Variações bruscas de temperatura durante o inverno podem afetar negativamente a nossa saúde, não apenas causando gripes, resfriados ou problemas respiratórios, mas também impactando significativamente a saúde vascular. De acordo com o médico vascular especializado em angiologia e cirurgia vascular, Gustavo Marcatto, as mudanças climáticas entre dias quentes e frios têm uma influência direta no organismo.

Com o aumento das temperaturas, as veias, especialmente as ligadas ao coração, dilatam-se, ocasionando uma queda na pressão sanguínea. Essa reação pode resultar em inchaço nas pernas e pés (edema), tontura e até mesmo desmaios, devido à pressão baixa“, explica o especialista que é membro titular da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia (SBLMC). 

No entanto, não é apenas a mudança brusca do frio para o calor que afeta o corpo humano. Quando o clima varia rapidamente de temperaturas altas para as mais baixas, também é necessário estar atento. “Quando o clima fica frio, ocorre a vasoconstrição, ou seja, os vasos sanguíneos se contraem, dificultando a circulação do sangue para as extremidades, como pés, mãos e pernas. Essa reação é importante para conservar o calor corporal”, detalha o Dr. Gustavo.

Caio Focássio, cirurgião vascular da capital paulista, explica que o sangue tem um papel essencial na manutenção da temperatura corporal e no frio essa função se torna ainda mais importante. Isso porque se os vasos por onde passa o sangue são mais exigidos no inverno e, em pacientes com a saúde vascular já comprometida, podem surgir as complicações.

O frio contrai as artérias (vasoconstricção) e dificulta ainda mais a chegada de sangue arterial principalmente nas extremidades e podem causar insuficiência arterial, ou seja, dificulta e estreita o acesso do sangue para os outros membros, em especial em pessoas que já sofrem problemas com a circulação”, diz o médico.

De acordo com o especialista, o acúmulo de gordura nas artérias, causados pelo excesso de peso, diabetes, tabagismo e hipertensão as deixa ainda mais estreitas, então o processo de circulação se torna mais lento.

Quando há predisposição genética ou quadros de obesidade, alimentação desequilibrada e sedentarismo, a preocupação se torna ainda maior nessa época do ano”, alerta o médico.

No entanto, alguns sinais podem ajudar a prevenir o problema. “Quando a circulação não anda bem é comum sentir dormência ou inchaço nos membros e formigamento nas mãos e nos pés, dor ao caminhar, paralisia ou fadiga muscular”, fala.
Daí é hora de buscar ajuda médica já que o tratamento para as doenças circulatórias pode ser feito por meio de medicamentos e cirurgia quando for necessário.

Dicas para melhoras a saúde vascular

A prevenção é o melhor caminho, especialmente para pacientes que já tenham alguma doença que contribui para a obstrução das artérias. É fundamental prestar atenção aos sinais que o corpo emite, especialmente diante de mudanças abruptas de temperatura.

Dr. Gustavo Marcatto destaca que é possível atravessar essas transições sem grandes desconfortos.  O primeiro passo é a prevenção! Manter hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada, hidratação adequada e a prática regular de exercícios físicos, ajuda a manter a saúde vascular sempre em dia, independentemente da temperatura”, ressalta o especialista vascular.

– Encontre uma atividade física que você goste e pratique com constância e empenho: a atividade física regular é crucial para a saúde vascular. Durante o outono, tente incorporar exercícios como caminhadas, ciclismo ou natação em sua rotina. Isso ajuda a melhorar a circulação sanguínea e fortalecer os vasos sanguíneos.

– Tenha uma alimentação equilibrada e saudável. Evite alimentos processados e com alto teor de gordura saturada, pois eles podem aumentar o risco de problemas vasculares.

– Tome água ao longo do dia. Beba água para garantir uma boa hidratação. Isso ajuda a manter o sangue fluindo adequadamente e evita a formação de coágulos.

– Controle o peso: o excesso de peso pode aumentar a pressão arterial e o risco de desenvolver doenças cardiovasculares.

– Evite o tabagismo! O tabagismo é extremamente prejudicial aos vasos sanguíneos.

– Gerencie o estresse: O estresse crônico pode afetar negativamente a saúde vascular. Busque maneiras saudáveis de gerenciar o estresse, como praticar técnicas de relaxamento, meditação ou hobbies que lhe tragam prazer.

Para os dias frios, Dr Caio dá algumas dicas

  1. Usar roupas confortáveis e quentes, não deixe o corpo exposto ao frio.
  2. Evitar as peças justas (elas podem comprimir os músculos das pernas e cintura).
  3. Consumir alimentos ricos em fibras, já que auxiliam na boa digestão e controle do colesterol.
  4. Fazer exercícios físicos pelo menos 3 vezes na semana
  5. Evitar consumo de gorduras
  6. Ter o controle adequado da pressão e diabetes
  7. Beber muita água
  8. Ter cuidado ao usar meias elásticas sem orientação médica – nesses casos ela pode piorar a situação.

   ​Com Assessorias

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *