Faça o teste para medir o seu grau de dependência da nicotina

cigarro

Tem gente que fuma um, dois, três cigarros por dia. Ou um maço inteiro quando sai para uma festa ou um barzinho com os amigos. Mas nem todos se dizem fumantes. Alguns acham que exercem o controle sobre o cigarro, mas quando se vêem sem um, ficam desesperados por um trago. Há ainda os fumantes filões, que não compram uma carteira, “para não viciar”, e passam o dia filando com os amigos. Mas, afinal, será que você é dependente do cigarro? Como pode ser medido o seu grau de dependência da nicotina? E como deixar de vez esse vício? Muita gente consegue apenas com força de vontade e muita determinação. Outros, precisam de ajuda profissional.

Pesquisa da Mayo Clinic, dos Estados Unidos, mostra que 57% dos que optam por um tratamento de imersão em uma clínica conseguem largar o cigarro em definitivo, contra apenas 27% dos que passam pelo tratamento convencional, feito em ambulatório. “Esse é um método científico, com comprovações tangíveis, e que proporciona ao especialista detectar o obstáculo emocional de cada paciente para ele parar de fumar. Consigo, então, ir direto aos paredões criados pelo fumante e que lhe dificultavam, até então, realizar com eficácia o tratamento adequado”, diz a psiquiatra Analice Gigliotti, chefe do setor de Dependência Química da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e diretora da EspaçoClif, clínica especializada no tratamento de dependência química, como nicotina.

A base do tratamento envolve a imersão do paciente em local adequado para sua recuperação e onde, além de um ambiente amigável, exista o acompanhamento em tempo integral de profissionais especializados. O modelo prevê que uma semana desse “intensivão” unindo medicamentos (diferenciados, de acordo com cada pessoa e as suas características), terapia específica, mais acompanhamento de nutricionista permita ao fumante largar o cigarro sem engordar – um dos grandes entraves verificados nas consultas.

A médica adaptou para o Brasil uma metodologia da Mayo Clinic, onde passou, na última década, um período pesquisando no Centro de Dependência de Nicotina e coloca a sua experiência internacional em prática na Espaço Clif, clínica em Botafogo, Zona Sul do Rio. Junto da também diretora e psicóloga Sabrina Presman, que coordenou todo o Programa Estadual de Combate ao Fumo no RJ, ela comanda uma equipe multiprofissional focada em fornecer todo o suporte necessário a quem quer – e precisa – parar de fumar.

Faça o teste de Fagerström para medir seu grau de dependência de nicotina:

1.Quanto tempo após acordar você fuma seu primeiro cigarro?
Em cinco minutos (3)
Entre 6 e 30 minutos (2)
Entre 31 e 60 minutos (1)
Após 60 minutos (0)

 

2.Você acha difícil não fumar em lugares proibidos como igrejas, bibliotecas, etc.?
Sim (1)
Não (0)

 

3.Qual o cigarro do dia que traz mais satisfação?
O primeiro da manhã (1)
Outros (0)

 

4.Quantos cigarros você fuma por dia?
Menos de 10 (0)
De 11 a 20 (1)
De 21 a 30 (2)
Mais de 31 (3)

 

5. Você fuma mais frequentemente pela manhã?
Sim (1)
Não (0)

 

6. Você fuma, mesmo doente, quando precisa ficar de cama a maior parte do tempo?
Sim (1)
Não (0)

0 a 2 – muito baixo; 2 a 4 – baixo; 5 – moderado; 6 a 8 – elevado; 8 a 10 muito elevado.

Espaço Clif – Primeira clínica psiquiátrica do Brasil com três certificações de qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA), o Espaço Clif atende a diversos tipos de transtornos, com equipe multidisciplinar, tecnologia de ponta e serviços de hotelaria de elevado padrão, incluindo cardápio de alta gastronomia. O espaço presta também orientações em grupos ambulatoriais para pessoas que queiram parar de fumar. São encontros semanais com psicólogo especialista que auxiliam o paciente a entender sobre sua relação com cigarro e sobre estratégias para a cessação. Os grupos atendem ainda quem já parou de fumar, mas está com dificuldade de se manter abstinente.

As profissionais da Espaço Clif se mudam dia 18 de junho, por uma semana, para o parceiro Rituaali, onde vão aplicar o método aliado a todos os benefícios que o spa – o responsável pelo programa de nutrição – pode oferecer. “A internação auxilia também na reprogramação mental de quem quer superar o vício em cigarro. Orientamos sobre as diversas técnicas para os pacientes se manterem longe do fumo, sendo que cada um tem uma prescrição conforme a sua realidade. Junto à medicação, mais o trabalho do nutricionista, evita-se com mais chances as recaídas”, diz Sabrina Presman, diretora da clínica e também especializada em Dependência Química pela Uniad/Unifesp.

O Espaço Clif funciona em Botafogo (Rua das Palmeira 46, às terças, de 19h15 às 20h30) e na Barra (Av. Abelardo Bueno 1000, bloco 5, térreo, às terças, de 8h30 às 10h15).