Vacina da dengue não elimina cuidados com mosquito

Especialistas alertam que, mesmo com vacina da dengue estiver amplamente oferecida no SUS, não dá pra descuidar com focos do Aedes adegypti

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

A nova vacina da dengue, que virou assunto do momento, não elimina a necessidade de cuidar do meio ambiente e tomar medidas de proteção. Especialistas advertem que é necessário evitar acúmulo de água limpa e parada, entre outras medidas que evitam a proliferação do mosquito transmissor da dengue. Afinal, eliminar os criadouros do inseto continua sendo a forma mais eficaz de se evitar esta e outras doenças causadas pelo Aedes aegypti, como Zika e Chikungunya.

Encher os pratinhos dos vasinhos de plantas com areia, tampar caixas d’água, cisternas e quaisquer reservatórios de água, limpar calhas e ralos, guardar garrafas e outros recipientes com a boca para baixo, são algumas das medidas que impedem a reprodução do mosquito.

O que fazer para controlar a dengue na sua casa?

O número de casos de dengue vem aumentando expressivamente no Brasil desde o início de 2022. No ano passado, o próprio Ministério da Saúde divulgou que, entre janeiro e abril, mais de 540 mil casos da doença foram notificados. Nesse mesmo período, foram registradas mais de 14 mil internações em todas as regiões do país.

Para evitar a doença, uma das principais medidas de prevenção deve ser conter a proliferação do Aedes aegypti. Veja o que você pode fazer para contribuir e proteger a sua saúde e a de toda a sua família:

  • Utilize repelente e cubra a maior parte do corpo com roupas claras quando possível, pois elas que ajudam a identificar o inseto com maior facilidade;

Quando possível, cubra a maior parte do corpo com roupas claras, pois elas ajudam a identificar o inseto com maior facilidade.

  • Coloque telas em janelas e portas e, se tiver, use mosquiteiros; 

O mosquito possui hábitos diurnos, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. Por isso, é importante reforçar a atenção neste período, mantendo também o cuidado à noite.

  • Tampe caixas d’água, piscinas, ralos, vasos sanitários, pneus, garrafas e outros tipos de reservatórios;

Aedes aegypti coloca seus ovos em água limpa, seja ela potável ou não. Por isso, é importante redobrar a atenção aos locais com água parada.

  • Deixe as lixeiras bem tampadas;

Dessa forma, você evita que seu lixo obstrua valas, valetas, margens de córregos e riachos e, consequentemente, acumule água.

  • Colocar areia nos pratos de plantas;

O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Você pode: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia –  que ajuda a conservar a umidade e, ao mesmo tempo, evita que o local se torne um criadouro de mosquitos.

  • Limpe as calhas;

Se você mora em casa essa é uma ótima maneira de se livrar do mosquito. Aquela água de chuviscos ou que não secou direito, desde a última chuva, é um ótimo criadouro do mosquito. Por isso, limpar as calhas com frequência ajuda muito. No inverno e em temporadas de chuva, higienizar as calhas 1 vez por semana é o mais indicado.

  • Limpe com sabão a bandeja externa da geladeira;

Se a sua geladeira ainda possui a bandeja externa, saiba que é um ótimo local para o mosquito da dengue proliferar. Por isso, não esqueça de sempre limpar com água e sabão.

  • Limpe sempre as vasilhas dos bichos de estimação

Se você tem animais de estimação como cães e gatos, vale lavar diariamente a vasilha de água deles. Às vezes, a gente só completa com mais água, certo? Mas, em época de surto de dengue e até para a saúde dos animais, o indicado é lavar sempre que for trocar ou completar a água.

  • Limpe a bandeja coletora de água do ar-condicionado;

Não esqueça de aplicar essa limpeza semanalmente. A bandeja coletora do ar-condicionado é perfeita para a criação do mosquito da dengue.

  • Cubra bem a cisterna;

Não deixe de cobrir a sua cisterna com a maior segurança possível. Assim, além do mosquito da dengue se proliferar em um local de difícil controle, você evita que caiam sujeiras e até animais como sapos e cobras.

Leia mais

Vacina da dengue ainda sem previsão para chegar ao SUS
Fiocruz alerta para nova epidemia da dengue nos próximos meses
Estado do Rio registra a primeira morte por dengue em 2023
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!