Livro desmistifica a hipnose e ensina técnicas simples de auto-hipnose

 

Hipnose-livro

No imaginário popular, disseminado pelos filmes hollywoodianos, a hipnose é algo místico, mais próxima dos shows de mágica.  O que poucos sabem é que a técnica tem um cunho terapêutico, inclusive é reconhecida pelos conselhos de Medicina, Psicologia, Odontologia e Fisioterapia. E é justamente para desconstruir os mitos que envolvem a técnica que foi lançado recentemente o livro “Hipnose – Aplicações Práticas” . O objetivo é mostrar as diversas teorias distintas sobre o tema e como a sua aplicabilidade vem ajudando a vida de pacientes que buscam também a superação de problemas de ordem psicológica.

Segundo Renan Almeida, coordenador editorial da obra, em coautoria com renomados especialistas (hipnoterapeutas), o tema hipnose sempre foi um assunto envolvente por estar correlacionado aos mistérios e natureza desconhecida da mente. Dos tempos antigos aos atuais a ferramenta passou por muitas contestações e mudanças até chegar a ter sua utilização junto à prática médica, atualmente aplicada em diversas frentes como a odontologia, psicologia, fisioterapia e outros. 

Na obra, especialistas discorrem sobre a capacidade de sermos hipnotizados e de como a utilização da ferramenta pode ajudar a escanear o cérebro a fim de um entendimento maior e mais aprofundado da natureza humana. O livro também auxilia a desenvolver autossuficiência ensinando técnicas de auto-hipnose, programando âncoras ou sinais que ele possa utilizar para empoderamento pessoal, resiliência, segurança, relaxamento, e qualquer outro estado capacitante desejado. E reforçando continuamente comportamentos (e, caminhos neurais) construtivos.

Para Bárbara Chagas, diretora da Conquista Editora, a maneira como a mente humana funciona sempre intrigou aos leigos e pesquisadores. Entre as descobertas, a hipnose é uma das que mais aguçam a curiosidade humana e o livro vem justamente mostrar como a utilização dessa prática como ferramenta pode provocar verdadeiras mudanças, reprogramando a mente para superar limites.

“Ainda há muita controvérsia sobre a aplicação da hipnose, não só pela precariedade de publicações científicas na área, mas também, pelas exibições de hipnose de palco ou de rua, que embora sejam realizadas com o propósito de entretenimento, trazem uma ideia equivocada do que seria a hipnose e contribui para manutenção dos mitos relacionados a esta prática. Especialmente a partir desse ponto é que considero a obra importante, pois ela desmitifica todas essas ideias”, ressalta Bárbara.