7 entre 10 brasileiros já mentiram na ‘hora H’

Enquanto isso, 81% já faltaram com a verdade para fugir da cama

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Você seria capaz de mentir para levar alguém para cama? Essa pode até parecer uma situação absurda para algumas pessoas, mas para 71% dos brasileiros não é. Pelo menos é o que revela a pesquisa realizada pelo Ysos, app especializado em encontros casuais para solteiros e casais liberais. Outro dado curioso revelado é que 81% dos entrevistados também já mentiram para fugir de uma situação que resultaria em sexo.

A pesquisa descobriu também que, dentre as mentiras mais contadas, as que mais funcionam na opinião dos respondentes são: “vou pôr só a cabecinha” com 38% das respostas, “eu tiro antes de gozar” (30%) e “amanhã eu te ligo” (25%).

Embora o Dia da Mentira seja uma grande brincadeira, sexo é assunto sério e o Ysos ressalta que é sempre importante conversar bastante com alguém antes de marcar um encontro.

Top 10 mentiras mais contadas na hora H

Quando o assunto é sexo, será que vale tudo? Quem nunca se decepcionou com toda a expectativa que colocou em um encontro que atire a primeira pedra. Mas, tudo tem seu lado positivo e o fato é que se você pegou a pessoa no pulo, mentindo, pode ter sido um livramento.  Afinal, não tem nada pior que ir com sede ao pote e descobrir que era tudo uma cilada.

Se você costuma cair em alguma dessas mentirinhas aparentemente inofensivas, abra os olhos pra lista a seguir, mas se é você quem banca o Pinóquio no flerte, saiba que os dias dessas mentiras estão contados.

“O seu é o maior que eu já vi” 

“Nunca senti isso com ninguém” 

“Você é gostosa demais, não vou aguentar”

“Se engravidar, eu assumo”

“Nunca transei com outro sem camisinha”

“Não vai estragar a nossa amizade”

“Esqueci a camisinha, mas meus exames estão em dia

“Claro que eu vou te ligar amanhã”

“É só a cabecinha”

“Não tenho nojo de sexo oral, só prefiro não fazer”

Histórias da Carochinha 

E como a galera da paquera é muito criativa, histórias boas não iam faltar. Algumas pessoas nos contaram como se sentiram ao descobrirem que alguém mentia para elas para conseguir uma noite de prazer, confira:

“Bem inusitado, mas depois da transa a gente esquece. Uma mulher falou que não podia ir no motel próximo à casa dela pois ela trabalhava perto, mas na verdade ela era casada e saía escondida”.

“Eu estava ficando com uma garota e ela nao liberava anal! Armei toda uma história que estava mudando de cidade e tals, armei uma despedida com ela para conseguir transar”.

“Queria muito uma pessoa, e estávamos nos conhecendo, marcamos um encontro na minha casa, porém não tinha como buscar a pessoa, pois não tinha carta. Falei que meu carro estava no mecânico e se podíamos marcar na casa dela. Ela me buscou em um lugar e fomos direto ao motel. Estamos casados há 8 anos e ela me ensinou a dirigir”.

“Amiga de muitos anos, falou que estava carente e que queria assistir um filme com alguém, ela veio de golpe e eu fui vítima, hahaha”.

Mentir para fugir

Você pode estar se perguntando, e esses 81% dos brasileiros que mentem para fugir do sexo, o que eles dizem? O Ysos também traz alguns exemplos, olha só:

“Tem dias que a gente não quer ninguém perto sabe, aí às vezes falo que estou com alguma dor pra pessoa não vir em casa”.

“Disse que faria uma cirurgia nos próximos dias e que ficaria 6 meses sem poder transar”.

“Quando percebi que a pessoa não curtia o estilo do meu marido, inventei que precisávamos ficar com as crianças e desmarquei o encontro”.

“Sempre que o clima esfria e eu não quero prosseguir pra um encontro eu digo que o trabalho está exigindo muito e que a agenda está complicada”.

“Disse que o pagamento não tinha caído ainda e não tinha como dar rolê, isso porque minha amiga disse que conhecia o cara e que ele era ruim de cama”.

Quem nunca, não é mesmo?

Seja uma mentirinha ou uma lorota das boas, o fato é que é muito difícil que qualquer um nunca tenha que ter usado algum artifício para alcançar seu objetivo. O que varia, é claro, são os níveis de criatividade e comprometimento na hora de inventar histórias.  Para o head de marketing do aplicativo, Gustavo Ferreira, existem várias maneiras de descobrir mentiras e, assim, não cair nelas.

“Muitos casais liberais possuem seu próprio jeito para evitar mentirosos e desmascarar curiosos. Alguns fazem as mesmas perguntas diversas vezes em diferentes contextos para verificar se há coesão nas respostas, outros analisam minuciosamente as fotos de ambas as galerias e outros recorrem para ligações e vídeo-chamadas com seus números específicos para busca por encontros para checar a veracidade das informações. E para garantir a privacidade só liberam a galeria privada com suas fotos íntimas para as pessoas com quem já se sentem seguros após inúmeras conversas”, explica.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!