Como resolver o problema das olheiras

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

olheiras

Acordou com a olheira lá no pé após dias e dias de folia? Você não está sozinha (o)! Uma das queixas mais relatadas nos consultórios de dermatologistas do país são as olheiras. Essas marcas escuras, que conferem um ar de abatimento, podem acometer pacientes de todas as idades e têm causas variadas.

A atriz Jessica Alves, de ‘Os Dez Mandamentos’, vive esse drama. “Sempre tive olheiras. Como elas são de família não importa se eu durmo ou não elas são ‘amigas fiéis’. Mas essa realidade vai mudar”, disse a atriz, que recorreu à Rio Arte Beleza e Estética para acabar com as suas olheiras.

Alguns fatores podem agravar a aparência das olheiras, como noites mal dormidas, pele desidratada, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas e alguns tipos de alergias respiratórias. O envelhecimento também torna as manchas escuras mais chamativas porque a região malar (área das bochechas) fica mais flácida e o sulco mais aparente.

Na tentativa de suavizar o incômodo, muitas mulheres buscam ajuda na maquiagem, o que não sabem, é que há tratamentos eficientes e com resultados imediatos. Em um primeiro momento, é importante que o médico avalie a possível causa para definir a melhor conduta.

“Os pacientes têm olheiras por fatores genéticos, porém, as razões são diversas. Em peles morenas pode ser por hiperpigmentação, que resulta em manchas acastanhadas. Já em cútis claras ocorre aumento de vascularização na área e a coloração é mais arroxeada. Também existem aquelas causadas pela configuração facial, quando o olho é profundo e por isso a incidência de sombra é maior, deixando a região mais escura”, explica a dermatologista Mônica Aribi.

As olheiras nada mais são do que o acúmulo de pigmentos oriundos da baixa circulação sanguínea na área ou atividade anormal dos melanócitos, que ativados por processos alérgicos, inflamatórios ou por simples induções genéticas acabam produzindo melanina (principal pigmento da pele) de forma desordenada ou exagerada.

Tratamento a laser

De acordo com a dermatologista Mônica Aribi, um procedimento eficiente para amenizar a aparência de cansaço é o preenchimento com ácido hialurônico. “A aplicação é feita com creme anestésico e uma agulha bem fininha. O objetivo é preencher o sulco lacrimal, atenuando o aspecto de olheira profunda. As partículas são pequenas, finas e se adaptam à área aplicada. O resultado é uma aparência descansada com duração de 12 a 15 meses”, orienta.

Além do preenchimento, a especialista recomenda os lasers vasculares para as olheiras arroxeadas e os lasers pigmentares para as escuras.  O ideal é procurar um especialista para que ele dê as orientações necessárias e defina qual o melhor procedimento para cada paciente.

Atriz experimenta método

A atriz Jessica Alves se submeteu ao tratamento a laser chamado Vektra (Laser Nd-yag) que consegue atingir os pigmentos acumulados na pele através de comprimentos de onda específicos e sem gerar calor, algo extremamente indesejado nesse tipo de tratamento. O preço para vencer as “danadas” é alto. O tratamento dura em média cinco sessões, cada uma a R$ 590.

Mas vale a pena, Segundo Saulo Reis da Rio Arte, o laser Vektra consegue destruir a melanina acumulada nas regiões da mancha, estimulando a remoção deste pigmento através da fagocitose fisiológica do tecido epitelial, reduzindo gradativamente a coloração e extensão das manchas. “O tratamento precisa também de muita dedicação do paciente que deve se comprometer ao uso de protetor solar e seguir todas as recomendações pré e pós tratamento”, afirma.

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!