Como desconstruir o capacitismo em 12 capítulos

Em ‘Manual anticapacitista’ autores cadeirantes trazem histórias reais e dicas para se tornar um aliado da inclusão de pessoas com deficiência

Carolina Ignarra e Billy Saga autografam livro no lançamento do Manual Anticapacitista, em São Paulo (Foto: Angel Produções)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Em 1998, ele foi atropelado por uma viatura da Polícia Militar, que passou no semáforo vermelho e ficou paraplégico. Desde então, passou a se dedicar ao processo de inclusão, sensibilizando a sociedade sobre os direitos das pessoas com deficiência, unindo o rap à sua luta.

Com uma trajetória de duas décadas de dedicação ao rap e ao ativismo social, o músico cadeirante Billy Saga é considerado, atualmente, um dos mais autênticos e combativos rappers a abordar, nas entrelinhas de suas músicas com temas diversos, o direito das pessoas com deficiência.

“Em uma sociedade que perpetua preconceitos contra pessoas com deficiência, é mais do que urgente pensar em práticas inclusivas. É papel da pessoa com deficiência protagonizar a desconstrução do autocapacitismo e do capacitismo na sociedade”, diz o rapper, que é líder de Diversidade e Inclusão em uma multinacional de telecomunicações.

Junto com Carolina Ignarra, CEO do Grupo Talento Incluir, um ecossistema da diversidade e inclusão pioneiro no Brasil, ele encontrou uma “forma didática de orquestrar aliados que multiplicarão essa prática”, por meio do livro “Manual Anticapacitista – O que você precisa saber sobre inclusão de pessoas com deficiência”, lançado em abril pela editora Jandaíra. Na publicação, os autores contam suas experiências como cadeirantes e compartilham ensinamentos fundamentais sobre o que é o capacitismo.

Livro traz 21 depoimentos inspiradores

De acordo com os autores, “Manual Anticapacitista” tem por objetivo trazer informações sobre o que é e como desconstruir o capacitismo, um comportamento opressor que subestima ou superestima as capacidades de alguém por sua deficiência. Também mostram como a deficiência não os limita e como corpos com deficiência são políticos e geram impacto por onde passam.

Em 12 capítulos, a obra reúne ações de conscientização e estratégias para ampliar a inclusão de diversidade e a construção de uma sociedade mais justa. Os autores reúnem casos e histórias que vivenciaram, sobre dificuldades que a opressão do capacitismo traz para a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade.

“É uma proposta leve de letramento e propõe a desconstrução dos estereótipos e das barreiras que impedem a inclusão das pessoas com deficiência, de forma constante, profunda e verdadeira, em todas as esferas da sociedade e principalmente no mercado de trabalho e na mídia”, diz Carolina.

A obra também apresenta para o leitor um prefácio disruptivo, com depoimentos de 21 pessoas com diferentes tipos de deficiências e com variadas histórias de vida e papéis sociais.

Além disso, traz informações importantes sobre leis, expressões atualizadas para se referir às pessoas com deficiência, acessibilidade, frases marcantes, histórias reais e dicas de como se tornar um aliado de fato da inclusão de pessoas com deficiência, com uma lista de influencers e pessoas especializadas no tema para seguir nas redes sociais.

“O capacitismo nos resume a uma só condição. É um bloqueador de talentos. Escrever este livro com o Billy faz acreditar que as pessoas com deficiência colherão os avanços que estamos plantando na sociedade com esta obra”, destaca Carolina Ignarra.

O projeto conta com o apoio da Pitchcom Comunicação, Angel Produções e Unibes Cultural.

Sobre os autores

Carolina Ignarra – Formada em educação física e pós-graduada em dinâmicas de grupos. Desde 2004, aplica treinamentos de conscientização sobre inclusão socioeconômica das pessoas com deficiência e desenvolve programas de inclusão dessa população nas organizações. Idealizadora e fundadora da Talento Incluir, é palestrante, autora de livros, atriz e mãe da Clara.

Billy Saga – Rapper cadeirante, trabalha como coordenador de Diversidade e Inclusão em uma multinacional de telecomunicações. É presidente da ONG Movimento SuperAção, tricampeão da Batalha Racional de Freestyle e já realizou mais de 150 apresentações de Teatro na Oficina dos Menestréis.

Serviço

Livro: “Manual Anticapacitista — O que você precisa saber sobre inclusão de pessoas com deficiência”

Autores: Carolina Ignarra e Billy Saga

Editora: Jandaíra

Número de páginas: 160

Preço: R$ 60

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!