ALIMENTAÇÃOHipertensão

Atenção, hipertensos! Primeira dica é retirar o saleiro da mesa

Segundo o Ministério da Saúde, a população brasileira consome, em média, 12g de sal/dia, quando o recomendado pela Organização Mundial da Saúde e pelo Guia Alimentar do Ministério da Saúde é de 5g de sal/dia, ou o equivalente a uma colher de chá. Esta porção corresponde a aproximadamente 2 gramas de sódio.

Cerca de 90% do sódio que consumimos está na forma de sal de cozinha, um tempero bastante utilizado na culinária brasileira. No entanto, quando utilizado em excesso, pode ser bastante prejudicial para a nossa saúde. Por isso (ser fonte de sódio, ele) deve ser evitado e, sempre que possível, substituído por outros temperos naturais.

Encerrando nossa série Especial Hipertensão, por ocasião do Dia Mundial da Hipertensão Arterial (17 de maio), especialistas alertam para o risco do consumo excessivo como uma das principais causas para o problema que afeta mais de um terço da população brasileira e que pode causar sérias complicações, como o AVC, como vimos aqui.

De acordo com Claudia Mendonça, nutricionista, especialista em Nutrição, Saúde e Alimentação infantil e mestre pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a primeira dica para prevenção e combate à hipertensão arterial é retirar o saleiro da mesa.

“Podemos substituir, no preparo dos alimentos, o sal por temperos frescos e naturais, como alho, cebola, ervas aromáticas e especiarias, que dão mais sabor aos alimentos”, sugere a nutricionista.

É importante lembrar que o sal está presente e em grande quantidade em alimentos processados e ultraprocessados, enlatados, embutidos, em conservas e até mesmo em alimentos como pipoca de microondas, macarrão instantâneo, refrigerantes diet e zero e adoçantes. Por isso, todos estes alimentos devem ser evitados.

“Sempre que possível, devemos optar por uma alimentação saudável, descascando mais e desembalando menos, ou seja, priorizar a comida caseira, simples, mas saborosa”, sugere Claudia.

Dicas para prevenção e controle da Hipertensão Arterial

O médico nutrólogo e endocrinologista Dr. Ronan Araujo lembra que a hipertensão arterial, também conhecida como pressão alta, é um problema de saúde comum e, muitas vezes, assintomático. É um dos principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, como doença arterial coronariana, acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência renal.

“A hipertensão arterial pode ser causada por vários fatores, incluindo obesidade, consumo excessivo de sal, falta de atividade física, tabagismo e estresse. Também pode ser influenciada por fatores genéticos e hereditários. A boa notícia é que a hipertensão arterial pode ser prevenida e controlada por meio de mudanças no estilo de vida e tratamentos médicos adequados”, ressalta.

Ele ainda faz um alerta especial às gestantes: “A hipertensão arterial pode ter implicações sérias durante a gravidez, incluindo pré-eclâmpsia e parto prematuro. As mulheres grávidas devem ser acompanhadas de perto por um médico para monitorar sua pressão arterial”.

“A hipertensão arterial é uma condição crônica que requer gerenciamento a longo prazo, mesmo quando os sintomas não são aparentes. É importante trabalhar em estreita colaboração com um médico para desenvolver um plano de tratamento adequado e eficaz”, finaliza Dr. Ronan Araujo.

Encerrando nosso Especial Hipertensão pelo Dia Mundial da Hipertensão Arterial, que acontece em 17 de maio, o médico compartilha algumas dicas para ajudar a prevenir e controlar a hipertensão arterial.

1. Mantenha um peso saudável: manter um peso saudável é uma das maneiras mais eficazes de reduzir o risco de hipertensão arterial e outras doenças cardiovasculares. Consulte um médico especialista para obter orientação sobre uma dieta saudável e equilibrada.

2. Faça atividade física regularmente: a atividade física regular pode ajudar a reduzir a pressão arterial e melhorar a saúde cardiovascular. Tente fazer pelo menos 30 minutos de atividade física moderada todos os dias.

3. Reduza o consumo de sal: o consumo excessivo de sal pode aumentar a pressão arterial. Tente limitar a quantidade de sal adicionado aos alimentos e evite alimentos com alto teor de sódio.

4. Consuma alimentos saudáveis: inclua em sua dieta alimentos frescos, grãos integrais, peixes ricos em ômega-3, nozes e sementes, e alimentos com baixo teor de sódio, como feijão, lentilha e ervilha. Evite alimentos processados, fast food, carnes vermelhas e gordurosas, produtos lácteos com alto teor de gordura, alimentos fritos e doces com muito açúcar.

5. Limite o consumo de álcool e cafeína: o consumo excessivo de álcool e cafeína pode aumentar a pressão arterial em algumas pessoas.

6. Faça exames regulares:hipertensão arterial muitas vezes não apresenta sintomas óbvios, portanto, é importante fazer exames regulares para medir a pressão arterial e monitorar a saúde cardiovascular.

Com Assessorias

Leia mais em nosso Especial Hipertensão

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *