Palavra de Especialista

Burnout: conheça a doença provocada pelo excesso de trabalho

Neste Dia do Trabalho,  vale refletir sobre a relação da sua saúde com a profissão que você exerce. Você sabia, por exemplo, que existe uma doença conhecida como síndrome de Burnout? Também chamado de síndrome do esgotamento profissional, o distúrbio tem sintomas parecidos com os da depressão, mas desencadeados pelo trabalho. É um estado de tensão emocional e estresse crônico, provocados por condições desgastantes de trabalho, sejam elas físicas, emocionais ou psicológicas. Por isso, reserve hoje para refletir sobre este problema, uma das principais causas de afastamento do emprego. Paula Fernandes, psiquiatra do Hospital Rios D’Or, responde quatro dúvidas sobre o tema:

1. Quais são as características do esgotamento profissional?

Algo diferente do estresse genérico, a Síndrome de Burnout geralmente incorpora sentimentos de fracasso. Seus principais indicadores são: cansaço emocional, despersonalização e falta de realização pessoal.

2. Como se identifica o problema?

Como qualquer tipo de estresse, a Síndrome de Burnout pode resultar em manifestações psicossomáticas. Normalmente se referem à fadiga crônica, frequentes dores de cabeça, problemas com o sono, úlceras digestivas, hipertensão arterial, taquiarritmias, outras desordens gastrintestinais, perda de peso, dores musculares e de coluna e alergias. Além disso, também podem ser notados os seguintes sintomas:

– diminuição e perda de recursos emocionais (falta de habilidade para lidar com dificuldades cotidianas que outrora eram superadas sem grande esforço);

– desenvolvimento de atitudes negativas para com outras pessoas no trabalho ou no serviço prestado, que não eram característica daquele indivíduo anteriormente;

– irritabilidade, inquietude, dificuldade para a concentração, baixa tolerância à frustração, comportamento agressivo para com os clientes, companheiros e para com a própria família;

– sentimentos de vazio, esgotamento, fracasso, impotência, baixa autoestima;

– condutas evitativas, consumo aumentado de café, álcool, fármacos e drogas ilegais, absenteísmo, baixo rendimento pessoal;

– consumo aumentado de café e álcool;

3. Qual é o tratamento?

Apesar do tratamento envolver profissionais especializados em Saúde Mental, como o Psicólogo e o Psiquiatra, nos casos em que seja possível recomenda-se procurar também o Médico do Trabalho da empresa ou outro profissional que possa ajudar a reduzir a carga emocional envolvida na atividade laborativa em questão. Mesmo assim, pode ser necessário o afastamento do trabalho por um tempo e o uso de medicamentos, conforme orientação médica.

 4. Existem profissões que oferecem maior risco de esgotamento profissional?

A síndrome de Burnout é uma doença que se desenvolve como resposta ao estresse ocupacional crônico e pode ser encontrada em qualquer profissão, mas, em especial, naquelas que trabalham em contato direto com pessoas em prestação de serviço. É o caso dos profissionais das áreas de saúde, educação, assistência social, recursos humanos, bombeiros, policiais, advogados e jornalistas.

Fonte: Rio´s Dor

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *