AGENDA POSITIVASAÚDE PÚBLICA

Carnaval no Rio: turistas são orientados sobre febre amarela

Às vésperas do Carnaval, quando o Rio de Janeiro espera receber milhares de turistas, o crescente número de casos de febre amarela (55, com 25 mortes) vem sendo divulgado, dia a dia, pela Secretaria Estadual de Saúde, sem fazer muito alarde. O objetivo, talvez, seja não espantar os turistas que visitam o estado, que precisa do turismo para tentar se soerguer. Mas aqueles que optam por regiões de mata devem ficar atentos, principalmente na região da Costa Verde, onde cinco casos já foram confirmados, quatro deles em Angra dos Reis, onde duas pessoas morreram, e outro em Mangaratiba. Nesta quinta, a SES lançou as versões em inglês e português do site www.febreamarelarj.com.br.

A recomendação da SES é que pessoas que vão visitar ou se hospedar em regiões de mata, rios e cachoeiras, habitat natural dos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes, vetores da doença, vacinem-se pelo menos dez dias antes de se deslocar para esses locais. Desde abril de 2017, a Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu todo o Estado do Rio de Janeiro em área de recomendação vacinal contra a febre amarela.

“Nossa preocupação maior é com os turistas que pretendem ir a áreas de mata e cachoeiras ou participar de passeios ecológicos, como trilhas. Não há evidência da circulação do vírus da febre amarela em área urbana no Rio, mas em destinos populares como a Ilha Grande, em Angra dos Reis, e municípios da Região Serrana, já foi comprovada a presença do vírus causador da forma silvestre da doença”,  alertou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

Site em espanhol e inglês

Nesta quinta-feira (8), a SES lançou as versões em inglês e espanhol do canal www.febreamarelarj.com.br.Voltadas para o público internacional, visitantes do estado do Rio de Janeiro, as páginas – que podem ser acessadas pelos endereços www.yellowfever.com.br (inglês) e www.fiebreamarilla.com.br (espanhol) – trazem perguntas e respostas sobre a doença, a vacinação e material da campanha #temquevacinar. “É importante trazer informação precisa aos turistas estrangeiros, que procuram o nosso estado, neste momento de alta temporada. Queremos esclarecer as dúvidas e orientar quanto à necessidade de vacinação para quem visita o Rio”, destacou o secretário.

No último dia 30, o secretário de Saúde Luiz Antonio Teixeira Jr. apresentou a situação epidemiológica da febre amarela no estado e as ações da SES a cônsules e representantes diplomáticos dos Estados Unidos, França, Chile, Argentina e Canadá, além de dirigentes da indústria hoteleira do estado, com orientações aos turistas estrangeiros. No dia 2, representantes dos consulados do Equador, Argélia, Uruguai, Itália, Rússia, Japão, China, Alemanha, México e Espanha foram recebidos na Secretaria de Estado de Saúde também para esclarecer dúvidas e receber orientações.

Assim como o febreamarelarj.com.br, os canais yellowfever.com.br e fiebreamarilla.com.br possuem plataforma responsiva para computador e smartphone.

Fonte: SES-RJ, com Redação

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *