O Instituto Mano Down – organização social sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento e inclusão de pessoas com síndrome de Down (T21) e outras deficiências intelectuais e seus familiares, em Belo Horizonte (MG) – participa novamente da campanha pelo Dia de Doar, que acontece durante todo o mês de novembro, culminando no dia 28. A meta do Mano Down é conseguir arrecadar mais de R$ 100 mil para que a instituição possa ampliar a sua capacidade de atendimentos de intervenção precoce de saúde (terapias) para bebês e crianças.

Hoje são 900 famílias de pessoas com deficiência intelectual atendidas pelo Instituto e milhares de pessoas impactadas, direta ou indiretamente, pelas ações do Mano Down. O Instituto está caminhando para expandir ainda mais as suas atividades e capacidade de atendimento, para ampliar o seu impacto na sociedade.

“Temos vários projetos de expansão da nossa infraestrutura, atividades e atendimento. A meta é chegar a 1.100 famílias até o final do ano. Para isso, já agora em novembro vamos aderir à campanha mundial do Dia de Doar, buscando doações com pessoas e empresas para viabilizar, no curto prazo, o atendimento de bebês e crianças, e zerar a nossa fila de espera”, explica Leonardo Gontijo, presidente e fundador do Instituto Mano Down.

De acordo com Leonardo, a intervenção precoce de saúde– com diversos tipos de terapias; é muito importante para o desenvolvimento motor, cognitivo, de comunicação e autonomia. E é fundamental que seja oferecida de forma precoce, em virtude da janela de desenvolvimento que vai de zero a três anos e na primeira infância.

Segundo ele, o Instituto sempre aderiu à campanha Dia de Doar por entender a importância do movimento para estimular a cultura de doação e movimentar a sociedade para contribuir de forma ativa com a organizações sociais. “A nossa expectativa com essa campanha mundial é muito positiva. Estamos mobilizando empresas, famílias, embaixadores e pessoas envolvidas com a nossa causa para que participem e nos apoiem. Doar é um ato de amor”, explica.

Instituto Mano Down já beneficia 900 famílias

O Instituto Mano Down nasceu em 2011 do amor de Leonardo Gontijo por seu irmão caçula, Eduardo – também conhecido como Dudu do Cavaco – que tem a síndrome de Down. O desejo de Leonardo era dar “vez e voz” para as pessoas com a síndrome e de criar oportunidades para que elas pudessem ser reconhecidas por suas capacidades.

A organização desenvolve programas focados no desenvolvimento de potencialidades e na busca de autonomia de pessoas com síndrome de Down e outras deficiências intelectuais em todas as fases de vida – – bebês, crianças, jovens, adultos e idosos. O projeto cresceu, ampliou as frentes de atuação e sua capacidade de atendimento.

O trabalho inclui acolhimento das famílias, intervenção precoce de saúde (fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, hidroterapia, musicoterapia e multissensorial), educação inclusiva (reforço escolar no contraturno, acompanhamento pedagógico e suporte para famílias e escolas), oficinas e vivências culturais e esportivas, mobilização para autonomia, inclusão no mercado de trabalho, estímulo ao empreendedorismo e envelhecimento saudável.

Mano Down recebe prêmio Melhores ONGs do Brasil 2023

O Instituto Mano Down está na lista das 100 melhores ONGs do Brasil pela segunda vez.   Para Leonardo Gontijo, fundador e presidente da organização, isso mostra o compromisso com a governança, a transparência e a causa da inclusão.

“Estamos muito felizes em estar mais uma vez entre as melhores ONGs do Brasil. Aqui gestão mais paixão é igual a mais impacto social. Trabalhamos para dar oportunidades de desenvolvimento, autonomia e inclusão para pessoas com e sem deficiência, promovendo a convivência com a diversidade e uma sociedade mais justa, humana e inclusiva”, enfatiza Leonardo.

A divulgação do Prêmio Melhores ONGs foi realizada no final de outubro pelo Instituto O Mundo que Queremos (IOMQQ) e pelo Instituto Doar.  Desde 2017, a premiação reconhece o trabalho prestado pelas instituições do terceiro setor no Brasil, validando boas práticas de gestão, transparência e governança, e, incentivando a cultura de doação. Na lista, que já está disponível no site premiomelhores.org, é possível conhecer o nome das organizações reconhecidas por suas boas práticas.

Ecossistema de inclusão e inovação social

O Instituto conta com o primeiro ecossistema da inclusão e inovação social, formado por equipamentos (espaços sociais) que se integram e têm como proposta promover vivências, aprendizados, interações, inovações e a inclusão de pessoas com e sem deficiência.

A Missão Avante Mano Down – Jornada por um mundo mais inclusivo estabelece metas para ampliação do impacto do Instituto entre 2022 e 2030. Até 2030 a expectativa do Instituto é impactar 25 mil pessoas com e sem deficiência intelectual, de forma direta, e 5 milhões de pessoas indiretamente. Mas, além disso, o Instituto, que hoje faz parte da Rede de Pacto Global Brasil, trabalha para a aprovação da ODS 18 (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) pela acessibilidade para todos.

Para 2023 a meta é impactar diretamente 1,1 mil pessoas com deficiência intelectual e fazer com que milhares de pessoas, com e sem deficiência, tenham a oportunidade de participar das atividades, conviver e aprender com a diversidade, promovendo, assim, a inclusão efetiva. Segundo Leonardo Gontijo, a proposta é quebrar o ciclo de exclusão e invisibilidade social que atinge as pessoas com deficiência intelectual e, para isso, continua contando com o apoio de doadores, parceiros e apoiadores.

“Fazendo uma analogia com o ecossistema, construímos a nave. Agora precisamos de combustível e tripulantes para fazê-la voar. E existem muitas formas para as pessoas e empresas contribuírem – doação direta, apadrinhando algum educando ou destinando o imposto de renda para nossos projetos aprovados em leis de incentivo”, explica.

Ainda de acordo com Leonardo Gontijo, as parcerias com empresas, como a realizada com a Blip, tem sido essencial para que o Instituto possa inovar e avançar em sua missão de trocar a exclusão por oportunidades para todos.

“Estamos felizes em contar com parceiros que entendam a importância da nossa causa e nos ajudem a somar esforços para inovar e buscar novas soluções, seja para mobilizar recursos ou para levar mais informações para a sociedade”, enfatiza.

Como contribuir com o Mano Down

Para facilitar o processo para os doadores, o Instituto Mano Down está oferecendo várias possibilidades para viabilizar as doações:

·     Página de doação: https://doe.manodown.com.br/diadedoar2023

· Doação via pix através de whatsapp (assistente virtual): https://bit.ly/doacao_pix

·        Doação direta via pix: CNPJ: 23.684.121/0001-03

·  Para mais informações: www.manodown.com.br / Instagram @institutomanodown

·        Telefone: (31) 3371-3739 (geral) / (31) 98825-6857 (Mobilização de Recursos)

Com informações do Instituto Mano Down

Gostou desse conteúdo? Compartilhe em suas redes!
Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *