hidratante não oleoso, para criar uma camada de proteção, para apenas depois colocar o filtro solar, e por cima, a maquiagem”, reforça.

Franklin Veríssimo alerta que glitter podeprovocar dermatite de contato principalmente em áreas sensíveis como região de olhos e nariz. “Ao escolher o glitter dê preferência aos específicos de maquiagem, que são feitos de plástico não-tóxico. Usar demaquilante bifásico para remover a maquiagem após a folia também é indicado”, explica.

Alerta para a espuma de carnaval

Se é hora de tirar as fantasias do armário, junto com elas alguns artefatos típicos dessa época são a espuma de carnaval e as tintas para o rosto, presentes na folia de adultos e crianças. Mas especialistas alertam que esses elementos podem representar riscos à saúde se não forem utilizados da forma correta. Por isso, é recomendado evitar os sprays de espuma, que podem conter substâncias tóxicas e causar reações alérgicas ou irritantes.

“Eles podem ocasionar dermatites ou mesmo pequenos ferimentos após suor e fricção prolongada. Os tecidos sintéticos são os mais susceptíveis a alergias. Recomendo o uso tecidos naturais, como algodão e linho, de cor clara, e fantasias leves – isso vale para adultos e crianças”, destaca Dra Ana Paula.

O cirurgião plástico Matheus Manica e a dermatologista Paula Rahal alertam para os riscos envolvidos e dão dicas para garantir uma folia com segurança. Os sprays de espuma são bastante populares no carnaval, mas, ainda que legalizados, podem ser muito perigosos. Entre seus riscos, estão conjuntivite e irritação nos olhos. Em contato com a pele, podem provocar alergias, irritações e, na presença de fontes de calor, também queimaduras.

“Isso acontece porque, na composição desses sprays, está presente o gás propelente, uma mistura de gás propano e butano, que é o mesmo utilizado na cozinha, ou seja, uma substância altamente inflamável”, explica Matheus Manica.

Caso seja ingerido, o produto pode provocar intoxicação e problemas no sistema nervoso central, como tonturas, confusão mental e asfixia. O uso do gás é proibido no Brasil, por isso é recomendado cuidado redobrado ao comprar espumas como essa, checando sua composição.

“Após a utilização da espuma, deve-se lavar e secar bem as mãos, assim como as partes do corpo atingidas com água em abundância, para evitar o contato prolongado da pele com as substâncias. Caso os sintomas persistam, é necessário buscar a avaliação médica”, recomenda Rahal.

Tintas para o rosto: qual é a ideal?

Outra prática frequente no carnaval é a pintura no rosto e no corpo, como parte da fantasia. No entanto, é preciso atentar para as tintas adequadas a isso. A depender do produto utilizado, corre-se o risco de despertar reações alérgicas na pele e nos olhos, além de poder surgir dermatite, que provoca sintomas como coceira, vermelhidão, descamação e alteração na superfície da pele.

“Aqui novamente deve-se ter atenção especial com as crianças. Por ainda não terem todos os mecanismos de autoproteção presentes nos adultos, as crianças apresentam maior sensibilidade a substâncias externas. Assim, recomenda-se para elas a utilização de produtos hipoalergênicos, para evitar que desenvolvam dermatite de contato, uma erupção cutânea ocasionada por uma reação alérgica”, alerta Matheus Manica.

Segundo Paula Rahal, ainda que seja hipoalergênica, a tinta guache não deve ser utilizada para pintura corporal. Em contato com a pele, ela pode causar ardor, coceira e vermelhidão e, nos piores quadros, inchaço nos olhos e na boca e mesmo falta de ar.

“Ao comprar uma tinta para pintar o rosto, deve-se optar por aquelas específicas para esse fim, que sejam dermatologicamente testadas e a base de água, sem látex e parabenos, pois essas são menos agressivas e podem ser retiradas com maior facilidade”, acrescenta Paula Rahal.

Ana Paula lembra que há opções de tintas e adesivos que são específicos para a face e certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para a retirada do produto, deve-se utilizar demaquilante sem álcool em sua composição, não sendo necessário esfregar a pele. E, para a limpeza da pele, água e sabonete.

Confira outras dicas de ouro dos dermatologistas

Escolha de produtos: A Dra. Kelly Pico enfatiza a importância de selecionar maquiagens e adereços de qualidade, priorizando itens hipoalergênicos e não comedogênicos. Isso minimiza o risco de reações adversas, permitindo que sua pele respire mesmo sob a maquiagem.

Preparação da pele: Antes de aplicar qualquer maquiagem, uma preparação cuidadosa é crucial. Limpeza profunda, hidratação e a aplicação de um primer adequado podem criar uma barreira protetora entre a maquiagem e sua pele, além de melhorar a durabilidade do look. “A dica é apostar em produtos BB cream, disponíveis para vários tons de pele, que agem como hidratantes e ainda preparam a pele para a make. Produtos dermatologicamente testados devem sempre liderar a preferência”, diz Anelise Dutra.

Remoção cuidadosa: Ao final do dia, a remoção completa da maquiagem e dos adereços é essencial. Utilize produtos de limpeza suaves e específicos para sua pele, seguidos de hidratação, para ajudar na recuperação da pele após a exposição a produtos potencialmente irritantes.

Transpiração em excesso: No carnaval, que coincide com o alto-verão brasileiro, a transpiração excessiva é inevitável. Uma dica é lançar mão de cílios, batom, base, sombra e delineadores à prova d’água, que contribuem para que a maquiagem dure mais tempo. Fixadores também são úteis e, se for preciso retocar a make, dê preferência a produtos multifunção, como batons que podem ser usados como blush e sombra. Lenços de papel e toalhinhas umedecidas são bons complementos no kit carnaval.

Cuidados com os cabelos: Produtos como tintas, espuma de sabão, shampoos inadequados e também os raios solares podem prejudicar os cabelos. Segundo Dr Frankin, com agressões como exposição solar, uso de glitter, espumas, tinturas coloridas, os cabelos acabam ficando “porosos”, absorvendo mais água, o que aumenta o frizz, e embaraçam mais facilmente quando secam. “Pode ser indicado o uso de óleos capilares.  O óleo age ajudando o cabelo a reter a umidade, melhorando a resistência à tração”, explica Dr. Franklin Veríssimo.

Previna-se do mosquito: Letícia Dexheimer lembra que, no início de ano, diversas regiões se deparam com calor excessivo e chuvas intensas, onde aumentam as chances de proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador de doenças como dengue, zika e chikungunya. Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil registrou nas primeiras semanas de 2024 mais de 217 mil casos de dengue.  “Previna-se utilizando repelentes e roupas adequadas que protejam o corpo”, diz ela.

Detox pós-folia: a skincare correta após curtir os bloquinhos

Com a temporada de shows, festivais e bloquinhos de Carnaval, é necessário prestar atenção nos cuidados com a pele, já que é possível observar os efeitos diretos da agitação, maquiagem e exposição prolongada aos raios solares.

Depois da maratona de trios elétricos e blocos, nada melhor que o descanso. Os dermatologistas indicam hidratação, alimentação leve e uma rotina de cuidados com a pele. Anelise Dutra e Dário Rosa recomendam loções de limpeza para remover todo e qualquer resíduo de maquiagem, com a aplicação de hidratante logo após o banho.

“É fundamental manter a pele limpa, hidratada e protegida diariamente, antes e após o uso de maquiagem ou qualquer outro produto. A rotina de skincare é muito importante e alguns cuidados devem ser tomados para se evitar alergias ou irritações na pele”, afirma Dra Ana Paula.

Muitas vezes, com o cansaço pós festa, é comum dormir com maquiagem e esquecer de se hidratar. No entanto, a médica dermatologista Mayla Carbone, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), destaca que é importante beber água e evitar dormir sem retirar a make, pois esse hábito pode acarretar o envelhecimento precoce da pele.

“A remoção completa da maquiagem é essencial, seja utilizando água micelar ou demaquilantes “, destaca Mayla. “Por isso, sugiro que afaste a preguiça e priorize o ritual de limpeza para desobstruir os poros após um dia ou uma noite agitada”.

A especialista também recomenda lavar o rosto com um sabonete específico adequado a cada tipo de pele para remover os últimos vestígios de maquiagem, proporcionando uma sensação de frescor e higiene. Optar por uma máscara facial pode ajudar a acalmar a pele, mantê-la hidratada e com brilho.

“Se o objetivo é proporcionar um descanso merecido à pele, a máscara facial é o tratamento ideal no pós-show. A máscara de argila pura por exemplo, é particularmente recomendada, pois suas propriedades conferem uma renovação celular, uma ação anti-inflamatória e até mesmo cicatrizante, entregando um efeito detox, calmante e revitalizante para nossa pele”, explica.

Por fim, a dermatologista destaca a importância de hidratar a pele nos dias seguintes. Alguns cuidados inseridos no dia a dia, como reorganizar a rotina alimentar, aumentar a ingestão de água e realizar skincare utilizando algumas substâncias mais hidratantes e oil free são indispensáveis para restaurar a vitalidade e saúde da derme e garantir uma pele brilhante em todas as festas.

Para a Dra Kelly, com preparação e cuidado, é totalmente possível mergulhar na alegria do Carnaval sem comprometer a saúde da sua pele. “Ao seguir essas orientações, você garante não apenas momentos inesquecíveis de festa, mas também uma pele radiante e saudável, pronta para enfrentar muitos outros Carnavais que virão”, afirma.

“O carnaval dura pouco, mas os cuidados com a pele antes, durante e depois da festa, devem ser permanentes em nome da boa saúde”, finaliza Dário Rosa.

Com Assessorias

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!