Ana Hickmann denuncia marido por violência doméstica

Durante discussão na cozinha de casa, presenciada pelo filho do casal, de 10 anos, apresentadora Ana Hickmann sofre lesão corporal

Ana Hickmann e o marido Alexandre Correa: 25 anos de matrimônio e denúncia na polícia (Foto: Reprodução de redes sociais)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Violência doméstica não escolhe CEP,  CPF ou conta bancária. A ex-modelo Ana Hickmann, de 42 anos, apresentadora do programa Hoje em Dia, na TV Record, registrou boletim de ocorrência contra o marido, o empresário Alexandre Correa, de 51, por violência doméstica. O caso foi registrado em uma delegacia de Itu, interior de São Paulo, como “lesão corporal e violência doméstica”. A informação foi divulgada pelo Fantástico (TV Globo) na noite deste domingo (12).

De acordo com o boletim de ocorrência a agressão foi no sábado (11), por volta das quatro da tarde. A Polícia Militar fez a escolta de Ana Hickmann, 42, até a delegacia, onde a ex-modelo contou que durante uma discussão na cozinha de sua casa foi agredida e ameaçada pelo marido. Ele a teria pressionado contra a parede e ameaçou dar uma cabeçada nela.

Ana Hickmann disse aos policiais que tentou pegar o celular que estava fora da casa e que, nesse momento, Alexandre puxou a porta bruscamente e machucou seu braço. Ela contou que conseguiu trancar o marido do lado de fora e que, quando percebeu que estava em segurança na cozinha, chamou a polícia. A apresentadora declarou que o filho do casal, Alexandre, de 10 anos, e funcionários estavam na cozinha na hora da discussão.

Leia mais

14 mulheres sofrem violência a cada hora no Estado do Rio
Quase 3 entre 10 mulheres foram vítimas de violência de gênero em 2022
Violência contra mulheres: Nordeste tem alta de 22% nos casos
Ana Hickmann e o marido, Alexandre Correa — Foto: Reprodução

Ana Hickmann e o marido, Alexandre Correa (Foto: Reprodução)

Empresário pede desculpas e diz que foi situação ‘isolada’

Ainda segundo o boletim de ocorrência,  a apresentadora procurou atendimento médico por conta própria na Santa Casa de Itu, onde realizou exame de raio-x e precisou colocar uma tipoia no braço esquerdo. Depois disso, policiais militares a escoltaram até a delegacia. Ela foi informada sobre as medidas protetivas previstas na Lei Maria da Penha, mas – segundo o boletim – optou por não requerer nenhuma medida protetiva no momento.

Em nota divulgada neste domingo (13), Alexandre Correa afirmou que teve um desentendimento com a esposa mas negou a agressão. Ele classificou a situação como “absolutamente isolada”, que não gerou maiores consequências. Pediu desculpas à família e disse que são 25 anos de matrimônio sem qualquer ocorrência dessa natureza. No entanto, horas depois, acabou confessando a agressão.

“Quando eu vi aquela nota, eu entrei em total desespero e neguei. Mentiu? Menti. Ponto. Ou eu omiti o fato? Omiti. Eu estava numa estrada, desesperado, desnorteado. Estava perdido. Falei: ‘meu Deus do céu. Que coisa?’ Desculpa o vocabulário: ‘que cagada que aconteceu. Por que eu não discuti, por que eu não me levantei da mesa, por que eu não fui para o canto, não fui tomar uma água? Por que eu não fui bater a cabeça na parede. Sei lá. Mas já foi”, disse ele ao site da Marie Claire.

O empresário afirma que não conversou com a mulher após o episódio e diz que quem vai decidir sobre a possibilidade de uma conversa e o futuro da vida conjugal será a apresentadora. “Quem decide é a Ana. Eu não decido nada.” Alexandre Correa vai ser intimado para prestar depoimento.

A assessoria de Ana Hickmann disse que a apresentadora agradece o carinho e a solidariedade dos fãs e informou que está em casa, bem e felizmente não sofreu maiores consequências em sua integridade física. . Mesmo diante dos holofotes da mídia, a apresentadora foi trabalhar e deixou o seguinte recado no final da edição.

“Queria agradecer o carinho e apoio de todo mundo. O momento está sendo difícil para mim e para minha família. Ainda não estou pronta para falar a respeito”, disse Ana Hickmann no programa Hoje em Dia desta segunda (13).

Até o momento, a TV Record – emissora do bispo Edir Macedo onde Ana Hickmann atua como apresentadora do programa Hoje em Dia – não noticiou o caso, por decisão da alta direção, para preservar a ex-modelo.

É importante denunciar, diz especialista em relacionamentos

“Mesmo diante de alegações como ‘caso isolado’, é importante denunciar, principalmente pelas diversas formas que a violência pode ser identificada: abuso físico, emocional, sexual, econômico e psicológico. Estes ocorrem frequentemente dentro do ambiente considerado mais seguro: o lar”, disse Henri Fesa, especialista em relacionamentos e fundador da Casa de Apoio Espiritual Henri Fesa.

Na sua opinião, não tem como falarmos de violência doméstica sem falar de feminicídio. São muitos os casos de violência doméstica que em muitos casos acabam entrando nas estatísticas de feminicídio. Nos primeiros seis meses de 2023, 722 mulheres foram vítimas de feminicídio no Brasil, contra 704 no mesmo período do ano passado. O especialista também fala sobre o apoio emocional que as vítimas precisam.

“Não é um momento para perguntas, é um momento para acolhimento, sobretudo porque muitas mulheres ainda não se sentem seguras para fazer a denúncia. A busca por apoio emocional, seja na espiritualidade ou em outros meios, é primordial para seguir a vida. A honestidade na fala da apresentadora em dizer que não está pronta para falar é mais um dos tantos exemplos que ela, mesmo em uma situação bem difícil, nos deu”.

Não existem hierarquias de poder dentro de um casamento. É importante pontuar que essa ideia que coloca o homem como figura central da família também é machista e contribui para os índices citados. A união matrimonial deve ser respeitosa, com empatia e companheirismo. Quando se tem esse pensamento em mente, não existe a possibilidade de violências do gênero, por isso que “caso isolado”, se for, de fato, o caso, deve ser denunciado. “Procure ajuda, sempre”, finaliza Henri.

Com informações do G1

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!