Rio Imagem Baixada vai agilizar diagnósticos de câncer

Capacidade é de 40 mil exames por mês, o dobro do Rio Imagem do Centro do Rio. Baixada também ganhará Instituto Estadual do Câncer

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Carente de diagnósticos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS), um ponto fundamental para o tratamento precoce e a cura para diversas doenças, a Baixada Fluminense ganhou neste sábado (8/7) uma unidade do Rio Imagem, com tecnologia de ponta e tem capacidade para realizar até 40 mil exames por mês.

O novo centro de diagnósticos oferecerá exames dos mais simples, como raio-x, até os mais complexos, como a imuno-histoquímica para identificar tumor de mama, além de cirurgias não invasivas. Serão 66 leitos ambulatoriais, 20 leitos de UTI, 20 consultórios, 26 cadeiras de quimioterapia, um aparelho de radioterapia, um aparelho de PET scan, entre outros.

A proposta do Rio Imagem Baixada é reduzir o tempo de espera por exames e procedimentos cirúrgicos menos invasivos, solicitados por postos de saúde e clínicas da família. Com essa variedade de exames, será possível agilizar o diagnóstico de doenças como o câncer, que, por lei, dever se diagnosticado e ter o tratamento iniciado em até dois meses.

Em vigor desde 2012, a Lei nº 12.732 estabelece que o primeiro tratamento oncológico no SUS deve se iniciar no prazo máximo de 60 dias a partir da assinatura do laudo patológico ou em prazo menor, conforme necessidade terapêutica do caso, registrada no prontuário do paciente. Onze anos depois, no entanto, muitos estados e municípios não cumprem a ‘Lei dos 60 dias’. No Estado do Rio, há pacientes que reclamam que o prazo para iniciar o tratamento após o diagnóstico de câncer pode levar até 180 dias.

Rio Imagem Baixada conta com instalações e equipamentos modernos para realizar diversos exames (Foto: Divulgação)

Nova unidade vai desafogar Rio Imagem do Centro

Já considerado o maior complexo público de exames da América Latina, o novo Rio Imagem Baixada tem o dobro da capacidade do Rio Imagem do Centro do Rio, localizado na Avenida Presidente Vargas. A nova unidade vai ajudar a desafogar o atendimento na capital.

Dos 207.323 exames realizados pelo Rio Imagem Centro em 2022, cerca de 26% foram de moradores da Baixada (54.142). A região abrange 13 municípios e concentra cerca de 3,9 milhões de habitantes, 23% da população do Estado do Rio de Janeiro.

Para o secretário estadual de Saúde, Dr. Luizinho, o Rio Imagem Baixada representa um grande avanço no acesso à saúde para a população da região, que até hoje precisava se deslocar para a capital para ter atendimento especializado.

Além dos pacientes da Baixada, o novo centro irá atender, prioritariamente, moradores de cidades das regiões Centro-Sul e Sul Fluminense e também da Costa Verde. O agendamento será feito pelas clínicas e postos de saúde da rede pública.

“Este será o maior projeto em saúde da história da Baixada. Nosso objetivo é que as pessoas não precisem mais circular pelo estado, de um lado pro outro, para tratar um câncer, disse o secretário estadual de Saúde.

Baixada também ganhará Instituto Estadual do Câncer

Centenas de pessoas prestigiaram a inauguração do Rio Imagem Baixada (Foto: Divulgação)

O governador Cláudio Castro, que participou da inauguração, disse que o Rio Imagem Baixada é uma das maiores entregas da sua gestão. “Estamos fazendo investimentos em todas as regiões do estado para que as pessoas não tenham que buscar atendimento longe de casa”, disse ele.

Castro aproveitou para a anunciar a construção do Instituto Estadual do Câncer, que ficará ao lado do Rio Imagem Baixada, em Nova Iguaçu. O projeto começará a ser construído ainda este ano com inauguração prevista para 2025. O hospital vai oferecer tratamentos avançados e multidisciplinares, além de fazer pesquisas e capacitação de profissionais.

O investimento no Rio Imagem Baixada soma mais de R$ 90 milhões para a construção do complexo de mais de 5 mil metros quadrados e a compra de equipamentos. Os recursos da obra são do programa Pacto RJ. A nova unidade é gerida pela Fundação Saúde.

Para recorrer aos exames no Rio Imagem Centro e Baixada é necessário primeiro passar por uma unidade básica de saúde, onde o médico irá requisitar os exames.

Fonte: GovRJ

Leia mais

Rio promete desafogar em 20% a fila por cirurgias no SUS
Conheça os exames que detectam a febre maculosa
43% das brasileiras não fazem exame ginecológico de rotina
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!