Como hospitais estão ‘ressignificando’ a experiência da internação

Festinha de aniversário, passeios pela cidade, visitas do pet de estimação. Conheça algumas experiências vividas por pacientes

Depois de concluir tratamento quimioterápico, Gyslaine teve direito a ganhar uma refeição especial (Fotos: Divulgação)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Comer seu prato predileto depois de uma dieta rigorosa imposta pelo tratamento; dar uma ‘fugida’ do leito para acompanhar a procissão de sua santa de devoção; receber a visita do pet que não vê há muitos dias ou mesmo brincar de chef e preparar o próprio lanchinho. Não importa. Pequenos desejos e sonhos podem ser realizados mesmo quando se está internado num hospital. Ao menos é o que podem experimentar pacientes que passam por unidades de saúde de alguns hospitais pelo Brasil, que vêm ressignificando a experiência da internação, com muito mais humanidade.

Internada no Hospital Salvalus, em São Paulo, a líder de Logística Gislayne Alves dos Santos, de 24 anos, teve um desejo gastronômico atendido, dentro da dieta aprovada pela equipe médica e nutricionistas. E assim celebrou a vitória do término da quimioterapia com a batida do sino do hospital, que contou com a comemoração da equipe médica, de enfermagem e pacientes.

As ações fazem parte dos projetos “Toque de Amor” e “Sino de Superação”, desenvolvidos nas unidades hospitalares da rede própria da Hapvida NotreDame Intermédica. Além de reconhecer o “gesto de carinho” de atenderem a seu pedido de receber uma alimentação diferenciada, Gislayne conta que se emocionou ao saber que foi a primeira paciente a tocar o sino para celebrar o término do tratamento oncológico.

“Chorei muito com o toque de amor dado ao momento e pelo sentimento de dever cumprido, de saber que venci e que estou recomeçando a minha vida, o que foi simbolizado pelas badaladas do sino”, disse Gislayne, que passou por tratamento para Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA).

Acompanhar a procissão era o sonho deles, mesmo internados

Após dias internados no Hospital Riomar, em Belém do Pará, José Clésio Rabelo Lopes e Maria Tereza Ramos Gomes puderam realizar o sonho de acompanhar a passagem de Nossa Senhora durante a tradicional procissão do Círio de Nazaré, no dia 6 de outubro. Os pacientes foram conduzidos na ambulância da instituição até o evento religioso, ao lado de uma equipe multidisciplinar, e experimentaram um momento especial.

“Depois de tanto tempo internado, ter essa surpresa foi muito emocionante. Até agora, estou chorando de tanta emoção. Essa vivência inesquecível com Nossa Senhora permanecerá guardada no coração”, disse Clésio.

Para Maria Tereza, foi uma experiência única: “Nunca imaginei que fosse assistir de tão perto a procissão. Fiquei muito feliz, e foi muito emocionante ver a minha Santa passar”.

A ação faz parte do projeto “Realizando um Sonho”, que tem a missão de realizar o sonho de pacientes internados e que já organizou desde casamentos, até ensaios fotográficos e visitas à praia.

Apaixonados pela Vida e Pequenos Chefs

Outros projetos de acolhimento são realizados nas unidades assistenciais da rede própria da Hapvida NotreDame Intermédica pelo Brasil. Um deles é o Feliz Vida!, que celebra o aniversário dos pacientes internados. A visita de pets a seus donos nternados e a terapia com animais treinados dentro das unidades hospitalares são a tônica do programa Apaixonados pela Vida.

Os pacientes mirins também são ‘mimados’. O projeto Heróis da Cirurgia incentiva o uso de batas cirúrgicas temáticas com a figura do super-herói favorito das crianças que vão passar por algum procedimento cirúrgico nas unidades pediátricas.

Em outubro, mês das crianças, foi realizado o projeto Pequenos Chefs, em que pacientes da ala infantil usaram a criatividade para elaborar e saborear um lanchinho especial. Já os marmanjos têm direito ao CinePipoca, sessão de cinema com direito a pipoca e lanche especial, realizada mensalmente.

Cada detalhe é cuidadosamente pensado. O Prontuário Afetivo traz a ficha completa daquilo que representa o que o paciente gosta e se reconhece na sua individualidade. Nas UTIs, as visitas de familiares e amigos são estendidas e há ações voltadas para a diminuição de ruídos nas UTIs neonatais, dentro do projeto Momento Psiu.

‘Cuidado com pacientes deve ser leve e especial’

A missão de melhorar a experiência do paciente durante a internação hospitalar começou em 1979 com a fundação da Clínica Antônio Prudente, em Fortaleza (CE), e se intensificou em 2018, com projetos nas UTIs adulto, em todos hospitais da rede própria do Norte e Nordeste.

A partir de julho de 2023, então, virou um programa de acolhimento, oApaixonados pela Vida’, cuja missão é padronizar e nacionalizar os projetos da área realizados nas unidades assistenciais da rede própria da companhia e proporcionar experiências de bem-estar e acolhimento a pacientes e familiares.

“O cuidado pode ser leve e especial, e atitudes simples podem tocar o coração dos nossos pacientes”, diz Franciane Gonçalves, diretora médica de Projetos de Acolhimento da Hapvida NotreDame Intermédica. “Excelência em cuidado significa realizar sonhos, marcar vida e histórias”, afirma.

Além de atender a diversos desejos de pacientes, as iniciativas promovem benefícios como o estreitamento da relação de acolhimento e aumento da confiança com a equipe assistencial.

“O acolhimento e bem-estar dos pacientes é levado a sério. Temos a premissa de acolher e cuidar dos clientes com excelência durante a experiência hospitalar”, afirma Franciane.

Com assessoria da Hapvida NotreDame Intermédica

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!