Nenhuma mulher será livre enquanto todas não forem

Jornada do herói? Não, da heroína! Autora quebra paradigmas da liderança feminina. Veja mais 6 dicas de livros escritos por elas e para outras

'Somos todas heroínas' retrata a importância do empoderamento feminino (Foto meramente ilustrativa)
Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

O Dia Internacional da Mulher,  celebrado em 8 de março, é uma data para homenagear a força feminina e a coragem daquelas que tanto lutam para conquistar o merecido espaço em uma realidade marcada pelo machismo e a misoginia. Nesta edição especial do Ler Faz Bem, destacamos o livro Somos todas heroínas, uma ferramenta de luta contra a opressão sistêmica, institucional, interpessoal e internalizada do patriarcado supremacista branco.

O lançamento da VR Editora, pelo selo Latitude, é uma novidade da escritora Elizabeth Cronise MCLaughlin. Advogada por 15 anos do Wall Street, ela largou a carreira jurídica e fundou a Gaia Project for Women’s Leadership – Projeto Gaia para Liderança das Mulheres, em português. Na obra, ela convida cada leitora a encontrar a própria jornada a partir do pensamento e vivências de grandes mulheres. Para contribuir na jornada das leitoras heroínas contra cada uma das estruturas opressoras, a escritora apresenta quatro estágios para seguir durante o processo. Reconhecimento, reconciliação, revolução e renascimento, são instrumentos para a construção da liberdade e igualdade de gênero.

“O que escolhemos fazer juntas agora vai nos levar ao mundo no qual viveremos pelos próximos séculos. Esse futuro depende da cura e do renascimento das heroínas em todos os lugares, de dentro para fora”, explica Elizabeth.

Aos que questionam a diferença da jornada do herói para a jornada da heroína, a escritora destaca que a primeira é normalmente originada por uma razão individual, como uma guerra ou uma mulher, ao exemplo da mitologia grega, com o objetivo da glória e prestígio. No entanto, a jornada para a qual o sexo feminino é chamado busca um benefício coletivo, em que cada indivíduo é tomado por um espírito de resistência.

Somos todas heroínas é um convite para que cada leitora encontre a própria jornada a partir do pensamento e vivências de grandes mulheres. Conforme afirmou LaTosha Brown, cofundadora da Black Voters Matter, no prefácio da obra, “este livro fala diretamente com nós, mulheres, que precisamos colaborar e conspirar para fazermos um futuro melhor juntas, pois nenhuma será livre enquanto todas não formos”.

Sobre a autora

Elizabeth Cronise McLaughlin é doutora em Direito pela George Washington University Law School, Estados Unidos. Foi uma advogada de sucesso em Wall Street e após uma carreira de 15 anos fundou a Gaia Project Consulting, LLC, empresa de consultoria executiva. Palestrante em corporações sem fins lucrativos, pretende transformar os paradigmas tradicionais de liderança Seu trabalho foi reconhecido por mulheres como Arianna Huffington, cofundadora do site de notícias The Huffington Post; Amanda Steinberg, fundadora do DailyWorth, plataforma de mídia financeira para mulheres; Chantal Pierrat, fundadora do Emerging Women Live, projeto de liderança feminina.

 

 

Ficha técnica

Título: Somos todas heroínas
Autora: Elizabeth Cronise MCLaughlin
Número de páginas: 262
Editora: VR Editora, selo Latitude
Preço: R$ 59,90 (Compre on-line: Amazon)
Link de venda: 
VR Editora

Mais dicas de livros escritos por elas e sobre elas e outras

Para valorizar as histórias de mulheres que inspiram outras em diferentes áreas da vida, separamos mais seis livros escritos por elas para você ler durante este mês. São títulos de ficção, autoajuda e clássicos também. Confira a lista completa!

 

Grandes mulheres que fizeram maravilhas – Kate Pankhurst

Grandes mulheres que fizeram maravilhas revela fatos sobre mulheres fantásticas e empreendedoras que foram pioneiras em suas carreiras em épocas em que eram proibidas de usar suas habilidades como uma possibilidade de trabalho transformadora. Junte-se a cientistas, médicas, atletas, balonistas e muito mais. Viaje no tempo com essas mulheres corajosas, ousadas e brilhantes e descubra que é possível mudar o mundo quando você aproveita ao máximo seus talentos.

(Autora: Kate Pankhurst | VR Editora | R$ 49,90 | Onde comprar: Amazon)

Mulherzinhas – Louisa May Alcott

No auge da Guerra Civil Americana, o senhor March se junta às frentes de batalha. Em casa, suas filhas têm de conviver com as dificuldades econômicas e a busca pela realização de seus sonhos. Meg almeja um bom casamento. Beth quer apenas ajudar os pais nos cuidados do lar. Amy, a mais jovem, sonha com riqueza e status, enquanto a impulsiva Jo deseja ser escritora ― em uma versão semibiográfica da própria autora Louise May Alcott.

(Autora: Louisa May Alcott | Editora Edipro – selo Via Leitura | R$ 53,90 | Onde comprar: Amazon)

Independência Financeira – Adélia Glycerio

Neste livro a advogada e educadora financeira Adélia Glycerio mostra que é possível investir, independente da classe social em que se vive e da sua formação. Inspirada na própria história de superação, a autora, que já foi frentista e balconista, prova que qualquer brasileiro pode programar uma maturidade independente e próspera, sem contar com a previdência oficial, se começar a partir de uma busca por conhecimento e informação capazes de nortear suas decisões em onde e como aplicar. Tudo isso sem se afastar dos seus mais profundos valores pessoais.

(Autora: Adélia Glycerio| Editora Jardim dos Livros | R$ 44,90 | Compre on-line: Amazon)

Dicionário Hannah Arendt – Hannah Arendt

Hannah Arendt é uma das mais célebres e influentes pensadoras do século XX, e sua obra se mostra essencial e atual na compreensão de fenômenos políticos. O Dicionário Hannah Arendt volta-se justamente à compreensão profunda da obra da autora. Através de 51 verbetes redigidos por pesquisadores versados nos estudos de seu trabalho, esclarece uma grande variedade de conceitos com as quais o leitor certamente se depara nas discussões políticas do século XXI, como a liberdade, o totalitarismo, alienação, poder e revolução. Sendo estes alguns dos principais temas abordados na obra de Arendt, os verbetes propiciam ao leitor um aprofundamento de sua leitura e maior compreensão de escritos que inspiram reflexões significativas ainda hoje.

(Organização: Diversos| Editora Almedina Brasil| R$ 139,90 | Compre on-line: Amazon)

A menina que sonhava com livros – Sandra Bianconi

Sonhos, viagens, conflitos, desafios profissionais, aventura e, acima de tudo, paixão pelos livros. Estes são alguns elementos que circundam a história de Maria Jacqueline nesta obra. Considerado um conto de fadas moderno, este romance young adult mostra a jornada desafiadora da protagonista Jacqueline, uma jornalista que transformou seu ávido amor pelos livros em uma profissão: curadora de manuscritos originais na editora Só Letras.

(Autopublicação Amazon | 198 páginas | R$ 38,35 | Onde encontrar: Amazon)

Camille & Camila – Bella Prudencio

Camille, uma jovem que vive numa busca incessante por encontrar a si mesma, se afunda sozinha na depressão. Em busca de um sentido para sua vida, que em seu ponto de vista é medíocre e chata, a garota busca também esquecer sua ex-namorada, Carina. Camila, uma garota de 17 anos, prestes a fazer 18, acaba de entrar na faculdade de Letras. Amante de livros e de músicas animadas, a jovem prometeu a si mesma nunca se apaixonar, pois foi completamente destroçada pela separação dos pais. As duas vivem em mundos completamente diferentes, mas essa questão está prestes a mudar quando Camille e Camila se veem pela primeira vez num café. Será uma noite que unirá o destino das duas para sempre.

(Autora: Bella Prudencio | R$ 3,99 (E-book) | Compre on-line: Amazon)

Com Assessoria

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!

You may like

In the news
Leia Mais
× Fale com o ViDA!