Consumo de álcool na menopausa aumenta risco de doenças graves

Álcool também pode intensificar os sintomas da menopausa, como ondas de calor e dificuldades para dormir

mulher-álcool O álcool pode comprometer a fertilidade tanto feminina quanto masculina (Foto: Reprodução de internet)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

O consumo de álcool com moderação é o segredo para a boa saúde, especialmente para as mulheres que estão tentando minimizar os sintomas da menopausa, de acordo com a especialista em saúde da mulher da Mayo Clinic. O consumo de álcool durante a menopausa pode piorar os sintomas e aumentar o risco de doenças graves, como doença cardíaca e osteoporose, afirma Juliana Kling, diretora assistente do Centro de Saúde da Mulher da Mayo Clinic no Arizona.

Uma das maiores reclamações das mulheres durante a menopausa são os sintomas vasomotores, mais comumente conhecidos como ondas de calor e transpiração noturna. Cerca de 80% das mulheres têm ondas de calor e transpiração noturna, e para 30 por cento delas, os sintomas serão severos. As ondas de calor ocorrem devido a uma alteração da zona termorreguladora do corpo. A Dra. Kling afirma que o álcool pode intensificar os sintomas.

“Muitas mulheres descreverão as ondas de calor como se fossem uma ardência que percorre o corpo e que parece ter sido gerada no peito. Elas estão associadas com o suor e podem ser extremamente incômodas durante o dia, mas também à noite durante o sono. Os problemas do sono estão comumente associados com a menopausa. O álcool pode dificultar uma boa noite de sono para algumas pessoas, diz a Dra. Kling.

“Ainda que muitas pessoas pensem que uma taça de vinho possa ser boa para provocar o sono, isso apenas atrapalha a qualidade do sono. É preciso ficar atento com isso e talvez reduzir ou mesmo eliminar o consumo de álcool antes de ir dormir.”

Durante os anos da menopausa, o risco de certas doenças graves aumenta. Entre elas podemos citar a doença cardíaca, o AVC e a osteoporose. O álcool pode tornar mais difícil manter um peso saudável, o que pode aumentar o risco de certas condições de saúde.

“Muitos de nós não reconhecemos as associações entre o álcool e os resultados prejudiciais para a saúde, como o risco de câncer de mama, bem como a associação entre o álcool e o risco mais elevado de câncer de mama. Além disso, existem condições como o aumento de câncer colorretal. Diante disso, as pessoas poderão considerar minimizar ou evitar o consumo de álcool.”

As taxas de consumo de álcool entre as mulheres variam ao redor do mundo, de acordo com os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Dra. Kling recomenda para as mulheres em menopausa limitar o consumo de álcool a uma dose por dia. Também é preciso levar em conta que diferentes tipos de cervejas, vinhos ou licores podem ter teor alcóolico significativamente variados. A Dra. Kling recomenda observar esse detalhe para garantir o consumo da dose adequada.

Além de limitar ou eliminar o consumo de álcool, a Dra. Kling recomenda a prática regular de exercícios físicos, manter um peso saudável, ingerir uma dieta balanceada repleta de frutas e vegetais e não fumar. “Esses hábitos de estilo de vida saudável representam o que há de melhor em termos de ajuda durante a transição da menopausa”, explica a Dra. Kling.

6 dicas para viver a menopausa sem neuras

Menopausa é uma transição bem importante na vida da mulher. É o encerramento do ciclo menstrual e a preparação para uma nova fase, totalmente diferente da que o corpo já está acostumado. E esses novos sintomas, às vezes, podem atrapalhar a vida e a rotina. Muitas mulheres não sabem lidar com a transformação que ocorrerá com o corpo e a mente e passam por isso sozinhas, sem pedir ajuda, sofrendo caladas as consequências dos sintomas.

Trocar figurinhas com as amigas não é a mesma coisa. O apoio de um profissional poderá esclarecer muitas dúvidas. Para ajudar a mulher desde a pré-menopausa, a Issviva desenvolveu um aplicativo gratuito com dicas e informações médicas, que vão facilitar no dia a dia dessa nova fase.

6 dicas para viver a menopausa plenamente

1 – Pratique uma atividade física

Qualquer exercício físico libera a endorfina e vários outros hormônios que dão a sensação de bem-estar e prazer. Escolha aquele que mais gosta e inclua na sua rotina diária.

2 – Alimente-se bem

A alimentação balanceada é sempre benéfica, não somente no período da menopausa e, sim, em todos os momentos da vida. Comer de maneira correta auxilia e previne diversas doenças que poderão acarretar sérios problemas no futuro. Beba bastante água, pois a hidratação auxilia em vários processos e, principalmente, no inchaço.

3 – Consulte o ginecologista regularmente

Essa fase é tão importante, que o corpo se transforma para entrar na menopausa. Assim, é preciso estar com a consulta e os exames ginecológicos em dia. Devido à menopausa, a mulher tende a acumular mais gordurinhas na região abdominal. Com isso, ocorre o aumento da pressão arterial, do colesterol, das triglicérides e o aumento dos níveis de glicose. Além da perda de massa óssea, aumentando a chance de osteoporose e outras doenças. Manter as consultas e exames em dia é a melhor dica para passar por todas as fases da menopausa com saúde.

4 – Durma bem

Para ter uma boa noite de sono, é importante que o ambiente esteja apropriado, sem telas ou monitores acessos, como do celular, tv ou computador. O quarto deve estar escuro e em temperatura agradável, e a cama aconchegante. Antes de dormir, evite bebidas que contenham cafeína ou álcool e não vá para a cama com o estômago cheio – a chance de acordar no meio da noite é grande. Tente manter uma rotina, dormindo e acordando sempre no horário.

5 – Não ao estresse

Ter um hobby, além de aliviar as tensões corriqueiras, é um excelente termômetro para se encontrar consigo mesma. Na hora de escolher a atividade, busque aquela que te proporciona mais prazer e satisfação. Vale leitura, trabalhos manuais, dançar, tocar algum instrumento, rodas de conversas, visitas a museus, teatros, exposições, passear no parque, viajar e um imenso etc, que só você saberá identificar.

6 – Você não está sozinha

Por fim, preste atenção à dica de Cristina Arbelaez, diretora global da Issviva: “Você não está sozinha, a menopausa não pode significar mudança de vida e fim do prazer, em qualquer esfera da vida. A menopausa não é o fim: é o início de uma nova jornada”. O app da Issviva, com essas e outras dicas, está disponível para iPhone e Android gratuitamente nas lojas virtuais.

Com Assessorias

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!