Cristo Redentor é iluminado de laranja para conscientizar sobre DPOC

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), que agrupa enfisema, bronquite crônica e asma refratária, é a quinta causa de morte no Brasil

Cristo Redentor no Rio de Janeiro iluminado de laranja (Foto: UNIC Rio/Célio Durães)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Progressiva e atualmente incurável, a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é um termo genérico que descreve doenças pulmonares progressivas, incluindo enfisema, bronquite crônica e asma refratária (não reversível), que são caracterizadas pelo aumento da falta de ar, tosse frequente, chiados e pressão no peito.

Esta é a quinta causa de morte entre todas as idades no Brasil, segundo o relatório elaborado em 2021 pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde). Uma das principais causas da DPOC é o tabagismo, principalmente em pessoas acima de 40 anos. Entretanto, a exposição à fumaça – que afeta inclusive fumantes passivos -, fogão a lenha, vapores industriais e poluição ambiental também são causas frequentes da doença.

Para ajudar na conscientização sobre a DPOC, o monumento ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, será iluminado de laranja na noite desta segunda-feira (21) no mês dedicado mundialmente a esclarecer sobre a enfermidade. A ativação visa dar mais visibilidade à doença que ainda é cercada por muitos estigmas e um índice baixo de diagnósticos no Brasil – segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), apenas 12% dos casos são diagnosticados.

O Dia Mundial da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) foi instituído pela Iniciativa Global para Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, sendo sempre comemorado na terceira quarta-feira do mês de novembro. Neste ano a data ocorreu no dia 16 de novembro. Além da iluminação do monumento, a ação conta com cartazes informativos nas estações de trem e metrô na cidade de São Paulo.

“O Cristo Redentor abre seus braços mais uma vez pela conscientização. Ele nos chama a estarmos sempre atentos pelo cuidado com a nossa saúde”, destaca o reitor do Santuário Arquidiocesano do Cristo Redentor, Padre Omar.

O evento contará com a participação de figuras públicas relacionadas a causa, importantes nomes da indústria farmacêutica – que atuam na busca e pesquisa por novos medicamentos e tratamentos da DPOC, além de membros da equipe da Associação Crônicos do Dia a Dia (CDD), responsáveis pelo desenvolvimento dessa e de outras ações de conscientização e acolhimento de pessoas que convivem com diversas patologias crônicas, como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica.

“É uma grande realização e sem dúvidas um marco importantíssimo para a visibilidade e conscientização da DPOC. Prestigiar esse evento é uma honra e também uma grande responsabilidade, é sobre nos unirmos pelas pessoas que convivem com DPOC e buscam respeito, dignidade, políticas públicas eficazes e, acima de tudo, qualidade de vida.”, afirma Gustavo San Martin, diretor-executivo da CDD – Associação Crônicos do Dia a Dia, idealizadora da ação e criadora do movimento #ViverComDPOC.

Após a iluminação do Cristo Redentor, que acontecerá das 19h às 21h, os convidados serão recepcionados em um coquetel no terraço do hotel Prodigy Santos Dumont, onde é possível ter uma vista privilegiada das maiores belezas do Rio de Janeiro: o Corcovado, o Pão de Açúcar e a Baía de Guanabara.

DPOC também está no metrô de São Paulo e redes sociais

As ações de conscientização também acontecem na capital paulista: para aqueles que utilizam o trem ou metrô em São Paulo, é possível aprender mais sobre a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica por meio da exposição #ViverComDPOC, localizada nas estações de trem do Grajaú (Linha 9 – Esmeralda) e do metrô na Estação Paulista (Linha 4 – Amarela).

Com o lema lema #InformaçãoÉoMelhorRemédio, a ação conta com pôsteres informativos sobre a DPOC e suas causas, sintomas e tratamentos, além de esclarecimentos acerca de preconceitos relacionados às pessoas que convivem com uma condição crônica da doença, como a DPOC.

Esse é o quarto ano consecutivo que a CDD – Associação Crônicos do Dia a Dia, realiza diversas ações para a visibilidade e conscientização da DPOC. Em 2021, a campanha #ViverComDPOC alcançou mais de 1,2 milhões de pessoas nas redes sociais e impactou cerca de 54,7 milhões de habitantes através de programas em rádios AM e FM de todo o Brasil.

Sobre a CDD

A Associação Crônicos do Dia a Dia (CDD) é uma organização sem fins lucrativos e acredita que o diálogo é a ponte para que ninguém precise conviver com uma doença crônica sozinho. O objetivo do trabalho da CDD é apoiar todo o potencial humano para ampliar as perspectivas de vida das pessoas com condição crônica de doença, através de projetos e conteúdos, para que as pessoas não sejam definidas nem reduzidas a seus diagnósticos.

Fontes: SBPT e CONITEC

Leia mais

Fumo causa asma e DPOC e ainda faz mal à pele
Consumo de cigarro entre jovens aumenta risco de DPOC
Tosse, pigarro, falta de ar… Cuidado! Pode ser DPOC
Velhice, que nada! Pode ser DPOC. Mas o que é isso?

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!