Como ‘tocar a vida’ depois que um ente querido vai embora?

Empresa criada na pandemia ajuda famílias a organizar documentos, contatos, fotografias, vídeos e muito mais para facilitar a despedida

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

A morte ainda é um tema difícil de lidar para todo mundo. Esta é uma situação antiga, complexa, universal e que se repete diariamente por todo o mundo. Mesmo sabendo que é assim, o brasileiro não costumava dar a esse assunto a devida importância, e muito menos costumava se planejar para esta fase da vida.

“A pandemia mudou isso. As pessoas perceberam que a responsabilidade de deixar a ‘casa organizada’ é fundamental para garantir que a família vivencie o luto com mais dignidade e serenidade, podendo seguir adiante com segurança e esperança”, reflete Marcos Silvestre, CEO da Toca Vida, plataforma digital de planejamento sucessório familiar.

Ele lembra que a proposta da lifetech não engloba apenas os documentos a serem utilizados para a transferência de bens aos herdeiros, mas todo um conjunto de providências práticas, e até mesmo afetivas, que visam apoiar quem fica no período chamado de ‘vida que segue’.

Assim surgiu a Toca Vida, lifetech 100% brasileira cujo objetivo é ajudar qualquer pessoa a organizar e preparar a transmissão do seu legado por meio de documentos, contatos importantes, orientações sobre funeral e doação de órgãos, lembranças, ensinamentos, mensagens para o futuro, sugestão de desejos para seus sucessores, fotografias, vídeos e tudo o mais que possa ser considerado relevante para apoiar quem fica após a partida.

“Contar com a Toca Vida é um alívio imediato para o pavor que toda pessoa de bem tem, que é morrer e deixar sua família perdida, desnorteada. Eu tinha esse medo. Todos têm”, enfatiza o executivo.

A proposta da plataforma é centralizar todo esse material em um único lugar, para ser acessado de maneira digital, simples e prática, minimizando a sobrecarga das famílias que terão de encarar as consequências da partida.

“Até o lançamento da Toca Vida, estas informações, quando existiam, ficavam perdidas dentro de gavetas, armários, caixas, bolsos de casaco. Essa desorganização gerava enorme transtorno para quem tinha de “caçar” tudo isso, muitas vezes um desgaste totalmente infrutífero. Com a digitalização das nossas informações e documentos, em alguns casos a situação até se agravou, já que nem sempre quem partia deixava as chaves de acesso de computadores ou smartphones, por exemplo”, avalia.

Usuário seleciona quem será seu ‘guarda-vidas’

Desenhada com base em uma metodologia própria de planejamento sucessório, a Toca Vida está alicerçada em quatro pilares: pessoas, tecnologia, educação e parcerias. Segundo o executivo, o sistema teve uma preocupação especial com a experiência do usuário e com a segurança dos dados, tendo sido desenvolvido já dentro do ambiente da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

“Nosso intuito é que cada pessoa deposite na plataforma apenas as informações que julgar importantes para apoiar sua família. Só irá acessar quem estiver de posse da senha”, esclarece Silvestre.

Conforme explica o executivo, dentro da Toca Vida o usuário pode selecionar quem será seu “Guarda-Vidas”, um diferencial bastante inovador da metodologia. Segundo ele, a plataforma é composta por três seções chamadas de “pastas” e cada uma tem o seu propósito na preparação da “vida que segue”.

Pasta da Despedida, que visa ajudar a família nas primeiras 48h da despedida, auxiliando com informações sobre funeral e doação de órgãos;

Pasta da Vida Prática, onde o usuário guardará diversas informações sobre sua vida, como conta de banco, gerente de contato, e dicas para a família realizar suas tarefas que a pessoa realizava.

Pasta da Influência, que está mais ligada aos sentimentos que a pessoa quer deixar para seus entes queridos, como vídeos e mensagens de voz, para seus familiares sempre terem uma recordação dessa pessoa.

A expectativa do executivo é atingir um milhão de famílias protegidas em apenas quatro anos, considerando a ampla necessidade e demanda. “Mais cedo ou mais tarde, a partida de alguém muito querido fará parte da história de vida de cada um de nós.
“A Toca Vida pode ajudar as pessoas a ressignificarem essa história, trocando o que seria apenas um final triste, por um futuro repleto de preparação e cuidado. Esse é o melhor jeito de valorizar sua presença na vida de quem você mais ama. Nós, da Toca Vida, queremos ser relevantes para sua vida e da sua família, no sentido de ajudar você a deixar um legado mais relevante para seus sucessores”, afirma.

O modelo de negócio adotado pela Toca Vida é o de assinatura digital, que foi gratuita até 17 de outubro de 2021, Dia Nacional da Vacinação. Para conservar o acesso pessoal é preciso pagar uma anuidade de R$ 119,00 (menos de R$ 10,00 por mês). Para ingressar, acesse o site , pressione o botão ‘Comece agora’ e insira apenas nome e email.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!