Como o ChatGPT pode impactar na prática médica?

ChatGPT é discutido na Hospitalar Hub. Fiocruz promove Seminário Saúde Digital. Einstein realiza Simpósio Internacional Big Data na Saúde

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Não se fala ultimamente em outra coisa: ChatGPT, uma tecnologia de processamento de linguagem natural que utiliza inteligência artificial para gerar respostas a partir de perguntas ou comentários feitos pelos usuários. A novidade parece que veio para ficar e está invadindo diversas áreas profissionais, inclusive na saúde. Mas como essa nova ferramenta pode impactar a prática médica?

Especialistas vão discutir este e outros temas durante a 28ª edição da Hospitalar, maior feira de negócios e oportunidades de saúde da América Latina, que será realizada de forma digital, de 10 a 13 de abril, e no presencial de 23 a 26 deste mês, na Expo São Paulo.

Na programação digital sobre Tecnologia e Inovação, está marcado o bate papo ‘ChatGPT: impacto na cadeia de saúde, uma análise projetiva do alcance que as ferramentas Generativas em IA terão na prática médica’ neste dia 10, às 17h40, reunindo Guilherme Hummel, coordenador científico da Hospitalar Hub, e Alfdredo Martinho, diretor da Inlags Academy. A participação é gratuita a quem está inscrito na edição presencial do evento.

Saúde Digital: seminário discutirá vazamento de dados públicos

A Saúde Digital ganhou relevância nos últimos anos trazendo riscos e potencialidades para a realização do direito à saúde. Com o aumento do uso das tecnologias de informação e da produção e coleta de dados de saúde, o tema tornou-se um item central na agenda da saúde. Ainda assim, diversas questões permanecem não respondidas, a começar pelo próprio conceito de Saúde Digital, que tem sido objeto de diversos debates.

Um seminário que será realizado na segunda (17/4) pretende ampliar esse debate e abordar os riscos associados ao uso desregulado de dados de saúde, especialmente para finalidades que contrariam os interesses de quem usa os serviços de saúde ou em contextos que ameaçam a segurança da população. Estrutura pública para saúde digital, vazamento de dados no setor público e Complexo Econômico Industrial da Saúde estão entre os temas que serão debatidos no evento.

Promovido pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS), com o apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Brasília, o Seminário Saúde Digital acontecerá em formato híbrido, das 9h às 18h, no auditório interno da Fiocruz, e será transmitido ao vivo pelo Youtube do CNS e Fiocruz. Para participar, é necessário fazer inscrição no formulário online.

O evento terá três mesas temáticas, sendo: Saúde Digital viabilizando o direito à saúde; Setor Privado: Colonização e Mercado de Dados em Saúde; Perspectivas e Futuro da Saúde Digital: Governança em Saúde Digital e Controle Social. O objetivo é capacitar conselheiros de saúde, fortalecer a comunidade acadêmica e abrir espaço para a realização de uma Conferência Livre de Saúde sobre Saúde Digital, que permita a formulação de propostas para a 17ª Conferência Nacional de Saúde.

Curso ‘Participação e Controle Social no SUS’ – Com o objetivo de fortalecer o Controle Social e a participação da sociedade em temas relacionados à transparência pública, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) promoverá a edição 2023 do curso “Participação e Controle Social no SUS”. As próximas turmas iniciarão em 16 de abril e para participar é necessário preencher formulário online até o dia 15. Inscreva-se neste link. Saiba mais aqui.

Evento discute importância da Inteligência Artificial na saúde

O desenvolvimento e aplicação de soluções tecnológicas como Inteligência Artificial (IA) e Big Data são cada vez mais fundamentais para o setor de saúde, pois permitem automatizar processos, contribuindo diretamente não só para a tomada de decisão de médicos e profissionais de saúde, mas também para a otimização de recursos e para termos sistemas de saúde mais equitativos.

Para discutir tudo isso, o Einstein realiza o V MIT Critical Data HIAE Datathon in Healthcare / III Simpósio Internacional de Big Data em Saúde, evento com 3 dias de duração, sendo o primeiro dia dedicado a palestras e os outros dois dias ao trabalho prático em equipes formadas por médicos, biomédicos e enfermeiros, cientistas de dados, engenheiros de dados e estatísticos, entre outros profissionais.

O primeiro dia de evento será focado em apresentações com temas como: Big Data em saúde, importância da diversidade nas iniciativas que mudam a sociedade, inteligência artificial em saúde; genômica clínica; e plataforma de dados usando dados genômicos para gerar insights de medicina de precisão.  Os assuntos serão apresentados por renomados profissionais do país e do mundo.

Já nos dias 15 e 16 de abril, os participantes terão atividades práticas. Divididos em 10 equipes, eles serão orientados por mentores nacionais e internacionais, entre eles integrantes do Hospital Israelita Albert Einstein e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, para discussões em grupos sobre dois assuntos: genômica clínica oncológica e jornada de cuidado do paciente, tendo como base dados da saúde pública no Brasil. O objetivo da atividade é apresentar soluções baseadas em dados de saúde — em geral com uso de ferramentas de Inteligência Artificial – dentro destes dois temas.

Para mais informações, clique aqui.

Com Assessorias

Leia mais

Como a tecnologia pode ajudar a saúde no futuro?
Tecnologias digitais na saúde: o que temos de novo?
Uso de tecnologia pode melhorar a relação médico-paciente
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!