Passei a minha vida sendo plus size, fui uma criança plus size me tornei uma adolescente plus size e atualmente sou uma mulher plus size. Na minha adolescência começaram os preconceitos devido ao sobrepeso. Ser plus size em nosso país ser mulher, negra e plus size é quase um “crime” na visão de uma sociedade preconceituosa e retrógada. O preconceito vem de onde menos esperamos, ele começa com os nossos familiares”.

O desabafo acima é da bela Priscila Torres, eleita Miss Plus Size Rio de Janeiro 2020 no último dia 8 de dezembro. Moradora do bairro Engenho da Rainha, na zona norte carioca, ela venceu outras 20 candidatas na disputa final, realizada no Teatro Carlos Gomes, em meio a todos os protocolos sanitários exigidos pelas autoridades por conta da pandemia do novo coronavírus. Em sua ficha de candidatura, Priscila contou como superou o preconceito e hoje vive, plena e feliz.

Graças a Deus, eu sempre tive uma autoestima elevada, o que incomodava as pessoas. Quando me tornei adulta, passei a me aceitar e não ligar para o que as pessoas pensavam ou falavam ao meu respeito. Comecei a ser autossuficiente tanto na minha vida pessoal, quanto na profissional”, revelou Priscila.

Uma conquista importante foi o trabalho do grupo Plus no Samba RJ. “Apesar de já ser sambista, a proposta do grupo me encantou e fez com que eu entrasse para o mundo plus. Através do Plus no Samba que foram surgindo novas oportunidades na área plus size”, completou a modelo.

Para ela, o principal objetivo em participar do concurso foi “lutar pelas barreiras impostas pela sociedade ‘padrão'”. “Quero representar as mulheres plus que vestem manequim 50 ou maior, que merecem ser reconhecidas nesse meio, pois possuem a mesma capacidade que as que possuem manequim menor. Nós mulheres somos capazes de conseguir o que almejamos, com luta, determinação e coragem. Independente da nossa cor, manequim ou credo”, escreveu ela. E conseguiu: com beleza e simpatia, Priscila bem representa milhares de mulheres cariocas que são lindas e empoderadas e com zero problema com a balança.

Concurso de beleza em tempos de pandemia

O “novo normal” chegou também ao Miss Plus Size Rio de Janeiro 2020, concurso que levanta a autoestima das mulheres que vestem manequins a partir do 44. O concurso seguiu todos os protocolos sanitários recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com aferição de temperatura, distanciamento entre as 21 candidatas, uso de máscaras e álcool em gel nos bastidores.

Em tempos de pandemia, a direção do concurso adaptou-se e mudou, inclusive, o tão esperado momento da premiação. Pela primeira vez, a vencedora fez sua própria coroação e também colocou sua própria faixa, tudo para não haver contato e, consequentemente, contágio pelo novo coronavírus entre pessoas assintomáticas.

Tivemos de nos reinventar mesmo! O concurso não pôde contar com público, nem com as torcidas organizadas das candidatas, mas foi realizado com responsabilidade, com amor ao próximo, dentro de todos os protocolos determinados pela OMS”, comentou o produtor Eduardo Araúju, que criou o Miss Plus Size RJ.

O concurso foi transmitido, via internet, em formato de programa de TV, pelo canal do produtor Marcos Salles no YouTube (@040661ms), com participação do público no Instagram do perfil @missplussizerjoficial. Houve ainda uma apresentação da cantora Thalita Pertuzzatti, fazendo uma homenagem à cantora norte-americana Whitney Houston.

Confira as vencedoras deste ano

Vinte e uma candidatas de diferentes bairros cariocas – de Jacarepaguá ao Complexo da Maré, passando por Madureira e Irajá – e municípios do Estado do Rio de Janeiro – Niterói, São Gonçalo, Maricá, Nova Iguaçu, Belford Roxo, além da capital – concorreram em várias categorias, além da principal (que inclui rainha, primeira princesa e segunda princesa).

Uma novidade este ano foi também a premiação na categoria sênior, em que participam mulheres com mais de 40 anos: a vencedora foi Marcela Yamalu, moradora da Freguesia, Jacarepaguá. A candidata com mais comentários no perfil do Instagram saiu vencedora na categoria Popular: Jéssica Medeiros, do Parque Anchieta, na Baixada Fluminense.

As candidatas desfilaram em trajes de gala e de maiô, e o evento contou também com desfile das marcas apoiadoras Lumiére Noivas, Valentines Modas, Sedução Sey Fashion e Hanna Bronze. A Miss Plus Size ganha um fim de semana em Itaipava, Petrópolis (RJ), ensaio fotográfico do fotógrafo Marcos Salles, agenciamento da produtora Faro, vestido exclusivo do estilista Antony Almeida, entre outros prêmios.

As candidatas vencedoras nas nove categorias do concurso, com seu criador (Foto: Divulgação)

Confira as vencedoras nas demais categorias

·        1ª  Princesa – Paloma Santos (Nova Iguaçu, Baixada Fluminense)

·        2ª – Princesa – Lizza Alves ( Bonsucesso, Zona Norte)

·        Simpatia (em que as próprias candidatas votam entre si) – Larissa Ferraz (Taquara)

·        Fotogenia (candidata escolhida pelos fotógrafos)  – Carol Falcão – (Vargem Pequena, Recreio dos Bandeirantes)

·       Virtual (candidata escolhida pelas coordenadoras do concurso nacional) – Amanda Regina (Belford Roxo, Baixada Fluminense)

·       Elegante – Paula Dutra (São Gonçalo)

As demais candidatas foram: Cris Mantovani, Débora Andrade, Gabriela Faria, Gleise Oliveira, Mariana Rangel, Marineide Vitório, Maylla Rage, Patrícia Rodrigues, Priscila Nascimento, Suellen Costa, Tathiana Barcellos e Thamires Albuquerque.

O prêmio teve como jurados Adriano Antony (ator), Carlinhos de Jesus (coreógrafo), Manu Mendes (digital influencer), Symoni Silva (Miss Plus Size Rio de Janeiro 2019), Fernanda Gonçalves (estilista), Fernanda Borrielo (gestora cultural)  e  Paulo Valentines (empresário).

As produtoras culturais do concurso nacional são Kessia Pessoa, Jaque Queiroz, Jeniffer Monara, Andrea Gonçalves, Karla Rezende, Renatha Silva e Nanda Martinez. O concurso contou com os fotógrafos PH, Letícia Vinhas, Dani Badaró , Claudio Nascimento, Ernane Pinho, Berg Silva e Washington Possato.

Mais valor às mais ‘cheinhas’ ou maduras

O produtor Eduardo Araúju, ao lado da vencedora (Foto: Divulgação)

O maquiador, professor de modelos e manequins e produtor visual Eduardo Araúju tem uma trajetória marcada pela coragem e ousadia. Realizador do primeiro concurso Miss Plus Size Carioca Oficial no Rio de Janeiro, em 2010, Araúju está sempre envolvido em iniciativas que elevem a autoestima de quem foge aos padrões de beleza ditados pela moda.

Ao longo de mais de 30 anos de carreira, vem contribuindo para que entrem na moda outros padrões de beleza feminina: mulheres mais cheinhas, mais maduras… Além do concurso Miss Plus Size, o produtor idealizou e realiza, anualmente, o projeto “Senhoras do Calendário”, cuja edição 2021 homenageia as drag queens.

Neste ano de 2020, foi convidado pelo Teatro Rival Refit a comandar lives semanais com ícones do mundo artístico LGBTQI+, em que entrevistou grandes nomes como Nany People, Lorna Washington, Silvetty Montilla, Samara Rios, Miami Pink e Suzy Brasil.

Mas se hoje em dia Eduardo tem grande reconhecimento nacional e internacional, ele não se esquece do começo, quando ainda bancário vendia de cosméticos para reforçar o orçamento. Foi quando conheceu a cantora Elza Soares, então em cartaz no Cassino Amarelinho, na Cinelândia.

Por razões que o acaso não explica, o jovem bancário bateu no camarim da cantora justo na noite em que sua maquiadora não apareceu. “Você sabe maquiar?”, indagou a cantora sem nenhum constrangimento. A partir de então, Eduardo Araúju abraçava o ofício de maquiador, no qual permaneceu acompanhando Elza Soares durante 30 anos.

Desde então, o maquiador ou produtor visual (como o próprio prefere), adquiriu know-how suficiente para figurar entre os melhores profissionais do país. Seus pincéis e batons pintaram os rostos de uma verdadeira constelação que inclui, além de Elza Soares, as cantoras Lana Bittencourt, Waleska, Elizeth Cardoso, Zezé Gonzaga e a apresentadora Xuxa Meneghel; sem esquecer das manequins internacionais Veluma e Maria Rosa.

Com Assessoria

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *