Fim do horário de verão: coloque sua rotina em ordem

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

relogio

É hora de acertar (de novo) o relógio biológico. Queridinho por muitos e odiado por outros, o horário de verão termina neste  sábado (18) na maioria dos estados brasileiros, exigindo que os relógios sejam ‘atrasados’ em uma hora. Apesar de o término do horário ser mais bem tolerado pelo organismo que o início, os sintomas dessa mudança podem variar de pessoa para pessoa. Muitas não sentem fome ou sono na hora em que normalmente deveriam, trazendo desconfortos como dificuldade para dormir, sonolência pela manhã e alterações de humor.

Mas não é só com a mudança do horário de verão que o sono pode perder a qualidade. Voltar à rotina das aulas, principalmente para as crianças que acordam muito cedo, assim como passar muito tempo viajando e sofrendo com os fusos horários, podem desencadear outros desconfortos decorrentes da privação do sono. A especialista do sono Luciane Mello destaca que a falta de um sono de qualidade tem grande impacto negativo na saúde, em curto e longo prazo.

“Pacientes privados de sono, podem apresentar diminuição do alerta, de memória, reflexos, além de alterações cognitivas. A longo prazo, existem evidências de aumento do risco cardio-vascular, além de obesidade e problemas psiquiátricos, por exemplo. A maioria dos adultos saudáveis precisa de 7 a 9 horas de sono por noite para o melhor funcionamento do organismo, em diversos aspectos e, qualquer sinal de dificuldade de dormir, deve ser pesquisado por um especialista na área”, explica a especialista.

Para que a mudança de rotina não comprometa o seu sono, Luciane destaca algumas dicas:

– Mantenha uma rotina de horários tanto para dormir quanto para acordar, principalmente na semana que antecede a mudança;

– Tome um banho minutos antes de dormir, para relaxar;

– Evite cafeína, nicotina e álcool nas últimas horas do dia;

– Procure não realizar atividade física em um período próximo ao de dormir;

– Mantenha o quarto arejado e em uma temperatura agradável;

– Só use medicamentos para dormir em caso de absoluta necessidade e somente com orientação médica;

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!