Dia dos Namorados: conheça 6 verdades que ninguém te conta

Pesquisa aponta que vem caindo interesse por temas românticos na internet. Sexóloga dá dicas para quem quer aproveitar a data, mesmo sozinho

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Nosso Dia dos Namorados se difere de outros países – onde a data é comemorada tradicionalmente em 14 de fevereiro, no Valentine´s Day – desde 1949 por um motivo nada romântico. Naquele ano, o publicitário João Dória, pai do ex-governador de São Paulo, transferiu a data para o meio do ano por uma questão comercial.

Segundo ele, passado o Carnaval e o Dia das Mães, havia um grande buraco de vendas até o Dia dos Pais, em agosto. Por isso, a estratégia foi passar a comemoração para a véspera do dia do casamenteiro Santo Antônio (13 de junho), muito celebrado na cultura brasileira.

Mas como está o desempenho da data atualmente? O interesse dos brasileiros é realmente alto pelo Dia dos Namorados? Para entender essa questão, a Semrush, plataforma de gerenciamento de visibilidade online, monitorou as buscas na internet nos últimos cinco anos e revela que as pesquisas sobre o tema vêm caindo desde junho de 2019 (veja abaixo).

Apesar disso, a pressão social no dia 12 de junho ainda é enorme aqui no Brasil. Jantar romântico, flores, presentes, cinema ou aquele motelzinho especial… Muitas pessoas que não estão nesse circuito sentem o baque na geladeira – muitos acabam descontando a solidão na comida.

Mas calma! Para o Dia dos Namorados, a sexóloga Stephanie Seitz, da INTT Cosméticos, quebra os paradigmas dessa data e lista algumas “verdades” que ninguém conta sobre essa comemoração tradicional.

“O universo do amor conjugal não é tão simples assim. Eu sempre digo que o clima romântico começa no ‘bom dia’, em uma mensagem carinhosa, um beijo antes do trabalho. Por outro lado, vale destacar que dá sim para curtir o Dia dos Namorados também sozinho (a)”, ressalta Stephanie.

Leia mais no Especial Amor & Sexo

Listinha de verdades da sexóloga

1-   Para os casais: beijo é essencial e não é preliminar. É um termômetro da relação e não só em datas comemorativas. Ele libera serotonina, dopamina  e oxitocina, que proporcionam bem-estar ao organismo, E, não vale só selinho. Infelizmente, muitos nem se beijam mais durante a relação sexual. Então, a primeira dica é beijar com vontade.

2-    Que tal criar uma atmosfera romântica sem sair de casa? Aposte nas velas beijáveis ou de massagens, onde o calor confere um aroma que aguça os sentidos, não queimam a pele e auxiliam em uma experiência física e de sexualidade à flor da pele. Outra sugestão são aqueles jogos íntimos cartas com perguntas e tarefas para deixar a resenha mais apimentada;

3-    Ainda para os enamorados, existem muitos brinquedos que podem ser usados a dois. Inclusive, de alta tecnologia que podem ser manipulados à distância por aplicativos e online;

4-    Prazer com ou sem companhia. As pessoas estão mais abertas para a masturbação, independente do parceiro (a). A primeira meta é o autoconhecimento para depois se relacionar. Muitas pessoas mal conseguem atingir o orgasmo ou conhecem seu corpo;

5-    Compre presente para você ou troque com seus amigos! Use sua grana indo no salão de beleza ou aquele tênis de corrida dos sonhos.  Compre produtos para ajudar nesta jornada de auto prazer, há muitos lançamentos de sextoys, lubrificantes e excitantes;

6–    Se arrume, coloque aquela sua roupa preferida e vá se divertir. A liberdade tem muitas vantagens e dá para ser feliz em todas as fases da vida. Celebre o “amor-próprio”.

Leia mais

Dia dos Namorados: 10 razões para não deixar passar em branco
Dia dos Namorados: dicas para manter um relacionamento saudável
Dia dos Namorados: Conheça alimentos afrodisíacos para apimentar a relação

Acabou o amor? Buscas na internet por termos românticos em queda

De acordo com a pesquisa da Semrush, apesar de junho de 2022 apresentar o maior pico do ano no número de buscas relacionadas a temas românticos, o total de pesquisas do mês vem apresentando queda desde 2019. Confira:

  • Junho de 2019 – 9.002.330 de pesquisas;
  • Junho de 2020 – 4.569.350 de pesquisas;
  • Junho de 2021 – 4.103.350 de pesquisas;
  • Junho de 2022 – 3.093.640 de pesquisas.

Comparando o total de buscas de junho de 2019 com junho de 2022, podemos notar que o interesse dos brasileiros registrou uma queda de 65.64%. Para fazer o estudo, a plataforma utilizou palavras-chaves como flores, Dia dos Namorados, presente para namorada, presentes para namorado, jantar romântico, ideias Dia dos Namorados, anel de compromisso, além de outras dezenas de termos ligados ao romance.

Veja como foi o ranking das pesquisas em junho do ano passado:

  1. Dia dos Namorados – 1.220.000
  2. Flores  – 550.000
  3. Buquê de flores – 201.000
  4. Presentes para namorada – 201.000
  5. Cesta Dia dos Namorados – 201.000
  6. Decoração Dia dos Namorados – 110.000
  7. Anel de compromisso – 74.000
  8. Jantar romântico – 60.500
  9. Jantar Dia dos Namorados – 60.500
  10. Dia dos Namorados Brasil – 60.500

“Se olharmos para os números anteriores, veremos que a tendência para 2023 é que o interesse dos brasileiros continue a cair. Entretanto, é preciso falar que os números ainda são altos”, explica Erich Casagrande, líder de Marketing da Semrush no Brasil.

Ele ainda dá uma dica aos lojistas que querem explorar a data comercial: “Para quem trabalha com o comércio online, em especial para itens do universo romântico, utilizar as palavras-chaves mais procuradas na internet é uma estratégia para potencializar as vendas da loja”.

Leia também

Casais brasileiros preferem viajar a fazer sexo, diz pesquisa
O amor como arma contra doenças, inclusive da alma
Não era amor, era cilada: 4 entre 10 mulheres são vítimas de golpe

 

 

 

Shoppings estimam aumento de 5% nas vendas

Apesar da queda na procura por termos românticos na internet, a intenção de compra para a data é de alta em relação ao ano anterior. É o que mostra a Pesquisa de Expectativas de Vendas para o Dia dos Namorados, da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), que estima crescimento de 5,2% sobre a mesma data de 2022. Com isso, o setor deve movimentar cerca de R$ 4,6 bilhões durante os dias 6 e 12 de junho.

O levantamento foi realizado com os empreendedores entre os dias 24 a 31 de maio de 2023, com o objetivo de entender as perspectivas do setor em relação à comercialização, fluxo de visitantes, ticket médio, entre outros indicadores para a data. Para os shoppings ouvidos na pesquisa, 85% têm expectativas positivas para a data.

Ticket médio  A perspectiva é que em 2023 o ticket médio seja de R$ 190. Entre os produtos que mais devem se destacar na data comemorativa para o público feminino, encontram-se: Perfumaria e Cosméticos (90%), Chocolates e Doces (77%), Joalheria (75%) e Vestuário (74%).

Já entre o público masculino, os produtos que mais devem se destacar na data comemorativa são: Vestuário (71%), Relógios e Acessórios (67%), Calçados (63%), Perfumaria e Cosméticos (63%), Artigos Esportivos (60%).

Visitantes – Para 66% dos respondentes, o fluxo de visitantes será superior em relação à 2022. Para os que esperam um aumento do fluxo, o incremento será em média de 6,8%.

Ações para atrair o público – Para o Dia dos Namorados de 2023, os investimentos dos shoppings estarão concentrados nas tradicionais campanhas promocionais: Sorteio (30%), Compre e Ganhe (29%) e Ganhe e Concorra (17%). Entre os prêmios mais citados estão: Viagens, Vale Compras e Vale Jantar. Para as promoções de sorteios, os brindes são variados, desde eletroeletrônicos (celular, câmera, smart watch etc) e automóveis.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!