Suicídio: mito ou verdade, você precisa conhecer para ajudar

suicidio

Nas últimas 24 horas, duas pessoas desistiram de se matar e buscaram ajuda profissional. Os dois casos aconteceram no dia 13 de setembro, mas bem que poderiam ter ocorrido hoje. Afinal, 32 pessoas a cada dia no Brasil têm ideias suicidas e, infelizmente, conseguem realizá-las, sem que o apoio chegue a tempo. Os dados são da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), que lidera a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio.

Os dois pacientes mencionados acima estão internados na Clínica Jorge Jaber para tratamento. Um deles é um rapaz que participou das atividades de ginástica dançante promovida na Avenida Atlântica pelo psiquiatra durante a campanha Setembro Amarelo no ano passado. Ele tentou suicídio com comprimidos, ficou 72 horas em um hospital de emergência e depois pediu para ser internado na clínica do especialista, em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio.

A outra é uma mulher, cuja tendência suicida foi identificada no site da Clinica, em um comentário feito por ela num post com a foto do Cristo Redentor iluminado de amarelo, para lembrar o mês dedicado à conscientização sobre o suicídio. O médico descobriu que ela tinha tentado tirar a própria vida por três vezes e mobilizou os alunos dos dois cursos que ministra para que ela fosse abordada e ajudada. Vários terapeutas em formação conseguiram contato com ela, por Whattsapp, e alguns foram buscá-la em casa para interná-la na Clínica – neste caso, gratuitamente.

Palestras para familiares de pacientes internados na Clínica Jorge Jaber esclarecem sobre o tema (Foto: Divulgação)

Palestras para familiares de pacientes internados na Clínica Jorge Jaber esclarecem sobre o tema (Foto: Divulgação)

Mas não são só esses casos que chamam a atenção para este grave problema de saúde pública, que muitas vezes não é percebido pela sociedade. Na mesma semana, mais seis suicidas foram atendidos na Clínica Jorge Jaber. Portanto, em apenas uma semana, oito vidas foram salvas. A Clínica criou um grupo de profissionais para atender estes casos mais urgentes, chamado de Grupo de Valorização da Vida. Neste sábado, a Clínica promoveu atividades com familiares sobre a campanha Setembro Amarelo.

Para esclarecer mais sobre o suicídio, o psiquiatra Jorge Jaber, uma das maiores autoridades do país no assunto, responde ao Blog Vida & Ação sobre os principais mitos e verdades que rondam o tema ainda tabu na imprensa e nas rodas de conversas entre amigos e familiares. Confira:

Mito – Quem diz que vai se matar não o fará
Verdade – Dados da OMS mostram que a arrasadora maioria dos suicidas avisa que vai se matar

Mito – Quem tenta suicídio só quer chamar atenção
Verdade – Na realidade, quem tenta se matar pode querer também chamar atenção, mas realmente deseja se matar

Mito – Suicidas são fracos de alma
Verdade – Pessoas que tentam o suicídio têm alguma doença psiquiátrica.

Mito – Suicidas se beneficiariam se bebessem poucas doses de álcool para relaxar
Verdade – A bebida alcoólica e as drogas são a segunda principal causa de suicídio (a primeira é a doença psiquiátrica, principalmente a depressão)

Mito – Se uma pessoa tenta suicídio, ela não terá mais recuperação
Verdade – Quem tenta suicídio e escapa, ao aceitar tratamento, tem grandes chances de não voltar a tentar

Mito – Só Deus salva o suicida
Verdade – Ter fé realmente ajuda a pessoa a não tentar suicídio, mas também é necessária a ajuda psiquiátrica e psicológica

Mito​ – Para ajudar um suicida, é bom dar conselhos
Verdade – É mais importante ouvir a pessoa que pensa em se matar falar do que dar conselhos

Fonte: Clínica Jorge Jaber, com a colaboração de Patrícia Terra

Ação na Clínica Jorge Jaber alerta para o grande problema do suicídio (Foto: Divulgação)

Ação na Clínica Jorge Jaber alerta para o grande problema do suicídio (Foto: Divulgação)