Mitos, verdades e curiosidades sobre o câncer de próstata

cancer-prostata

Alvo de preocupação de boa parte dos homens, especialmente quando passa dos 45 anos, a próstata pesa 15 gramas, exatamente do tamanho de uma noz, e seu crescimento anormal pode estar ligado não somente ao câncer, mas a outras doenças urológicas.

Neste Novembro Azul, conscientização do câncer de próstata, ouvimos especialistas para tirar dúvidas em relação à doença, que é apontada como uma das maiores causas de mortes entre homens no Brasil. São 61.200 casos novos da doença por ano no país, o que representa um risco estimado de 61,82 casos novos a cada 100 mil homens.

“Em alguns casos, o inchaço da glândula obstrui parcial ou totalmente a uretra, manifestando alguns sintomas que muitas vezes passam despercebidos no cotidiano dos homens. Por volta dos 45 anos  a próstata aumenta de tamanho naturalmente, sem necessariamente ter relação com o câncer de próstata e por isso é preciso cuidado e atenção”, afirma o médico urologista José Anacleto Dutra de Resende Júnior, pesquisador da Uerj.

Ele listou cinco curiosidades que todo homem deve saber sobre a sua próstata (veja abaixo). Já Mauricio Rubinstein, fellow em Laparoscopia Urológica e Cirurgia Robótica na Cleveland Clinic e Mestre em Urologia pela Uerj, responde oito mitos e verdades sobre o câncer de próstata. Nem todo paciente que opera a próstata acaba com algum grau de impotência ou de incontinência urinária, garante ele.

1- O câncer de próstata faz parte do envelhecimento do homem

SIM, pois o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum no homem (após o câncer de pele) e ocorre em 1 a cada 7 homens, tendo seu pico de incidência aos 65 anos. Em 2016 foram diagnosticados mais de 180 mil novos casos nos Estados Unidos e morreram  desse tipo de câncer cerca de 26 mil pacientes (dados do National Cancer Institute/EUA).

2- Uma dieta inadequada pode ser responsável pelo desenvolvimento do câncer na próstata

SIM. Na grande maioria dos cânceres, já foi descoberto que uma dieta rica em gordura (saturadas) pode aumentar a incidência de câncer. No caso da próstata, isso também é valido.

3- Não ter sintomas urinários quer dizer não ter câncer

NÃO! A grande maioria dos casos atualmente são diagnosticados precocemente. Esses casos são diagnosticados em homens que podem não ter nenhum sintoma urinário e simplesmente descobrem através da prevenção, com a realização de toque retal e do exame sanguíneos de PSA (antigen prostático específico). Quando o câncer de próstata causa sintomas, muitas vezes se encontra em estágio mais avançado.

4- Nem todos os tumores na próstata precisam ser tratados

Temos que ver isso com muita cautela. Há diversos estudos publicados que colocam como uma opção ao paciente a escolha de “observação ativa” como tratamento. Esses estudos se baseiam em casosde câncer de próstatas descobertos em sua fase inicial, quase indolentes, onde somente seriam tratados com outros métodos caso o quadro do câncer se mostrar mais agressivo em uma próxima avaliação. Isso deve ser individualizado a cada paciente e muito bem discutido com seu médico, a fim de que não se perca a chance de salvar uma vida.

5- Todo paciente que opera a próstata acaba com algum grau de impotência ou de incontinência urinária.

NÃO. Os tratamentos evoluíram muito e minimizaram muito o risco desses efeitos colaterais. A Cirurgia Minimamente Invasiva, através da cirurgia Robótica, aperfeiçoou a técnica e vem alcançando melhores resultados nesse assunto. Atualmente, cerca de 95% das cirurgias para câncer de próstata nos EUA são realizadas com a utilização da tecnologia Robótica.Os aparelhos de Radioterapia também evoluíram e apresentam maior segurança atualmente.

6- O câncer de próstata afeta apenas homens idosos

NÃO. O câncer de próstata apresenta seu pico de incidência entre 65-70 anos, porém, existe um aumento progressivo a partir dos 40 anos. A prevenção é essencial para um diagnóstico precoce.

7- Aumento da próstata é um sinal de câncer de próstata

NÃO. O aumento de próstata chama-se Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP) e ocorrera em praticamente todos os homens com o envelhecimento. A HBP não é um fator de risco para o câncer de próstata.

8- O câncer de próstata é um câncer de crescimento lento, por isso não me devo preocupar.

NÃO. Ha diversos tipos de câncer, e ainda não temos a resposta definitiva de qual câncer cresce lento e qual cresce e se expande rápido em nosso organismo. Todos os casos devem ser discutidos individualmente e fim de que se possa escolher o melhor para cada paciente.

5 curiosidades que todo homem deve saber sobre a sua próstata

1-) Uma próstata saudável tem aproximadamente 15g e é do tamanho de uma noz.

2-) O crescimento da próstata não evolui para o câncer de próstata.  Algumas vezes na avaliação da hiperplasia, o câncer é diagnosticado também.

3-) Após os 45 anos de idade, já é indicado ir ao médico regularmente. Além do histórico do paciente, devem ser realizados exame físico geral, urológico completo, ultrassom e exames laboratoriais.

4-) Genética, diabetes, obesidade e tabagismo estão entre os fatores de risco. Ao contrário do que muitos pensam, a HBP – hiperplasia benigna da próstata – é a doença mais comum da glândula e não o câncer. A condição prejudica a qualidade de vida do homem, afetando sua rotina e vida sexual. A partir dos 50 anos, a HBP torna-se bastante comum. Segundo o especialista, a condição geralmente não causa dor e alguns exames preventivos podem ajudar na detecção da doença e cuidado com a glândula.

5-) Um dos tratamentos minimamente invasivos mais efetivos no Brasil é a cirurgia a laser. A tecnologia permite uma cirurgia (vaporização prostática) mais precisa para evita sangramentos e oferece segurança para pacientes cardíacos e em uso de anticoagulantes.