Aumento de casos de Covid leva Alerj a mudar expediente de trabalho

Sede do Alerjão passa por higienização e desinfecção e servidores trabalham em regime de plantão. Uso de máscara ainda não é recomendado

Sessão no plenário da Alerj (Foto: Divulgação)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

O aumento de casos de Covid-19 em vários estados brasileiros, conforme apontado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na última sexta-feira (6), já está deixando muitas empresas e instituições públicas e privadas em estado de alerta e alterando a rotina de funcionários, servidores e colaboradores. A situação é preocupante especialmente entre a população adulta no Rio de Janeiro, estado onde os índices de cobertura vacinal ainda são extremamente baixos.

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), por exemplo, decidiu adotar medidas sanitárias preventivas para tentar evitar um possível surto. Em comunicado publicado no Diário Oficial, desta segunda-feira (9/10), assinado pelo diretor-geral, Marcos Brito, foi informado que o expediente passa a funcionar a partir das 13h, em regime de plantão, determinado pelas chefias de cada setor.

O mesmo vale para os departamentos que atuam em apoio às sessões plenárias, sendo que o contingente de pessoal deverá ser o estritamente necessário. As sessões no plenário da Casa, que reúnem presencialmente os 70 deputados estaduais, estão mantidas nesta terça e quarta-feira, dias 10 e 11 de outubro.

Em nota, a Alerj explicou que implantou um sistema de trabalho escalonado, por medida de precaução, “em decorrência do surgimento de alguns casos de covid”. “A Alerj segue com todos os seus setores funcionando e servidores trabalhando. Vale destacar que nesta manhã houve serviço de higienização e desinfecção na sede do Alerjão”, finaliza.

Em princípio, o uso de máscara está descartado. Mas, de acordo com o comunicado, os servidores que atuam direta ou indiretamente no apoio ao plenário, devem realizar testes de Covid para garantir a segurança sanitária. Quem tiver qualquer sintoma da doença precisará se afastar para realizar o tratamento e, posteriormente, apresentar atestado médico e testagem negativa para poder retornar.

As medidas valem para esta semana – marcada também pelo feriado nacional de 12 de outubro (quarta-feira), dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, quando também é celebrado do Dia das Crianças. Por ora, o atendimento ao público externo ficará suspenso e só retornará após o feriado, mais precisamente no dia 16.

Não foi informado o número de servidores da Alerj que testaram positivo para a Covid-19 nas últimas semanas. Nem se o ambulatório médico da Alerj realizará novas ações de vacinação para os funcionários.

Leia mais

Rio agora tem ponto de vacinação fixo no metrô da Cinelândia
Shopping no Rio abre loja conceito de vacinação
Rio leva vacinação a escolas: quase 30 mil doses em 1 mês
‘Vacina, Rio’: aberta a campanha de multivacinação de 0 a 15 anos

Fiocruz registrou aumento de casos entre idosos na cidade do Rio

As medidas preventivas na sede da Alerj, anunciadas nesta segunda-feira, ocorreram 10 dias após o Estado do Rio registrar um aumento no número de casos da Covid-19 em sua população adulta, conforme informou o boletim do InfoGripe da Fiocruz, divulgado no último dia 28 de setembro.

Aquele relatório informava que o crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associados à Covid-19 acontece em alguns estados do Sudeste e do Centro-Oeste, como Espírito Santo, Goiás e São Paulo. Contudo, segundo a Fiocruz, o Rio de Janeiro é onde este indício está mais claro. Em um dos mapas apresentados no boletim, o estado apresentava 95% de probabilidade de crescimento no número de casos de Covid.

No último Boletim do Infogripe, divulgado na sexta-feira (6), a cidade do Rio de Janeiro aparece entre as oito capitais brasileiras com maior índice de aumento – as outras são Belo Horizonte (MG), plano piloto e arredores de Brasília (DF), Campo Grande (MS), Palmas (TO), Rio Branco (AC), São Luís (MA) e São Paulo (SP).

Segundo a Fiocruz, o aumento ocorre “principalmente na população de idade avançada”, assim como se observa em Brasília, Belo Horizonte e São Paulo. Diante do atual quadro, o coordenador do Infogripe, Marcelo Gomes, voltou a alertar para a importância de a população “estar em dia” com a vacina contra a Covid-19. Segundo ele, a vacinação é “extremamente fundamental”, especialmente nesse momento em que se verifica a retomada do aumento de casos de Covid-19 em vários estados do país.

Exames positivos para Covid-19 crescem de 33% para 38% na rede pública estadual

Nesta segunda-feira (9), o Boletim de Monitoramento de Dados Precoces da Covid-19 da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ) trouxe uma análise mais otimista do cenário epidemiológico ao apontar que as taxas de positividade nos exames de antígeno e de RT-PCR realizados na rede pública tiveram “pequena oscilação”, referindo-se a um aumento de 33% para 38% de positividade.

Ainda segundo a pasta, entre os exames realizados na rede particular, a taxa de positividade em ambos os exames (RT-PCR e Antígeno), segundo o boletim, mostrou uma tendência de queda, na comparação das últimas duas semanas epidemiológicas (SE 39 e SE 40), que compreende o período de 24 de setembro a 7 de outubro, mas o informe distribuído à imprensa não apontou os percentuais registrados.

Ainda segundo a SES-RJ, o número de atendimentos de adultos e crianças nas UPAs estaduais e as solicitações de leitos SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), em todas as faixas etárias, também apresentaram redução, sem informar os respectivos percentuais.

Para a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, o cenário epidemiológico apresenta uma ‘melhora constante”. “Ainda assim, seguimos com a recomendação para que todos atualizem o esquema vacinal com a bivalente, especialmente os idosos e os grupos prioritários”, ponderou

Produzido pelo Centro de Inteligência em Saúde (CIS-RJ), o boletim auxilia na tomada de decisões da pasta e é público, disponível no Painel Monitora, no site da SES-RJ.

Com informações da Alerj, SES-RJ edsite Agenda do Poder

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!