Saúde Pública

10 dicas para curtir o show da Madonna sem se descuidar da saúde

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

Mais de 1,5 milhão de pessoas devem se reunir na noite do próximo sábado (4), na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro, para prestigiar o show gratuito em comemoração aos 40 anos de carreira da cantora Madonna, encerrando a turnê “The Celebration Tour”, que deve contar com mais de 30 músicas em uma apresentação de cerca de duas horas de duração.

E não é só isso. O evento começa às 19h, com apresentação de DJs como Diplo, e, logo após o show da diva pop, o DJ Pedro Sampaio comanda o after ao lado da cantora Catha. Ou seja, é uma verdadeira maratona de shows, enfrentando cansaço, som alto e até alguns inconvenientes como sede e fome (principalmente se quiser um lugar perto do palco).

Para piorar, a previsão do tempo indica uma noite quente, com temperatura média de 32ºC. De acordo com o Climatempo, os termômetros vão marcar a máxima de 36°C e mínima de 20°C durante o dia ensolarado.

Para curtir o show da pop star do início ao fim sem surpresas, garantindo o clima de descontração, as principais dicas são boa hidratação, proteção solar (aos que chegarão logo cedo), uso de repelente, roupas adequadas e cuidados com a alimentação e a exposição ao som, dentre outros fatores para que o show seja, realmente, um momento inesquecível.

Para dar uma forcinha aos fãs da Madonna, o Portal ViDA & Ação traz um check-list do que fazer antes, durante e depois do evento para evitar alguns problemas comuns e aproveitar de forma saudável e sustentável o megashow histórico da diva do pop, numa festa democrática no maior palco a céu aberto do mundo.

ANTES DO SHOW

1. DESCANSE BEM NA VÉSPERA

Uma boa noite de sono confere muito mais disposição ao organismo, então é essencial que você descanse antes do evento. Tome cuidado com a alimentação, evitando comidas mais gordurosas, mas ao mesmo tempo evitando dietas mais restritivas. Lembre-se que o seu corpo precisa de nutrientes para enfrentar os shows.

“Antes do evento, preferencialmente não pular nenhuma das grandes refeições, pois isso faz com que a rotina se perca. Um café da manhã reforçado, com frutas, ovos ou iogurte, cereais, aveia etc., vai ajudar a aguentar o dia”, explica a médica nutróloga Marcella Garcez, diretora e professora da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran).

2. AO SAIR DE CASA, ALONGUE-SE

Quem deseja pegar um lugar bom e aproveitar todas as apresentações, precisará passar longos períodos em pé. Isso sem falar na locomoção até o local e de volta para casa. E como nem todos estão com preparo físico adequado para essa maratona, problemas como câimbras e dores musculares, principalmente nas pernas e nos pés, são comuns nesse tipo de evento.

Dessa forma, é importante que você escolha sapatos adequados e confortáveis para encarar o dia de shows e não se esqueça de realizar um bom alongamento antes de sair de casa.

“Alongamentos básicos dos músculos da perna e da panturrilha já ajudam. Se possível, entre um show e outro, também repita os movimentos”, explica o ortopedista Marcos Cortelazo, especialista em joelho e traumatologia esportiva.

3. ATENÇÃO À ESCOLHA DO CALÇADO

Outra dica na preparação antes de chegar ao evento é com relação ao calçado. Os pés são a base do corpo e, geralmente, durante um show, são muitas horas caminhando ou de pé para prestigiar a atração. Então, para começar, conforto e proteção são essenciais.

“Para proteger bem todas as regiões dos pés, ter fácil mobilidade e conforto, o calçado ideal para shows é o tênis. Os chinelos podem até parecer atrativos, mas deixam os pés expostos e em meio a multidão, podem causar algum ferimento em função de pisões ou contato com algum objeto”, recomenda Carla Roballo, clínica geral do Vera Cruz Hospital, em Campinas (SP), dá dicas básicas,

Segundo o ortopedista Marcos Cortelazo, especialista em joelho e traumatologia esportiva, para passar muitas horas em pé, é recomendável o uso de calçados confortáveis, mas que tenham um solado com uma espessura mais ou menos de dois centímetros.

“Ou seja, não utilizar rasteirinha, sapatos ou sapatilhas que não tenham solado, porque isso dá muito problema, não tanto no joelho, mas em relação ao pé (fascite plantar e dor)”, explica. Também não se deve usar saltos muito altos, pois eles sobrecarregam muito a parte anterior do joelho, o que também causa dor. Então, para mulher, o solado tipo anabela ou mesmo tênis de caminhada e corrida, que também são indicados para homens”, acrescenta o ortopedista.

4. COM QUE ROUPA EU VOU?

A roupa ideal deve oferecer conforto e mobilidade e, se possível, para deixar as mãos livres, ter funções duplas, como, por exemplo, jaquetas que podem ser presas ao corpo como pochete, com bolsos com zíper, ou calças estilo “cargo”, com múltiplos bolsos por exemplo”, comenta a médica Carla Roballo.

Com o forte calor no Rio de Janeiro, o ideal é usar roupas leves e claras, mas muitos fãs de Madonna preferem roupas pretas – como é preferência da cantora – e muita gente abusa de fantasias e adereços pesados. A dica é levar apenas o essencial: chave de casa, identidade e, de preferência, dinheiro vivo.

Apesar do forte esquema de segurança montado para o show, inclusive com biometria facial, os fãs devem prestar atenção aos alertas das autoridades em relação à segurança, principalmente sobre uso de celular, que deve estar bem guardado e com aplicativos de bancos desativados, e evitar levar cartões de crédito ou débito.

5. LANCHES LEVES E SAUDÁVEIS

A alimentação é outro ponto a se considerar na hora de assistir aos shows, já que quiosques da orla deverão estar fechados apenas para quem desembolsou ingressos que chegam a custar mais de 2 mil reais e os camelôs deverão ser impedidos de circular entre o público, até por questão de segurança.

Então, para não passar muitas horas sem comer absolutamente nada, especialistas aconselham levar alimentos leves. “O segredo é se programar antes e comprar snacks saudáveis, barrinhas proteicas, castanhas, frutas frescas ou secas e lanches naturais para levar durante o percurso, garantindo lanches leves e saudáveis, com o bônus de gastar menos dinheiro”, afirma a Dra. Marcella.

Carla Roballo também orienta a levar barrinhas de cereais e mix de castanhas, pois “são leves e cabem no bolso ou numa pochete. Vão garantir que a pessoa não fique muito tempo sem comer e possa vir a ter uma hipoglicemia, por exemplo”.

6. PROTETOR ANTES E REPELENTE DEPOIS DA MAQUIAGEM

A previsão do show é para o período da noite, mas, para garantir os melhores lugares, muitas pessoas irão chegar cedo. “O ‘trio’ composto por protetor solar, boné e óculos de sol precisam estar no kit se a ideia for chegar mais cedo, especialmente no Rio de Janeiro, que tem um clima bem quente”, diz a Dra Carla.

Em tempos de dengue e com pessoas de toda a parte do mundo reunidas, é difícil ter controle sobre eventuais “Aedes Aegypti que podem picar uma pessoa infectada e, em seguida, outra saudável, transmitindo a doença.

“Então, neste momento, o repelente tem que ser usado deliberadamente, sem moderação, para garantir a proteção individual. Claro que roupas mais longas também são uma boa pedida, mas a previsão de clima quente dificulta isso”, completa a médica.

Para quem gosta de maquiagem e quer caprichar no visual para o show, lembramos que deve ser feita depois do protetor solar. Uma dica é dar preferência para as maquiagens que já possuem fator de proteção solar, como as bases e batons. Elas funcionam como reforço e não excluem a necessidade da aplicação do protetor antes. O passo seguinte, pós-maquiagem, é passar o repelente.

DURANTE O SHOW

5. TENTE NÃO PERMANECER MUITO TEMPO PARADO

Algumas pessoas chegarão cedo para pegar um lugar mais perto do palco, permanecendo um período extenso em pé na mesma posição. Se esse for seu caso, tome muito cuidado, pois ficar muito tempo em pé parado pode causar desconfortos como o inchaço na região das pernas, que, em casos extremos, pode ocasionar coágulos sanguíneos, trombose ou até mesmo embolia pulmonar.

“É importante então que você faça pausas para se movimentar, mexer os pés, caminhar, sentar um pouco, aliviando o peso dos membros inferiores”, recomenda a cirurgiã vascular Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e do American College of LifeStyle Medicine.

6. PROJETA AS ARTICULAÇÕES

Você vai passar horas em pé, não vai? A sobrecarga na coluna e nas articulações vai piorar ainda mais a sua situação. “Use carteiras de cintura ou mochilas que distribuam o peso de forma igual pelas costas, evitando assim dores e desconfortos”, diz a Dra. Aline. Essa também é uma recomendação para proteger as articulações:

“Se ficou muito tempo em pé, procure sentar, dobrar o joelho, mudar a posição. Porque ficar muito tempo em pé sempre vai gerar uma sobrecarga para o joelho e uma situação de desconforto. E também evite pular muito, pois isso pode gerar uma sobrecarga aguda do joelho e gerar dor”, explica o Dr. Marcos Cortelazo.

7. HIDRATE-SE BASTANTE

Durante o show, é fundamental que você tome cuidado com a desidratação e consuma bastante água. “Isso porque o calor intenso e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso podem aumentar a incidência de câimbras, dores musculares e a retenção de líquidos”, lembra a Dra. Aline.

“Não vale a pena ficar horas sem beber água para evitar ir ao banheiro e perder lugar perto do palco. Ainda mais com o calor dos últimos dias. Já que suamos mais, o risco de desidratação é alto. Os fãs também podem levar frutas como maçã, pera e melão, pois elas ajudam na hidratação do corpo, alerta Deborah Beranger, endocrinologista, com pós-graduação em Endocrinologia e Metabologia pela Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro (SCMRJ).

De acordo com Carla Roballo, a hidratação deve ser mantida antes, durante e após o show, pois o corpo perde muito líquido em função do suor, idas aos banheiros e muitas outras situações químicas desencadeadas no organismo, até a própria ansiedade em ver o ídolo, a agitação e tudo mais. Uma dica é manter a garrafinha de água sempre à mão, mas não é preciso beber tudo de uma vez; de golinho em golinho, o corpo se mantém bem hidratado.

“A média ideal é 35ml para cada quilo do peso do corpo. Por exemplo, se a pessoa pesa 55 quilos, deve tomar, no mínimo, 1,9 litro de água. As bebidas alcoólicas não devem entrar neste cálculo, mas podem ser incluídos sucos de frutas naturais e água de coco”, sugere a especialista.

Para matar a sede dos fãs, a Cedae anunciou que vai distribuir gratuitamente mais de 50 mil litros de água durante o megaevento na orla de Copacabana. Desde o show de Taylor Swift, quando uma fã morreu de estresse térmico dentro do Estádio Engenhão, onde a sensação térmica chegava a 60 graus, autoridades no Rio de Janeiro vêm garantindo a oferta de água em dias de calor intenso.

8. NÃO ABUSE DO ÁLCOOL

Todos os especialistas são unânimes em alertar para cuidado com o consumo excessivo de álcool. Além da desidratação, outro fator importante causado pelo álcool é a sobrecarga do rim.

“O etanol atrapalha a função do hormônio antidiurético, que garante que o corpo não perca muita água, fazendo com que o rim deixe de concentrar a urina, perdendo mais água que o habitual”, completa a especialista.

9. CUIDE DE SEUS OUVIDOS

O barulho em um show pode chegar a 120 decibéis próximo das caixas de som, o que está acima dos níveis seguros. No geral, a Organização Mundial da Saúde recomenda evitar ruídos acima de 85 decibéis para prevenir danos à audição.

“O limite de exposição considerado seguro para sons de 85 decibéis é de 8 horas diárias. Para sons de 110 decibéis, a orientação é não ultrapassar 30 minutos e, para sons de 120 decibéis, apenas 15 minutos”, explica a otoneurologista Nathália Prudencio, otorrinolaringologista especialista em tontura e zumbido.

A médica explica que dentro do nosso ouvido existem células ciliadas que vibram em resposta às ondas sonoras externas e é a interpretação dessas informações que chegam até a nossa cóclea que cria a experiência auditiva. No entanto, sons em volume muito alto, dada a intensidade do estímulo sonoro, podem agredir essas células e provocar lesões de níveis variados.

“Então, em shows, é importante adotar alguns cuidados, pois a perda auditiva e sintomas relacionados podem se instalar após uma única exposição ao som alto, dependendo da susceptibilidade do paciente. É o que chamamos de trauma acústico”, diz a especialista.

Evitar manter-se próximo a fontes sonoras de alta intensidade, como caixas de som, por longos períodos e fazer pausas em ambientes silenciosos, preferencialmente a cada hora no máximo, são estratégias importantes para permitir que as estruturas do ouvido se recuperem adequadamente.

“Profissionais ou aqueles que querem pegar lugar na grade devem utilizar protetores auriculares. Existem diversos produtos do tipo, inclusive plugs com filtros que preservam a qualidade do som, mesmo com a proteção”, explica a Dra. Nathália Prudencio.

Ao notar alguma alteração auditiva incomum durante o show, como zumbido ou sensação de ouvido tapado, é extremamente recomendável se afastar do som alto e dar uma pausa para proteger a audição, pois esses sintomas indicam que o seu sistema auditivo sofreu lesões importantes que podem se agravar caso a exposição a sons de alta intensidade continue.

Pós-show

10. DESCANSE E CUIDE DAS PERNAS

Permita-se descansar após o show, com uma boa noite de sono para que seu corpo possa se recuperar e suas pernas tenham o descanso adequado.

“Ao permanecer muitas horas em pé, existe uma tendência à retenção de líquidos e inchaço, principalmente para pessoas com problemas de circulação, obesos, gestantes e portadores de pressão alta. E é importante lembrar que, se o inchaço permanecer por um longo período, a incidência de erisipelas, flebite e até trombose aumenta”, explica a médica.

Para lidar com o inchaço, a Dra. Aline Lamaita recomenda dormir com as pernas elevadas, colocando um travesseiro sob elas, e realizar compressas frias no final do dia.

“Nunca escalde os pés ou realize qualquer tipo de compressa quente, pois essas podem causar dilatação dos vasos sanguíneos e agravar o quadro. E, se você já possui predisposição para retenção hídrica, consulte um cirurgião vascular, pois existem medicações, meias e até cremes que podem deixar suas pernas bem mais leves e saudáveis para curtir o show”, finaliza.

Após seguir essas dicas simples e bem fáceis, mas que nem sempre a empolgação de ver o ídolo nos faz pensar, é hora de curtir o artista e se divertir.

Com Assessorias

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *